Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



E se Todos Sabiam?

por Robinson Kanes, em 06.11.18

 

mw-860-2.jpeg

 Créditos: https://apps.expresso.pt/sociedade/2018-07-13-Ainda-ha-explosivos-de-Tancos-a-solta

 

A serem verdade as alegações que têm sido feitas acerca do roubo de material de guerra em Tancos, como é que é possível que Azeredo Lopes ainda não tenha sido detido? Podemos sempre considerar que as coisas levam o seu tempo e deter logo um suspeito pode ser contraprudencete para a investigação.

 

No entanto, a ser verdade que um Ministro da Defesa estava na posse de informação tão grave e importante, será que o Primeiro Ministro também não estava a par de? E se o Ministro da Defesa e o Primeiro Ministro estavam a par desta sensível informação, não existe uma infíma hipótese de que o Chefe Supremo das Forças Armadas, o Presidente da República, também não estivesse informado?

 

A realidade é que existem aqui várias circunstâncias curiosas... Se só alguns sabiam, como é que uma coisa destas pôde acontecer? Que Primeiro Ministro e que Presidente da República são estes que num caso tão delicado não foram informados pelos seus "subordinados"? E se não foram, porquê? 

 

Existe ainda a hipótese de todos saberem e de tal facto contribuir para que um Presidente da República e um Governo apresentem imediata demissão após verificação desse facto? António Costa, em tom cínico, deixou no ar que muita gente sabia do que se estava a passar em Tancos... A quem se refere Costa? Pode um Primeiro-Ministro lançar suspeitas, qual mulher de soalheiro, e as mesmas ficarem sem interrogações? Será que também queremos que assim seja? Queremos ver cair um Governo ou um Presidente? Queremos mesmo saber a verdade? A verdade, aquela que temos, é a de que nenhum dos dois sabia e esperemos que a Justiça, sem obstruções, mostre essa verdade, caso contrário, temos aqui um escândalo de proporções que ninguém consegue prever... Ou até consegue, os eleitores e os cidadãos tudo têm perdoado... Culturalmente é fácil controlar o povo português e aqueles que podem fazer algo em nome da integridade... Todavia, nem sempre é assim tão linear.

 

Esperemos também que o "caso do aparecimento" não retire meios ao "caso do desaparecimento"! O roubo das armas e toda a cumplicidade envolvida no mesmo não se deu porque alguém decidiu assaltar um paiol de alta segurança só para roubar umas coisas e vender as mesmas nas feiras de antiguidades do primeiro Domingo do mês!

 

Esperemos que a investigação seja mesmo a doer... Doa a quem doer... E de preferência sem comissões de inquérito parlamentar que, em Portugal, apenas servem para atrapalhar a Justiça e ocultar os verdadeiros responsáveis.

 

A propósito deste episódio, a apatia e o esquecimento por parte dos partidos do "contra tudo" é no mínimo escandalosa... Partidos do "contra tudo" enquanto vão sendo sustentados pelo Governo PS. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E Bolsonaro é que é Manipulador?

por Robinson Kanes, em 11.10.18

cae-e-gil.jpg

Créditos: http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/por-seiscentos-mil-por-show-e-facil-ser-de-esquerda/ 

 

 

Acabo de ler aqui que agora Bolsonaro também é o grande responsável por um homicídio no Brasil. Apesar de recorrer às aspas e tentar esconder o português do brasil do teor da notícia, o próprio SAPO, acredito que ingenuamente, acaba por se tornar mais um anti-Bolsonaro.

 

Mas também esta notícia surge logo a seguir ao meu artigo em que me referia àqueles que se dizem as vozes do Brasil, os caducos Gilberto Gil, Caetano Veloso e até outros que sempre contestam todo e qualquer candidato presidencial que possa fechar a torneira que os alimenta - em Portugal também os há, lembrem-se sempre que se fala em RTP e TAP quem são aqueles que aparecem.

 

Estes democratas humildes, amigos das gentes das favelas mas que vivem nos melhores apartamentos de Ipanema ou até de grandes cidades europeias, são aqueles que agora acusam Bolsonaro da responsabilidade de uma morte no país simplesmente porque um mero apoiante da sua campanha matou um apoiante de Fernando Haddad. Conhecendo um pouco do Brasil, casos destes não terão faltado de um lado e de outro...

 

É estranho que estes senhores, que também "genuínamente" se preocupam com o seu país não se preocupem com as mortes diárias devido ao narcotráfico e da corrupção, muitas delas com a chancela daqueles que frequentam as suas próprias casas. Ainda os vamos ver em Madrid com Pablo Iglesias, do "Podemos", a celebrar no apartamento de 600 000 euros - apartamento que este comprou com fruto do seu humilde trabalho e paixão por Espanha.

 

São também agora estes senhores, apoiados por alguma comunicação social, que acusam Bolsonaro de uma morte. No entanto, ainda há pouco tempo acusaram este de alegadamente ter ensaido um atentado contra a sua pessoa. Meus senhores, em que ficamos? Deixem Bolsonaro ser o manipulador fascista (como agora se gosta de chamar fascista a quem pensa diferente, como se comunista ou até esquerdista fosse um elogio)... Agora não queiram é ser como ele! 

 

Caetano Veloso chega a cair no ridículo de dizer que não acompanha redes sociais, que só viu a notícia no Yahoo, mas acaba por expressar este seu sentimento no... Instagram! E também é ridículo como estas notícias ganham tamanha visibilidade. 

 

Ridículo é também o tempo de antena (que é justo) dado a Carlos Carvalhas na TSF e onde este ainda anteontem afirmou, no programa "Pares da República", que tudo isto é uma armação do capitalismo contra os trabalhadores brasileiros e dos serviços secretos norte-americanos que querem dominar o Brasil! No entanto, é o mesmo que contesta o modelo eleitoral alemão porque é... Mais justo? É o mesmo que nem fala sobre a Venezuela... É o mesmo que chafurda na lama com os porcos de Orwell como os seus camaradas do PCP e do BE. Continuamos a ouvir sempre os mesmos, com os mesmos discursos e completamente desacreditados mas que insestentemente entram nas casas e nas vidas de todos nós!

 

Se querem liberdade e democracia, deixem o povo ser livre e votar! Deixem que a liberdade não seja a vossa mas a de todos... Mesmo que esteja a cometer um erro histórico! Algo que não seria novo, afinal Lula e Dilma... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bolsonaro é um Produto da Esquerda...

por Robinson Kanes, em 09.10.18

jair-bolsonaro-escuro1.jpg

 Créditos: https://veja.abril.com.br/politica/pt-atribui-crescimento-de-bolsonaro-a-voto-de-evangelicos/

 

 

 

Bolsonaro ganhou a primeira volta das eleições no Brasil e é agora o mais forte candidato à vitória final. Esta é uma frase que deve estar a fazer fervilhar muito boa gente, sobretudo em Portugal, onde as eleições nos Estados Unidos ou até no Brasil são bem mais importantes que as eleições no pequeno rectângulo. Já em tempos observei que se o entusiasmo com as eleições e com a política por cá, fosse o mesmo com as eleições do outro lado do atlântico já teríamos um país bem melhor e... Menos corrupto.

 

Enquanto assistimos, também por cá, a um sem número de movimentos (inclusive na comunicação social) contra Bolsonaro, por lá o povo vai decidindo aquilo que julga ser melhor para si. Aqueles que enchem jornais, rádios e televisões com o discurso para salvar a Democracia são os mesmos que aplaudiriam uma facada mortal no candidato que lidera as intenções de voto nas presidenciais do Brasil, estranho paradoxo este. Não é de estranhar, afinal quando até humoristas partidariamente encartados têm mais tempo de antena que verdadeiros especialistas na matéria, outra coisa não seria de esperar.

 

No Brasil, aqueles que por lá são considerados os intelectuais e a (falsa) real imagem do povo brasileiro, por sinal sempre os mesmos e caducos Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil e tantos outros fervilham também contra estes resultados. As pseudo-elites, sobretudo culturais, estremecem ao perceber que a sua influência já não é o que era e que não bastam meia dúzia de notas para se ser um verdadeiro porta-voz da vontade do povo, sobretudo quando o nosso sustentento daí advém.

 

De facto, se Bolsonaro for o grande vencedor, a culpa não é da extrema-direita, não é dos lobbies empresariais, não é da manipulação nas redes sociais... A culpa é de todos aqueles (sobretudo aqueles mais à esquerda) que governaram o Brasil nas últimas décadas! A culpa é de todos aqueles que pensavam comprar a submissão da população com meia dúzia de cheques-pobresza, como se isso fosse suficiente para que o povo pudesse esquecer os casos de corrupção e vidas faustosas que os mesmos levavam muito à custa do erário público. Se existe um culpado, é toda essa ala esquerda amiga dos pobres mas que não vive em favelas e prefere controlar as massas dos seus apartamentos no Leblon ou até fora do Brasil em grandes apartamentos de Paris! 

 

Bolsonaro, tal como Trump, não pode não ter o perfil mais adequado para estes cargos, longe disso, todavia, no modo como este e Trump são destruídos na comunicação social e por uma certa minoria que diz representar toda uma maioria, dá que pensar. Faz-nos pensar nas soluções que temos e que, são cada vez menos... Também por aqui assistimos a um complexo de uma pós-modernidade em que a experiência já não significa um certo estatuto e onde aqueles, com menos experiência, também já podem dizer algo... Até porque muita experiência tem demonstrado sobretudo um conhecimento e um poder para corromper as instituições e manipular as mesmas e não propriamente para colocar um país - ou até uma organização - na vanguarda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ցտեսություն Aznavour...

por Robinson Kanes, em 03.10.18

IMG_4806.JPG

Imagem: Robinson Kanes 

 

 

E acerca do grande "Formidable", não preciso de dizer mais nada!

 

շնորհակալություն Charles...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estatuto do Cuidador Informal? "Facepalm"...

por Robinson Kanes, em 28.09.18

symbiosis_hd_115.jpg

Este foi o "facepalm" do Comandante Picard quando lhe disseram que é mais barato financiar um cuidador informal do que serem o Estado, as IPSS ou até as misericórdias a exercerem essa tarefa! Este foi também o "facepalm" do Comandante Picard quando lhe disseram que existem episódios em que as misericórdias recusam apoio, alegando falta de meios, mas não hesitem em que indivíduos "perdidos" façam uma "pequena" doacção dos seus bens às mesmas e assim recebam um "prato de sopa" em troca... Foi também este o "facepalm"  do Comandante Picard quando lhe disseram que, alegadamente, os partidos das causas sociais têm usado e abusado dos cuidadores informais sem efectivamente tomarem uma posição séria sobre o assunto.

 

E por hoje, mais não digo...

 

Créditos: https://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/FacePalm/LiveActionTV

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cuidado senhor Trump, o perigo para si está em Portugal... Depois de ir a Washington fazer a figura de provinciano gingão com a mania que pode gozar com os grandes, Marcelo voltou ao ataque a Trump esta semana após nova visita... Estranho é ouvir Marcelo a contestar o unilateralismo quando foi um partidário da cátedra "orgulhosamente sós" durante um regime ditatorial... Será que é inveja porque Trump tem mais mediatismo? Será que se deve ao facto de Trump também já ter feito algo pelo seu país (pois nem tudo o que o senhor faz é mau) e que vai para além de beijinhos e abraços? E porque não fala Marcelo da Venezuela e até de Angola? É motivo para mais um "facepalm"...

donald-trump-facepalm.jpg

 

E por agora, mais não digo... Até porque Trump já nem vai dormir depois de ter percebido que Marcelo não é propriamente o seu melhor amigo...

 

P.S: esta semana deu-me para isto, enfim...

 

Créditos: https://fabiusmaximus.com/2018/03/25/last-days-of-trump-rise-of-pence/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tancos - Um Verdadeiro "Facepalm"!

por Robinson Kanes, em 25.09.18

Triple_facepalm_by_pip3r_cz-d3e6t06.jpg

 E por agora, mais não digo... 

Créditos:http://lptpw.wikia.com/wiki/File:Triple_facepalm_by_pip3r_cz-d3e6t06.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bater no(s) Fundo(s)...

por Robinson Kanes, em 28.08.18

IMG_7762.jpg

Imagem: Própria.

 

 

Na passada semana, em conversa com alguns conhecidos, tomei conhecimento de uma reportagem televisiva que, alegadamente, colocou o dedo na ferida - mais um - em relação aos apoios e acções de solidariedade para com Pedrogão Grande. 

 

Temos de atentar no facto de que, em Portugal, os incêndios de Pedrogão (como se os de Outubro, Monchique e outros não fossem de interesse) produziram, pela primeira vez e em larga escala, a ideia de que a solidariedade é um negócio pouco transparente. Confirmou-se, pois até hoje ainda ninguém explicou com rigor o destino dos fundos, que afinal para esclarecidos e ignorantes ou meros ingénuos, o dinheiro da "esmolinha" nem sempre acerta no bolso do "pobrezinho". Aliás, 2017 e 2018 foram pródigos em casos de solidariedade pessoal, literalmente...

 

Mas é voltando a essa reportagem que temos de fazer três exercícios: o primeiro é de que estamos perante uma reportagem que aponta alguns factos concretos e verídicos mas ainda é só uma reportagem. O segundo é de que devemos pensar porque é que casos como estes só chegam ao conhecimento do público e das autoridades por intermédio dos media... E terceiro, e se tudo isto for verdade?

 

Debato-me no terceiro e último: e se tudo isto for verdade? Se for verdade que o dinheiro dos contribuintes e de  todos aqueles que solidarizaram com Pedrogão (e falo de Pedrogão mas abarco todos os outros concelhos afectados) estiver a ser esbanjado por oportunistas corruptos? E se tudo isto for verdade, como é que fica o papel dos políticos - muitos deles ao mais alto nível - que se solidarizaram também com estes indivíduos e até lhes deram apoio mediático e não só? Se tudo isto for verdade, como é que um povo reage quando, aqueles que deveriam garantir a sua segurança, são os primeiros a falhar. Como é que saíndo impunes e abusando dessa impunidade ainda desrespeitam mortos e vivos absorvendo os lucros, pois a palavra é essa, os lucros da desgraça? Não defendo, nunca defendarei a Justiça feita na rua, todavia... Devo admitir que não é fácil desejar que algumas cabeças se afastem do resto do corpo num qualquer pelourinho! A conversa do doa a quem doer, sem causar dor começa a ser enfadonha...

 

E se tudo isto for verdade? Presumo que até existirem factos que provem todos estes esquemas são verdadeiros devemos ter cautela nos comentários e nos ditos julgamentos públicos, no entanto, também é nas ruas que se diz que "contra factos não há argumentos". Se tudo isto for verdade, uma coisa Pedrogão Grande tem de nos ensinar - chega de corrupção, irresponsabilidade, impunidade e incompetência!

 

Talvez a melhor homenagem que podemos prestar a todas as vítimas dos incêndios e não só, é finalmente começar a combater ferozmente estes comportamentos! Mais do que criar brigadas de combate a incêndios, é criar mecanismos que promovam a competência, o mérito e a responsabilidade. Mais do que criar oficiais de segurança, é criar mecanismos que combatam a corrupção... Até porque, todos sabemos, que o poder autárquico, a par do central, é também ele, em muitas situações um antro de corrupção que só não é mais posto a nu porque a apetência pelo paternalismo luso permite que autarquias e autarcas sejam a única fonte de rendimento e justifiquem a existência de algumas localidades. É esta apetência que permite que em alguns concelhos tenhamos autênticos ditadores que semeiam o medo e paralisam todos aqueles que levantem a voz contra os mesmos... Não são raros os casos em que tive pessoas diante de mim em pânico porque o "senhor presidente da câmara" ou o "vereador X" podiam acabar com uma carreira, uma família ou até com a sobrevivência dessas mesmas pessoas.

 

Fuji ao tema, de facto, mas na verdade, este tipo de situações continua a ocorrer e é a apatia das instituições e sobretudo dos cidadãos que o permite... Entretanto, também a Democracia vai ardendo de forma totalmente descontrolada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Monchique: Estão a Levar os Linces!

por Robinson Kanes, em 10.08.18

IMG_3673.jpg

Imagens: A minha GC 

 

 

Anteontem foi o dia do gato e foi também o dia em que, e bem, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) deu ordens para a transferência de um grande património nacional para a Espanha: os Linces Ibéricos! 

IMG_3674.jpg

 

Felinos de uma beleza única, o Lince Ibérico é mais que um mero "gato" que anda por aí, é algo nosso e faz parte da nossa identidade como portugueses ou, se assim quisermos, como povo ibérico. Tenho nos linces uma paixão similar ao Lobo Ibérico, e devo reconhecer que foram mais uns que sofreram e têm vindo a sofrer com a acção do homem na natureza! Continuamos a destruir tudo e não nos parecemos preocupar muito com isso mesmo que os sinais estejam à vista!

 

Aproveito talvez esta temática para fazer uma pergunta: tantas vezes que escuto os "paizinhos" a falarem da perpetuação dos genes, das gerações vindouras, do bem-estar dos filhos, será que, quando não fazem nada para mudar um pouco o mundo em que vivem também têm esse pensamento? De facto, o "real-umbiguismo", mesmo no tema dos filhos, é uma realidade mas... Se isto correr mal, não esperem que os vossos filhos sejam especiais e sobrevivam!

IMG_3677.jpg

A forma como estamos desligados da natureza, a forma como olhamos para muitas espécies, como se fossem peixes em aquário ou animais que devem estar enjaulados para gáudio de muitos, deixa-me perplexo... 

 

IMG_3657.jpg

 

Por aqui, espera-se que os Linces regressem em breve, e vão regressar. São cidadãos nacionais, são o nosso património, fazem parte da nossa cultura e temos uma grande dívida para com eles... E já tenho saudades de, lá bem longe, de binóculos em punho, tentar vislumbrar um dos maiores tesouros do nosso país!

 

Bom fim de semana....

Autoria e outros dados (tags, etc)

Marcelo, Il Capo!

por Robinson Kanes, em 06.08.18

image.aspx.jpeg

Créditos: https://www.dn.pt/media/interior/marcelo-a-consolar-obras-de-arte-a-nova-faceta-do-presidente-pop-9135039.html

 

 

O que me traz aqui é o último comentário de Marcelo acerca dos partidos políticos e de como estes devem ser uma família da qual não se deve abdicar e muito menos trocar. Quem diz os partidos diz a família Espírito Santo ou não fosse Marcelo o defensor do lema de que mais importante que ser rico é dar-se bem com gente rica. Eu admito que este é um discurso de partido único (que Marcelo tão bem conhece) ou então de organização criminosa, algo aproximado a uma máfia.

 

Para Marcelo, trocar de partido não é opção, mesmo que se embarque por um sem número de comportamentos e tomadas de posição que sejam contra toda e qualquer ética ou valores defendidos por quem se vê confrontado com essas mesmas situações. Resta-me perguntar a Marcelo porque é que não continuou como adepto e usufruidor (ele e tantos outros que agora deambulam pela nossa praça, alguns até de esquerda) de um regime fascista? Porque é que trocou de família e escolheu uma mais adequada aos tempos de mudança? Porque é que Marcelo na sua versão democrática também virou costas ao partido de que faz parte e do qual foi presidente (um presidente para esquecer), pelo menos temporariamente? O PSD saíra dos tempos da Troika e a proximidade com essa família poderia não ter trazido tantos votos, falar no PSD durante a campanha para as presidenciais foi algo do qual Marcelo fugiu a sete pés e até fez questão de se distanciar na sua pseudo-independência. Marcelo é uma espécie de Ricardo Robles mas em versão exagerada, um homem com muitas famílias e só assim pode explicar a constante pululação entre umas e outras.

 

Marcelo, e não me canso de reforçar este ponto, também é português e irmão dessa família que são os portugueses, todavia, onde andava Marcelo quando minava as sombras do poder com o discurso de que tudo quanto fosse homem deveria estar a defender as colónias (chamando nomes até àqueles que não o faziam) e quando chegou a sua vez lá meteu a real cunha para não pegar numa arma e muito menos pisar um terreno de combate- interessante comportamento para quem hoje é o chefe supremo de outra família, as forças armadas.

 

Finalmente, e com a outra família que é a comunicação social (aquela a quem é mais fiel), foi o facto de termos ouvido Marcelo dizer que não reservou hotéis em nome próprio nesta sua deslocação para "férias" ao interior do país para não ser perseguido pelos presidentes de câmara, essa família de gente aborrecida que uma vezes dá jeito, outras nem por isso... Afinal Marcelo está de "férias" e não quer ouvir que conhece a terra e como faz com Cristiano Ronaldo, exalta este quando lhe importa, e varre para um canto quando já não importa... Mas a família da qual Marcelo não abdica é a comunicação social e aí é importante ligar a tudo e a todos para que acompanhem cada minuto de umas "férias solitárias e isoladas do mundo", mesmo que até se procure o pódio de uma corrida velocipédica para mais uns minutos de fama ou então queira assumir o lugar de porta-voz do Ministério da Administração Interna ou até da própria Protecção Civil.

 

Mas, na verdade, Marcelo nunca poderá ser um "capo" - para o mal ou para o bem, um "capo" não dispõe e se vê livre da família como lhe dá jeito. Para o mal ou para bem, até numa organização mafiosa, o "capo" é fiel aos seus valores... Um verdadeiro "capo" faz, não espera por canais mediáticos a encherem páginas e imagens com  temas sem interesse ocultando a verdadeira inércia...   

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB