Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



21487937_ALlOV.jpeg

Créditos: https://insensato.pt/as-cuecas-a-serpente-e-o-padre-163371

 

Recentemente, muito se falou num sacerdote que andou nas redes sociais a espalhar o seu charme praticamente desnudo... De facto, com tantos problemas no mundo e com que é o rebanho se preocupa? Padres em pelota!

 

No entanto, enquanto se atacam padres que tiram fotografias e têm amantes femininas, escondem-se os padres homossexuais (não que exista mal nisso) e padres pedófilos, o que é brilhante! E, de facto, a cereja no topo do bolo, é que com isso ninguém parece estar muito preocupado - e não falo da Igreja, mas do rebanho. Portanto, padres despidos é que não! Padres abusadores de menores, sim! Aliás, até existe um Presidente da República que ainda este ano amnistiou um padre que violentava menores numa instituição da Igreja. Normal, portanto...

 

Mas o conteúdo deste artigo é mais profundo... Uma banda sonora para acompanhar o mesmo?

O que eu censuro e acredito que seja efectivamente uma autêntica blasfémia é o facto de não existir qualquer sacralização do acto de tirar uma boa fotografia - pior que isso, só o infernal bico de pato em frente ao espelho.  Por isso, padres que têm redes sociais, sobretudo "instagram", cá vai:

 

  • Nunca tirem fotografias deitados, despidos e em quartos que parecem a pensão Dallas! Procurem dar um charme à coisa e tenham cuidado com o fundo... Aqueles cortinados estão longe de serem um must de decoração. Cuidado com os lençóis, pela forma como estão amarrotados demonstram que as supostas cambalhotas ainda não aconteceram e só houve beijinhos! Garanhão que é garanhão vai mais longe e deixa a cama toda desmanchada! Cuidado também com o número de almofadas, neste caso, auguram umas certas dores de coluna e pescoço - a idade, eu sei. Em suma, se querem poupar já existe Alojamento Local com muito bom gosto!

 

  • Cuidado com os utensílios: telemóveis na cama!!! Ainda por cima com a luz do ecrã ligada? A evitar, sobretudo quando já são obsoletos. Fixem-se na pessoa e não permitam espaço para que o olhar seja desviado - a não ser que os objectos sejam de outra índole ou telemóveis de última geração!

 

  • Voltando à fotografia do "senhor prior" - quem é que escolheu aquelas cuecas? Eu até percebo o intuito de dar aquele look moderno mas... Evitem as cuecas, utilizem boxers, pretos ou brancos. Aquelas cuecas só têm um efeito sexy em filmes de terceira categoria e filmados em caves de Hong Kong - aposto que nem a Silvia Saint teria gostado de contracenar com um indivíduo em tais preparos. Eu até posso compreender que o "padre cura" tenha tido vontade de passar a imagem de quem elimina os pêlos pûbicos mas... Boxers, vão por mim, boxers... As serpentes gostam mais! E tangas? "Tangas jamé" como diria Mário Lino. Jamais! Jamais!

 

  • Relógio quadrado e em dourado? Hum, o senhor padre acha que é o Burt Reynolds ou então quer um look mais europeu qual Jean-Paul Belmondo... Love it! O ideal é um clássico estilo "Timberland" ou então, se queremos ser modernos, nada como um smartwatch , eu recomendo "Garmin"! Se existir nível, um "Longines", também é opção...Nunca falha e as cotas adoram...

 

  • Especial atenção: cuidado com o volume de pelo, sobretudo nos sovacos e... aquele gesto da mão a apontar para as zonas pudibundas? A sério? É isso e a malta do ginásio que, em frente ao espelho, levanta a t-shirt e mostra os abdominais! Ou então o anúncio ao restaurante do Primo Chico na Atalaia onde o proprietário apontava para o belo de um bacalhau! A questão do ginásio nem é a pior, excepto se existir quem queira lavar as mãos ou a cara e não consiga porque afinal se enganou na porta dos balneários e entrou nos bastidores da Moda Lisboa - só faltam as especiarias e o bicarbonato de sódio!

 

  • E finalmente... Façam um favor a vocês próprios senhores padres, acólitos e todos os outros que querem ter sucesso no "instagram" e com as miúdas: nunca, mas nunca vão de peúgas para a cama! Pior que isso, nunca se deixem fotografar de peúgas! A pior coisa que podem fazer é estarem despidos, ou quase, e conservarem as peúgas. Compreendou que podem camuflar umas certas garras, unhas mal limpas e até uns certos musgos e bactérias, mas tentem que isso não aconteça. Unhas amareladas e podres funcionam melhor que peúgas! Se há coisa que faz uma mulher perder o encanto e aquele instinto de "anda cá meu matulão" são umas peúgas a acompanhar umas cuecas ou então uma total ausência de roupa interior. Pior, só umas "pé de gesso" com raquetes ou eventualmente aquelas peúgas da "lassie". Relógio escapa, gravata para os mais marotos (enfim), agora peúgas?

 

No entanto também existem aspectos positivos: reparem como o senhor padre encolhe a barriga? Pois é, ai não! É importante manter a linha e não deixar a "tripa cervecera" sobressair, viva a barriga de tanque! Finalmente, outro aspecto positivo é o facto do senhor padre ter um ar de beto que não mata uma mosca mas depois é um terror entre lençóis! Isso é bom! Elas não gostam de gabarolas e preferem os santos rebeldes.

 

Por fim... Amem e deitem-se com todas as mulheres que quiserem mas essa de dizer que foi a "serpente tentadora"... Estamos no século XXI, já ninguém acredita em Adão e Eva, nem no catolicismo e muito menos em chalaças de bolso... Essas desculpas em nada diferem das que são dadas pelos psicopatas quando matam 100 pessoas de uma vez e dizem que Nossa Senhora lhes apareceu com essas instruções. Por acaso houve uns pastores perto de Ourém que... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Ortodoxia do Livre Arbítrio...

por Robinson Kanes, em 28.01.19

IMG_20190126_141856.jpg

Imagem: Robinson Kanes

 

Quem nunca, durante a eucaristia, escutou o "eu serei vosso amigo, se fizerdes o que vos mando"? Eu já ouvi, muitas vezes. Aliás, fico espantado com o amor e compaixão que chega até a mim e com esse forte laço de amizade.

 

No entanto, não me parece que isso seja grande novidade - eu serei sempre muito amigo de todos aqueles que fizerem aquilo que eu mandar: Imaginem que crio uma divindidade, destruo todas as outras, e me assumo como o líder lá do bairro. Aproveito essa onda de poder e começo a dizer que se me derem o pouco dinheiro que têm para eu fazer uma Igreja - para "todos" - eu serei amigo dos respectivos. Também passo a mensagem que tal submissão pode levar a que morram à fome, pelo que, eu os salvarei (nem eu sei explicar como) e ainda deixo um aviso: ai daquele que não quiser a minha amizade! Melhor mensagem para vender aos nossos jovens não há, mesmo que apregoe esta mensagem vestido de ouro, viva faustosamente e me desloque em automóveis topo de gama. Quem não deseja?

 

Mas o mais interessante é que todo aquele que entre em minha casa, neste caso em particular, em Vila Viçosa, fica logo com o aviso dado: "Fazei tudo o que Ele vos mandar"! Não restem dúvidas. Será que Marcelo Rebelo de Sousa, convicto católico, e desconhecedor que Portugal é um país laico, terá passado por Vila Viçosa e esperado que, via Papa Francisco, Deus lhe desse autorização para se candidatar a um segundo mandato? Até já estou a imaginar, o amigo de Marcelo, João Miguel Tavares, no 10 de Junho, qual arauto de Belém, a dizer (Isto sem alguém perceber o perceber) que Portugal não existiria sem Deus e sem Marcelo, até porque os favores com os ricos e com os jornalistas têm de ser pagos. 

 

Fazei tudo o que Ele vos mandar... Com amigos destes quem precisa de inimigos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

São perguntas, Senhores, São Perguntas...

por Robinson Kanes, em 19.12.17

Screen-Shot-2016-09-03-at-08.35.19.png

 Fonte: https://www.globalresearch.ca/corruption-in-the-european-union-scandals-in-banking-fraud-and-secretive-ttip-negotiations/5543935

 

Há perguntas que continuam por responder, e que aqui pelo Bairro, de vez em quando, entre tremoços e cervejas lá nos lembramos de perguntar:

 

- Como está a situação das instituições responsáveis pela alimentação dos bombeiros durante os incêndios do Verão passado? Ao que se sabe, não foram raros os casos em que o dinheiro foi para um lado e a comida para o outro.

 

- Por falar em dinheiro, por onde andam os milhões, aqueles muitos milhões, que muitas instituições declararam ter recebido a propósito do incêndio de Pedrogão? Eu sei que é raríssimo prestarem contas ao cêntimo, mas onde andam? Porque é que os envolvidos não falam, inclusive aqueles que deram a cara no espéctáculo realizado na Altice Arena e outros? 

 

- Como é que o ministro Vieira da Silva passa nos pingos da chuva, não dá respostas convicentes e agora é inocente? Há tanta coisa por explicar, como sugerir que as queixas sejam encaminhadas para o Ministério Público e não faça o devido seguimento, quer junto desta instituição, quer dentro do seu próprio ministério! Hoje dizem-nos que um tesoureiro alerta para movimentações bancárias anormais, mas isso não pode ser considerado uma hipotética gestão danosa.

 

- Afinal, o que é que aconteceu em Tancos?

 

- E ninguém questionou o Primeiro Ministo do porquê de, com a conivência da lei, ter travado um caso judicial, o célebre caso das escutas que, segundo o Ministério Público, se revestia de crimes de extrema gravidade para o país e para o Estado Democráctico. Ninguém perguntou porque é que pactuou com o crime quando "ignorou" um parecer da Procuradoria Geral da República que dizia, mais ou menos desta forma, que esta legislação permitia que alguns interesses instalados se perpetuassem mesmo lesando ao mais alto nível o Estado Democrático.

 

- Depois de Marcelo Rebelo de Sousa ter ido a Angola, não só por interesses de Estado, como está a relação do nosso país com aquele Estado? Afinal que lá foi fazer este senhor?

 

- Porque é que a política se continua a imíscuir nos negócios dos privados? Ainda não esquecemos a Altice e a estranha interferência de Governo e partidos de esquerda na Autoeuropa. Além disso, estes dias com a fábrica fechada são os chamados "down days" que acontecem em muitas outras fábricas, não é assim tão normal em indústria! Não entendo o dilema actual!

 

- Onde andam as roupas doadas que continuam a ser vendidas por muitas Instituições de Solidariedade Social?

 

- Porque é que a UBER é ilegal mas continua a actuar sem que sejam tomadas medidas?

 

- Porque é que num país laico, insistentemente temos um Presidente da República a fazer a apologia do catolicismo e que "só" as instituições da Igreja fazem o bem pelo país?

 

-Porque é que o escândalo nas messes da Força Aérea é tão pouco falado? E porque é que perante as acusações que foram feitas de que tais esquemas são praticados por todas as Forças Armadas desde os tempos do antigo regime, não se actua?

 

-E por falar em Tecnoforma? Alguém tem ouvido falar disso?

 

-Porque é que o SAPO destaca sempre os mesmos "blogs", mesmo que custe a fuga de outros bloggers e até de visitantes? Porquê?

 

-Porque é que Portugal continua a ser o país dos apelidos? Basta olhar para a política, para cargos em instituições públicas e mesmo em instituições privadas cuja relação com o Estado é fundamental para a sobrevivência das mesmas.

 

-E afinal. Como é que está a situação da casa comprada abaixo do valor de mercado por Fernando Medina?

 

-Porque é que os "jobs for the boys" são uma real instituição "criminosa" portuguesa e ninguém parece estar interessado? Haverá um "boy" em cada português empregado no público ou até no privado?

 

-Porque é que partidos como o Partido Comunista e o Bloco de Esquerda parecem não existir desde há uns tempos para cá? Ou aliás, existem para sugerir o impossível para os funcionários públicos e para os seus... O resto do país não terá interesse para estes?

 

-Porque é que ainda hoje as palavras do Francisco, do Zibaldone, me fazem tanto sentido:

"Aos que pensam que a corrupção e a evasão fiscal são de pouca monta, só tenho a dizer: por cada pessoa corrompida, há outra que pode aparecer morta por denunciar o crime; por cada pessoa que utiliza cunhas para entrar num emprego, há outra que fica à porta e começa a descrer num sistema que impede a mobilidade social; por cada pessoa que foge aos impostos, há milhões que passam fome ou vêem os seus negócios arruinados pela violência fiscal exercida sobre os mais fracos".

 

-Porque é que a EMEL, uma das empresas mais lucrativas do país - estranho, tratando-se de uma empresa pública de estacionamento - vai receber 4 milhões de Euros do Turismo de Portugal? A EMEL esse grande responsável pelo turismo em Portugal...

 

-Porque é que a propósito dos incêndios de Pedrogão, só temos como arguidos, até agora, devo ressalvar, aqueles que combateram o incêndio? Porque é que o relatório do Ministério da Administração Interna não teve o peso político e mediático que teve o da Comissão Independente?

 

- E onde andam os desenvolvimentos, se é que existem, acerca dos esquemas onde foram apanhados Paulo Portas e o vice-comentador da nação Luis Marques Mendes? O comentador todos sabemos quem é... Comentador de umas coisas e ausente de outras.

 

- Porque é que se criminaliza tanto na praça pública a amizade de José Sócrates com Carlos Santos Silva e e pouco ou nada se fala da grande amizade de Marcelo Rebelo de Sousa com Ricardo Salgado?

 

- Porque é que ser Presidente do INEM significa andar sempre metido em "cambalachos"?

 

São apenas perguntas, Senhores, São apenas perguntas... Eu sei que é mais importante encher um centro comercial e acompanhar a manada, que anda num stress ao invés de calmamente apreciar a época...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando Cai a Cruz...

por Robinson Kanes, em 09.08.17

 

IMG_6838.JPG

 Fonte da Imagem: Própria.

 

Numa deslocação a pé, eis que me deparei com a imagem que dá cor a este artigo. Pensei imediatamente numa frase de Rousseau que podemos encontrar no "Contrato Social"... Dizia Rousseau que "quando a cruz expulsou a águia todo o valor romano desapareceu".

 

Olhando o cenário que partilho convosco, penso no que diria Rousseau se estivesse no meu lugar àquela mesma hora e encontrasse este cenário.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

IMG_8151.jpg

Fonte das Imagens: Própria. 

 

Um dos monumentos que mais se destaca na paisagem lisboeta, sobretudo a oriente, é a Igreja de Santa Engrácia, mais conhecida por Panteão Nacional (desde 1916) - Panteão Nacional, por aí se encontrarem os túmulos de algumas das mais importantes figuras da nação: Almeida Garrett, João de Deus, Manuel de Arriaga, Sidónio Pais, Guerra Junqueiro, Teófilo Braga, Óscar Carmona, Aquilino Ribeiro, Humberto Delgado, Amália Rodrigues, Sophia de Mello Breyner Andresen e Eusébio.

IMG_8162.JPG

A história da Igreja de Santa Engrácia é interessante também na medida em que é a originária da expressão "obras de Santa Engrácia". A história tem início em 1568, aquando da intenção, por parte da Infanta D. Maria, de construir esta igreja. Contudo, em 1681 a igreja foi arrasada por uma tempestadade que obrigou à sua reconstrução no ano seguinte. Todavia, os trabalhos demoraram tanto tempo que só ficaram efectivamente concluídos em 1966.

 

É celebre também uma outra "história", e que até está contemplada nos registos paroquiais: o "Desacato de Santa Engrácia". Conta a história que um cristão-novo, Simão Pires Solis, em 1630, roubou o relicário da igreja e foi denunciado ao Santo Ofício, acabando por ser condenado à fogueira! Conta ainda a história que, antes de morrer e ao passar junto à igreja, lhe lançou uma maldição: "É tão certo morrer inocente como as obras nunca mais acabarem!“. Na verdade, Simão sempre declarou a sua inocência e só mais tarde o verdadeiro assaltante foi conhecido. Simão deambulava pela zona à noite mas nunca dissera o porquê devido ao facto de se ter enamorado por uma jovem freira do Mosteiro de Santa Clara com a qual pretendia fugir. Interessante a história de amor que indirectamente acaba por ter neste monumento uma justa homenagem à paixão entre um cristão-novo e uma noviça.

IMG_8153.jpg

O monumento em si, é de uma beleza sem igual, não só pela inspiração na Igreja de São Pedro (Roma), como também pelo Barroco (destaque para os mármores coloridos) e pelas vistas que permite sobre a cidade e arredores. Subir ao terraço é um verdadeiro gáudio - até lá podemos apreciar o interior da Igreja e culminar a subida com as vistas exteriores... Aqui, e penso que a mártir Santa Engrácia não se importará que nos percamos, qual Simão Pires Solis e a sua amada, podemos sempre envolver-nos em apaixonados beijos e juras de amor enquanto apreciamos uma das mais belas vistas da cidade com a nossa cara-metade... Não fosse Lisboa uma cidade romântica.

IMG_8195.JPG 

Se forem à Terça-Feira ou ao Sábado, não se esqueçam também de sentir uma das mais antigas e tradicionais feiras da cidade: a Feira da Ladra.

IMG_7916.jpg

 Para mais informações, como horários, localização e preços, podem consultar o website do monumento aqui.

 

Bom fim-de-semana!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Caritas et Lucrum.

por Robinson Kanes, em 14.03.17

Untitled11.png

 

Hieronymus Bosch, Cristo Coroado com Espinhos (National Gallery)

Fonte da Imagem: Própria

 

Recentemente chegou-me aos ouvidos que a Cáritas Diocesana de Lisboa se encontrava sob investigação do Ministério Público por práticas de corrupção. E eu pergunto, na área social é só a Cáritas? É um começo. Contudo, até a acusação estar formalizada vamos partir do principio que não existe dolo. Procurei algumas notícias mais, mas confesso que não encontrei muitas...

 

No entanto, é admissível que uma instituição solidária (seja ela qual for, pois existem outras bem mais “lucrativas”) tenha lucros na ordem dos 110 000 euros? Que eu me recorde, sempre que menciono o contexto de empresa social geradora de lucros sou linchado em praça pública - mas afinal elas estão aí - não se pode é falar em empresa social que isso é legalizar e dar regras a uma prática totalmente desregulada e repleta de contrariedades. Não se deve também confundir lucros, com dividendos e muito menos com excedentes, pois aí a questão é outra. Lucros numa instituição não lucrativa é, no mínimo, paradoxal. Quero acreditar que foi gralha jornalística.

 

Todavia, como é que uma instituição com um património imobiliário de milhões, altos donativos e dependente de uma instituição cuja riqueza é das maiores do planeta ainda recebe subsídios estatais?

 

A Cáritas Lisboa apresenta mais lucros que um sem número de organizações empresariais em Portugal, organizações essas que além de gerarem riqueza ainda pagam um maior número de impostos e outras tantas taxas. Aproveitando este exemplo, não é altura do Governo Português através dos Ministérios competentes, olhar para estas instituições de outra forma? Como é possível que a Autoridade Tributária aplique multas de milhares de euros por uma empresa se atrasar um minuto a efectuar um pagamento e depois o Ministério da Solidariedade e Segurança Social distribua muitos outros milhares por estas instituições? E onde estão os estudos em Social Return on Investment (SROI)? Existem instituições que fogem desta temática e, recorrendo a um dito bem oportunista, como o Diabo da Cruz.

 

E se o Governo Português promovesse a Responsabilidade Social Corporativa nas organizações empresarias, criando, aí sim, incentivos para que muitas vezes não estivéssemos somente com manobras de “marketing” e a verdadeira génese do conceito fosse eficientemente implementada... sem espinhos?

 

Começo a pensar que a máxima de Robin dos Bosques começa a ficar desactualizada e que afinal andamos a tirar aos pobres para dar aos ricos que tendem a não promover a venda de canas de pesca aos pobres, porque é mais rentável dar-lhes o peixe.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



subscrever feeds



Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB