Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tudo Normal...

por Robinson Kanes, em 10.04.17

Untitled.png

Vincent Van Gogh, O Salão de Baile em Arles (Museu D'Orsay)
Fonte da Imagem: Própria

 

Vivemos numa época em que tudo parece ser normal...

 

É normal que um sem número de indivíduos menores tenha 500 euros disponíveis (mínimo) para ir para Espanha consumir alcóol e drogas, praticar sexo desenfreadamente e não contentes com isso ainda possam destruir um hotel. É ainda mais normal que adultos reconheçam que pintar paredes, disparar extintores, partir vidros e simplesmente fazer barulho como se todos os outros indivíduos normais se tivessem de sujeitar à delinquência de meia-dúzia de filhos de outros pais é... normal. Pais que estão mais preocupados em alimentar a sua e a neofilia dos filhos do que propriamente lhes dar educação. 

 

É normal andarmos apoquentados com a luta pelo título de futebol e termos o fim de semana estragado porque meia dúzia de pessoas insistem em falar de guerra e agora se lembraram de falar mal dos delinquentes que envergonham Portugal. Afinal é normal dizermos que comportamentos (nem sempre educados) como os de Ronaldo e Mourinho são exemplos a seguir, os verdadeiros portugueses... a imagem de Portugal, é normal. Batemos palmas à falta de educação destes mas depois censuramos as crianças a quem dizemos que estes são o exemplo... é normal.

 

É normal querermos que os Admninistradores Executivos do Pingo Doce não ganhem milhões, mas não é normal questionar os movimentos salariais e outros que ocorrem no futebol... aliás, ainda batemos palmas.

 

É normal e vai passar a ser ainda mais normal que estejamos a tomar um café tranquilamente e nos entre um camião pela porta. É normal ouvir muitos portugueses dizerem que ficam assustados com este tipo de ataques porque assim já têm de mudar os planos de férias - eu quero lá saber de egipcios, suecos, franceses, alemães, israelitas, indonésios e outros, eu quero é ir passar férias sem ter de pensar em terrorismo. 

 

É normal que maior parte das pessoas com quem falo se diga não católica ou católica não praticante mas não abdique de um feriado religioso (que muitas vezes nem sabe a origem) para poder estoirar todo o salário de um mês - Retirar o feriado? É que nem pensar!

 

É normal que Estados Unidos ataquem a Síria, que Russos e Iranianos ameacem com retaliações e também é normal que uma frota de vasos de guerra norte-americanos se esteja a deslocar para águas do Mar do Japão.  É normal, até já "vi" este cenário em Espanha quando eclodiu uma Guerra Civil... com as consequências que veio a ter mais tarde.

 

É normal lamentarem-se tantas mortes, sermos tão solidários, mas no fundo não passarmos de egoístas que desejamos é ter distância desses cenários.

 

É normal continuarmos a alimentar guerras entre religiões (que nunca deram provas de nada - e aqui não questiono a fé) e não atentarmos em nós como homens (com prova cabal de existência) capazes de dirimir tantos e tantos conflitos. É como se a religião possa permitr que deixemos de ser homens e nos comportemos como autênticas bestas porque delegámos o controlo da nossa estupidez em alguém ou em algo que nunca vimos mas acreditamos que exista.

 

Mas, como já pensava outrora Vergilio Ferreira (in "O Existencialismo é um Humanismo"), talvez seja normal que me equivoque do que julgo que vejo...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


32 comentários

Imagem de perfil

fashion a 10.04.2017

Uma normalidade muito anormal, um mundo em que faltam princípios e orientações. Um excelente post!!
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 10.04.2017

Obrigado…

Devemos pensar quando o "anormal" passa a ser o "normal" e as consequências boas ou más que isso pode trazer.
Imagem de perfil

fashion a 10.04.2017

O problema é que a maioria deixou de conseguir distinguir o que é normal do anormal. Essa é a questão.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 10.04.2017

Ainda ontem falava sobre isso, como coisas que até há bem tempo (5 anos e menos) eram condenáveis e hoje são aceites com uma naturalidade assustadora… e cujas consequências continuam a ser manifestamente negativas.
Imagem de perfil

fashion a 10.04.2017

Exacto. Há uma confusão enorme de valores e parece que ninguém vê.
Sem imagem de perfil

P. P. a 10.04.2017

Quanta verdade!
Excelente reflexão.
Imagem de perfil

a mãe dos PP's a 10.04.2017

o normal...acho que cada um faz o seu "normal"...
Imagem de perfil

HD a 10.04.2017

E é normal que todos estes eventos sejam ingeridos por acontecimentos posteriores de igual consentimento público :s
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 10.04.2017

Sim, a Terra roda a toda a velocidade.
Imagem de perfil

HD a 10.04.2017

E nós paramos demasiadas vezes... no tempo :\
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 10.04.2017

Ou então não paramos e somos consumidos…
Imagem de perfil

Corvo a 10.04.2017

Tudo é normal, desde que a nós não prejudique.
É como a verdade, há duas: a nossa e a dos outros.
O importante é ser-se sincero. Isso sim! Sinceridade.
Se se conseguir fingir-se tê-la, tudo entra dentro da nossa normalidade.
Uma excelente crónica.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 10.04.2017

Gostei da abordagem… da forma como o jogo de palavras alertou para uma realidade interessante…

Obrigado por passar...
Imagem de perfil

Kalila a 10.04.2017

É normal chegar aqui e ficar encantada com o que dizes mas hoje abusaste!
Beijinhos, amigo.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 10.04.2017

Obrigado, quem ficou encantado agora fui eu :-)
Muito, mas muito obrigado :-)
Imagem de perfil

O ultimo fecha a porta a 10.04.2017

Excelente critica ao que viu no fim de semana. Pela primeira vez, um hoteleiro bateu o pé aos abusos e selvajaria que muitos finalistas portugueses praticam em terras de Benalmadena. O facto de estarem longe dos pais, pela primeira vez, de terem as hormonas saltitante e querem afirmar-se perante os outros, levam a atitudes insolentes.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 10.04.2017

Não é só por aí, mas sim, é um tema em destaque. O mais chocante é o desculpar de atitudes altamente condenáveis.
Imagem de perfil

O ultimo fecha a porta a 10.04.2017

Eu ouvi muitas pessoas a querem ouvir os dois lados. Mas por quem lá andou ou ouviu histórias de Benalmadena sabe que isto é bem provável de ter acontecido.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.04.2017

De facto, muito conhecido até e longe de ser caso único...
Imagem de perfil

Rita PN a 11.04.2017

Já venho tarde, mas a horas.
Excelente abordagem, aliás, como sempre.

Sendo a normalidade um padrão, dito normal, que é considerado correto sob um determinado ponto de vista, pergunto-me se quem vê a questão por outro ângulo, não poderá considerar normal que se lhe chame anormalidade?!

O deixa andar a que a sociedade se entrega perante acontecimentos como este e outros (crimes de colarinho branco, por exemplo), por os considerar normais e parte integrante dos grupos de onde são oriundos, causa-me vergonha alheia...
No caso em concreto, estes jovens serão o futuro do país. São os cidadãos que se estão agora a formar e querer afirmar perante a sociedade e a atingir a maioridade (18 anos). De certa forma, representam o país lá fora. São a cara dos demais estudantes e jovens portugueses além fronteiras. Neste caso, bem aqui ao lado, no país vizinho. É esta a imagem que queremos passar? Um país de vândalos? Sem princípios nem respeito? Mas que bom cartão de visita!

Li, num qualquer artigo noticioso, uma declaração de um alguém que dizia algo como: infelizmente acontece sempre no Sul de Espanha, terá que ser repensado o destino.
Querem agora ver que o mal está no destino?

Cidadania, educação, princípios, valores, consciência e respeito precisam-se. Estes serão os adultos de amanhã.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.04.2017

E obrigado pela tua participação que é sempre rica e cheia de conteúdo…

A culpa, como dizes, tende a ser do destino - já estou a imaginar os franceses, ou os marroquinos a repensarem a sua abordagem.

Em Espanha existe uma clara aversão a este tipo de práticas, sobretudo e muito focada nos britânicos. Não é difícil de Huelva até à Costa Brava ouvir criticas ao comportamento dos ingleses. E não, se de facto, em Portugal os espanhóis até tendem a ser um pouco "agressivos" em relação aos portugueses, em Espanha, pelo menos somos sempre muito bem acolhidos e bem vistos - falo por experiência própria, mas também porque falo bem castelhano, conheço bem a cultura e acima de tudo, tento adaptar-me.

Em relação ao normal, coloco esta questão muitas vezes: queremos ser todos diferentes e achamos que somos todos o máximo, no entanto estamos cada vez mais… iguais.
Imagem de perfil

Rita PN a 11.04.2017

"Em relação ao normal, coloco esta questão muitas vezes: queremos ser todos diferentes e achamos que somos todos o máximo, no entanto estamos cada vez mais… iguais." - Assino por baixo! É tão assim!

Eu é agradeço por este espaço existir!
Imagem de perfil

Nay a 11.04.2017

"Ser 'normal' é o ideal dos que não têm êxito, de todos os que se encontram abaixo do nível geral de adaptação." - Carl Jung

Foi o que me ocorreu ao ler o teu texto ;)
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.04.2017

E palmas é o que me ocorre fazer ao ler as "tuas" palavras...

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB