Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quando o Barril de Pólvora afinal tem Gasolina!

por Robinson Kanes, em 18.04.19

greve-motoristas-matérias-perigosas-2.jpg

Créditos: https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/respostas-rapidas-quais-os-efeitos-da-suspensao-do-abastecimento-de-combustiveis-434468

 

Os camionistas que transportam matérias perigosas passaram a ser aquilo a que se chama "umas valentes bestas". Não sou favorável às greves, muito menos a sindicatos, no entanto, também não sou favorável a esta crescente demonização de quem se revolta: enfermeiros, camionistas, empregados de call center, médicos e outros demais. Existe uma excepção para os professores e para muitos actores do sector público - resta perceber porquê!

 

Ao invés de andarmos a defender um Governo e uma Presidência que gerem o país de acordo com o barómetro da popularidade e das redes sociais, temos de perceber o porquê destes protestos. Temos de separar o sindicalismo, que tem um objectivo que não é o bem dos trabalhadores, das reais necessidades destes.

 

Temos também de perceber este silêncio, quase criminoso do PCP e BE que, desde que circulam pelos corredores do poder, foram contra tudo aquilo que apregoavam e defendiam antes de ocuparem esse mesmo poder - estou longe de partilhar das filosofias obsoletas e das máscaras de intelectualidade de esquina destes partidos, no entanto, qualquer indivíduo consegue perceber que estamos perante duas falácias da Democracia e qualquer voto nestes partidos é apenas assinar por baixo: eu sou estúpido e gosto de ser!

 

Temos de perceber que, mais uma vez, tanto Governo como Presidência não sabem gerir crises e muito menos prever as mesmas - assistimos a discursos e sorrisos que já não enganam ninguém que vão mascarando tanta incompetência na gestão de cargos públicos - a única prioriade são as selfies, o mediatismo, a injecção de dinheiro em bancos e a gestão de impostos, alguns deles ilegais segundo as leis nacionais e europeias. Em tempos de crise o discurso estudado e tendo em vist a popularidade não resolve nada - é preciso agir e falar depois, coisa difícil num país cheio de comentadores mas sem verdadeiros políticos.

 

Temos de perceber porque é que não existe um oleoduto para o aeroporto de Lisboa, o único da sua "dimensão" sem um - um investimento que até é barato, pois 10 milhões face a 150 a 200 camiões por dia a circular está longe de ser um valor elevado. Porque é que ainda não se discutiu? Não sou entendido na matéria mas temos todos o direito de saber a viabilidade.

 

E finalmente, mais do que demonizar os camionistas, eu procuraria enaltecer o trabalho destes homens que todos os dias garantem que nada nos falte! São aquelas profissões que não têm LinkedIn, que não pululam por esta e por aquela revista mas que são fundamentais para o nosso quotidiano - até porque... acredito eu, seria mais fácil substituir todos os maus gestores em Portugal do que estes homens que carregam, diariamente, uma bomba às costas. Se uma coisa estes momentos nos ensinam é que todos somos indispensáveis e todos merecemos o mesmo respeito.

 

P.S: Entretanto morreram 29 pessoas num acidente com um autocarro na Madeira - não dá "selfies" e "likes" nas redes sociais, mas era bom também pensarmos nisso...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



subscrever feeds




Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB