Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Tá a Andar de Mota"...

Rosa Mota e o Pavilhão...

por Robinson Kanes, em 29.10.19

OriginalSize$2019_10_08_17_07_16_1612396.jpg

Créditos: https://www.ligarunning.pt/noticias/details.php?id=2536417&s=r

 

O Governo já apresentou o programa que pretende implementar em Portugal para os próximos quatro anos deixando de fora um sem número de medidas estruturais que todos prometem década após década mas nada se vê.

 

No entanto, o país, não deixou ficar esquecida a vaidade da atleta do povo, Rosa Mota. Esta senhora, que vemos sempre em corridas por tudo e por nada e também em campanhas partidárias, ficou muito ofendida porque o seu nome não vem em primeiro na nova designação do "Palácio de Cristal" ou "Pavilhão Rosa Mota". O novo nome "Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota", não agrada à atleta que parece achar que tem mais importância do que quem investe no crescimento e desenvolvimento de uma cidade e não vive à sombra desta.

 

Mas vejamos, pois até podemos ficar do lado de Rosa Mota, daí a importância deixar algumas questões:

- Em todo este tempo que Rosa Mota teve o exclusivo do nome, será que fez o suficiente para que o edifício não acabasse por ficar quase em ruínas? Sendo embaixadora desse local, o que fez?

 

- Para a remodelação do edifício, o que fez Rosa Mota em termos de investimento e ideias para o mesmo?

 

- Sabendo das intervenções no edifício, porque é que Rosa Mota e o seu agente, fintaram a autarquia portuense e encetaram negociação com a Unicer (que aparentemente não teve sucesso)? Quem faz este tipo de manobra não procura propriamente discutir nomes mas outras coisas, nomeadamente contrapartidas monetárias.

 

- Será Rosa Mota assim tão importante para o Porto? Sabemos o quão traiçoeiro pode ser dar nomes de ruas e espaços a indivíduos que nos podem deixar ficar mal - Cristiano Ronaldo e José Mourinho, por exemplo, só não foram presos porque pagaram milhões de euros por simplesmente terem sido criminosos, no entanto, como outros (sobretudo ligados ao desporto) continuam a ser os nossos grandes embaixadores.

 

- Rosa Mota, tão activa partidariamente, terá alguma vez tentado transformar o "seu" Porto e com isso deixar a sua marca na cidade - e não estou a falar de duas ou três corridas para entreter as pessoas.

 

- Será que este drama não está relacionado com o simples facto de Rosa Mota não ter sido considerada quando se falou de pagamentos?

 

- Será que Rosa Mota se esqueceu que as homenagens não são dados adquiridos e que podem ser retiradas (e aqui nem foi o caso)? Será que Rosa Mota ainda não percebeu que as homenagens não surgem a pedido? Rosa Mota não é proprietária do espaço, portanto é algo que era passível de acontecer a qualquer momento.

 

- Será também Rosa Mota melhor que muitos portuenses que têm trabalhado para o desenvolvimento da cidade? E são muitos que diariamente fazem mais do que dizer que são do Porto. Não são apenas portuenses em capas de revista ou tempos de antena partidários. Além de que ainda circula a história de que perante a falta de subsídios a atleta ameaçou representar outra bandeira - se foi verdade, desconheço, mas fica aqui uma boa dica para o polígrafo investigar.

 

- E será que vale mais ter um espaço em ruínas com um nome de um atleta ou um espaço dinâmico e que se pode rentabilizar a si próprio?

 

- Deste modo, não devemos também devolver o nome original à primeira ponte sobre o Tejo? Consta até que o pouco democrático indivíduo em questão nem queria o seu nome na mesma!

 

E será que Francis Obikwelu, Fernanda Ribeiro, Aurora Cunha, Manuela Machado (eleita a melhor atleta ibero-americana em 1998) e tantos outros são menos importantes que esta senhora, ou será que o facto de não estarem ligados a partidos políticos (excepto Fernanda Ribeiro)e corporativismos tem influência? Em países pequenos, onde são sempre os mesmos, é isto que acontece... Muitas ditaduras e muitas sensibilidades.

 

Uma nota final: e se efectivamente o Presidente da República cancelou a sua presença na inauguração do espaço por desconforto com esta situação, temos mais uma vez Marcelo igual a si próprio, ao sabor do vento e a presidir a um país para comunicação social ver. Além disso, a ser verdade, mais uma vez, Marcelo toma parte numa matéria que nada tem a ver com a posição que ocupa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Posts mais comentados



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB