Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Verdadeiro Natal no Striezelmarkt...

por Robinson Kanes, em 28.11.17

IMG_3639.jpg

 Fonte das Imagens: Própria.

 

Uma das imagens mais belas que se pode ter da Saxónia e que me fazem recordar as minhas deslocações e estadas em Berlim é o "Striezelmarkt" de Dresden, ou seja, o Mercado de Natal local. Todavia, acredito que a melhor entrada na Saxónia não será via Berlim, mas sim pela Boémia com a primeira paragem alemã na pitoresca Bad Schandau mesmo junto ao Elba.

 

Não vou falar de Dresden, para mim, a cidade mais bonita e romântica da Alemanha, mas sim do seu Mercado de Natal. Os Mercados de Natal da Alemanha são dos mais genuínos e interessantes que podemos conhecer e aqui, admito, que somos (portugueses) claramente ultrapassados na forma de celebrar o Natal.

IMG_3652.jpg

O "Striezelmarkt" remonta a 1434 e tinha a duração de apenas um dia. Este mercado visava apenas venda de carne, segundo as as leis de Frederico II, Princípe da Saxónia. O nome advém da palavra "Striezel" que é uma espécie de pão típico de Natal e também conhecido por "Stollen". Caminhar pela Altmarkt com uma caneca de Glühwein (vinho tinto aquecido com canela, cravinho, laranja ou limão e açúcar) numa das mãos e na outra com uma Lebkuchen (um espécie de bolo de mel e com um sabor a gengibre que... hum...) pode ser um dos passeios mais interessantes que vão ter nas vossas vidas. Dresden é uma cidade romântica e das poucas fora do Mediterrâneo que me apaixonam, mas sem dúvida que um Natal a dois não pode nem deve dispensar um passeio junto ao Elba e pela Altmarkt. Amigos alemães que não me enviem Lebkuchen no Natal têm de aturar o mau feitio do Robinson.

IMG_3588.jpg

Com a maior pirâmide "Erzgebirge" do mundo (14,62m) e o maior arco de Natal do mundo (13,5m de largura), neste mercado é impossível resistir às bancas que vendem somente produtos natalícios, desde a comida a peças de atesanato com especial destaque para os brinquedos. Também as "barraquinhas" são decoradas com extremo bom gosto e que tornam quase impossível não relembrar os tempos de criança... Eu diria até que voltamos a ser crianças. Quem diria também que há 72 anos esta cidade foi arrasada por um dos mais terríveis bombardeamentos da história e um dos grandes desastres cometidos pelos aliados que não olharam a meios e mataram um sem número de civis (250 000 foi a contagem inicial, que agora aponta para 25 000) de forma absolutamente desnecessária e ainda hoje um tema tabu quando se fala na Segunda Guerra Mundial, pois são muitos os que defendem que se tratou de um crime de guerra.

IMG_3622.jpg

Cachecol, gorro, e uma caminhada bem abraçados e aconhegados com a nossa paixão, tornarão todo e qualquer momento neste mercado inesquecíveis e nem o frio da Saxónia será capaz de quebrar a vontade de conviver na rua entre amigos de longa data ou recém-amigos que connosco, sem medo do gelo, partilham momentos singulares e inesquecíveis.

 

Toda a cidade é uma festa, mesmo antes, se viermos da Estação vamos encontrar também um enorme Mercado de Natal, e atravessando o Elba encontramos, logo a seguir à Estátua do Cavaleiro de Ouro (Augusto, o Forte - Rei da Polónia e Grão Duque da Lituânia) mais um mercado que não nos deixa ficar quietos e onde podemos saborear um sem número de produtos locais, aqui, com forte enfoque nas carnes.

IMG_3624.jpg

Apesar do frio, o melhor local para saborear estes petiscos é mesmo junto ao Elba, sem necessidade de voltarmos a atravessar a ponte. De noite ou de dia, e muitas vezes com um frio cortante, podemos contemplar o "Brühlsche Terrasse", mais conhecida como as "Varandas da Europa" e a "Kunstakademie" (Academia de Belas Artes) sem esquecer a imponente "Hofkirche" e a "Semperoper", a ópera de Dresden e visita obrigatória para um concerto ou mesmo para uma ópera! Acreditem que merece bem a pena assistir, nem que seja a um concerto da Orquestra Estatal de Dresden.

 

Olhando à minha volta e assistindo a mais uma loucura colectiva, que de Natalícia tem pouco, saberia bem caminhar por entre bonecos de madeira, cheiro a lareiras e a vinho quente enquanto colava os meus lábios e os aquecia na minha alemã numa qualquer barraquinha do "Striezelmarkt"... 

IMG_3628.jpg

Por aqui, voltaremos para a semana... Boa Semana e antes do Natal vivam os vossos e todos aqueles que vos rodeiam... Todos os dias....

Autoria e outros dados (tags, etc)

Striezelmarkt Soa Mal, mas é Genuíno.

por Robinson Kanes, em 09.12.16

IMG_3607.JPG

 

Vamos recuperar a tradição dos mercados de Natal e fazer concorrência aos centros comerciais? E como é que fazemos para nos distinguir-mos da concorrência e sermos diferentes?

 

É simples, para sermos diferentes de um shopping center temos de começar pela designação – vamos dar um nome tradicional que nos remeta para as origens dos mesmos em Portugal - aí vão alguns exemplos: Mercado Crafts & Design, Pink Market, Urban Market, Christmas Market Fashion Outlet. Pelo menos já estamos a ser diferentes, digam lá que língua mais tradicional portuguesa que o... inglês? Ainda me lembro do meu trisavô contar como era belo e acolhedor o Sortelha Fashion Market ou o Freixo de Numão Christmas Market e isto ainda no século XIX!

 

Mas ainda não chega, é preciso ir mais longe e apostar em produtos típicos de Natal ou até abrir a porta a produtos natalícios de outros países. Portanto, vamos apostar em... produtos que existem todo o ano made in China e outras tantas origens sem esquecer que podemos encontrar as mesmíssimas coisas ao longo de todo o ano em qualquer grande superfície. Já viram aqueles mercados onde se vendem caveiras e pulseiras da felicidade?

 

E como é que podemos ser ainda mais inovadores? Vamos apostar no Pai Natal em exclusivo ou então, até criar uma reconstrução dos soldadinhos de chumbo, estes últimos muito tradicionais... só que na Alemanha e em outros países do centro da Europa.

 

É claro que temos bons exemplos, mesmo até boas práticas em alguns cuja base tradicional não é a melhor, mas... não estou a ver o Dresdner Striezelmarkt adoptar o nome de Dresden Amazing Christmas Market só porque... Dresdner Striezelmarkt não soa bem ao ouvido. Experimentem dizer Dresdner Striezelmarkt várias vezes seguidas... será por isso que deixariam de visitar o Dresdner Striezelmarkt?

 

Fonte da Imagem: Própria.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB