Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



120 na Auto-Estrada? Isso é de Meninos!

por Robinson Kanes, em 29.07.19

60194948_310238659896885_8974957489913445671_n.jpg

Créditos: https://deskgram.net/fernovogroup

 

 

Sou contra a censura de todo e qualquer texto, por muito estúpido que seja, até porque nunca sabemos quando aquele "tontinho" que estamos a atacar pode ter razão. Além disso, temos belas pérolas para apreciar... Só lamento que nem sempre seja feito o contraponto a muitos disparates que são ditos. Por exemplo, eu digo bastantes e às vezes ninguém me diz nada - isso não é bom para a Democracia.

 

Um destes, dias dei comigo a ler um artigo que me enviaram porque achei que só poderia ser uma brincadeira, no entanto, estava muito distante de ser um momento de humor. Um indivíduo, de seu nome Vítor Rainho, explanava no "Jornal I" a sua revolta face a este país, mas vejamos:

 

Criticou uma auto-estrada (A8), apelidando a mesma de acto de loucura, mas não dispensou o uso da mesma quando tinha mais alternativas, por exemplo, uma nacional ou até outras auto-estradas. 

 

Mas o nosso Tommi Mäkinen não se ficou por aqui. Do alcatrão passou para o ataque à GNR que, ao invés de ter ficado no "posto" eis que decidiu andar nas estradas a patrulhar e a multar quem não cumpre com as regras! Anda uma pessoa a pagar impostos para a Brigada de Trânsito ficar a almoçar nos restaurantes de beira de estrada em Muge ou então na Apúlia e agora lembram-se de andar nas estradas a patrulhar! Uma vergonha!

 

O "forrobodó", expressão utilizada pelo autor, era uma coisa digna de se ver. Eu ainda não consigo perceber como é que deixam que a GNR atenda os telefonemas quando alguém pede socorro. É que é logo um "forrobodó" atrás dos criminosos! Um escândalo!

 

E quando já pensávamos que não podia ser pior, eis que o nosso cavaleiro do asfalto questiona a velocidade de 120km/h nas auto-estradas! Vai mais longe e até refere que esteve quase a adormecer face a tão monótona velocidade.

 

A conclusão desta mente brilhante é que a sociedade civil se deveria mobilizar (sim, sublinhei para acentuar o ridículo) e fazer boicote às auto-estradas, colocando com isso as gasolineiras, as concessionárias e o Governo em muito maus lençóis! Portanto, quando criticamos textos ou artigos de gente que fundamenta opiniões, muitas deles com base em factos cientificos, temos uma guerra civil em Portugal mas quando se ataca a "estupidez" que é o facto da GNR fazer cumprir a lei e o facto de andar a 120km/h não ser algo tolerável numa sociedade civilizada pouco importa!

 

Eu sugiro que o Instituto da Mobilidade e dos Transportes ou a Prevenção Rodoviária Portuguesa contratem o senhor Vítor Rainho para influencer: "Jovem! Tens um Civic todo quitado, aquilo não deita fumo pela ponteira por causa da IPO e ainda te causa sono? Previne o acidente e desperta com o Vtec aberto até às 8000 rotações! Do bufo!"

 

Alguém lembre também o senhor Rainho, que a velocidade não está só relacionada com o perigo que a mesma por si só pode constituir, existem também as questões ambientais. Provavelmente o senhor Rainho nunca teve de andar a 50km/h na cidade, numa via rápida de muitos quilómetros e cuja limitação existia porque o ar era irrespirável! Não precisa de ir para muito longe, pode começar por Madrid onde tal é comum! Quanto mais velocidade, mais consumo e também mais poluição. Mas no alegre provicianismo bacoco ainda não há espaço para ir mais longe - o orgulhosamente sós ainda anda na cabeça de muitos portugueses, sobretudo daqueles que deveriam estar um pouco mais evoluídos.

 

Em jeito de conclusão, ao senhor Rainho, apenas deixo algumas sugestões:
 
 
1º Vá à Ponte Vasco da Gama, mas sentido Lisboa-Montijo, para não pagar portagem, e simule uma paragem inesperada na "cauda de Samora". Espere então até levar com um carro a 120km/h na sua traseira. Ou então experimente andar bem acordado, e não sonolento (que andar a 120km/h dá sono) e "espatifar-se" contra um sobreiro na A2!
 
2º Escolha uma estrada ao acaso e atravesse a pé a mesma como se quisesse receber o dinheiro de um seguro mas tente escolher uma viatura que circule apenas a 50km/h. Vai ver que não dói nada no seu corpinho lindo!
 
3º E já que falou na A8. Então experimente fazer a descida de Loures (sentido Malveira-Lisboa) a 200km/h (isso é velocidade de homem, valentão!) e terá um carro voador que, com sorte, aterra em cima da Hovione em Sete Casas!
 
4º Ate-se à traseira do seu "Ferrari", coloque a boca no escape e diga ao condutor que acelere até aos 120km/h durante uns bons quilómetros. É o melhor para os pulmões!
 
5º Com tantos problemas neste mundo, o senhor Rainho está preocupado porque não consegue ir a Esposende a mais de 120km/h o que lhe causa sono e até um desconto nos pontos da carta! Senhor Rainho, tem de sair dessa via e ver o que se passa à sua volta, pois o Mundo tem muito mais com que se possa preocupar, pelo menos o mundo fora da real pequenez nacional.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O "Tour de France".

por Robinson Kanes, em 24.07.17

20170723427_191359.jpg

Fonte da Imagem:  Tour de France 2017 - 19/07/2017 - Etape 17 - La Mure / Serre Chevalier (183 km) - France © ASO/Pauline BALLET

 

Como adepto incondicional de ciclismo, não podia deixar passar esta oportunidade de me focar na última etapa do Tour de France que não foi mais que a volta da consagração do suspeito do costume, o "queniano branco" como lhe chamam: Chris Froome.

 

O Tour, à semelhança do Giro e da Vuelta, são as corridas mais disputadas e mais importantes no círcuito mundial de ciclismo de estrada. Focando-me no Tour, é um verdadeiro espectáculo que ocorre em França e com uma comunicação e espírito que se estendem por todo o globo - li em tempos que o Tour é a prova desportiva com mais assistência do mundo! Do mundo, significa que tem mais assistência que o Mundial de Futebol ou até que os Jogos Olímpicos! Julho, em França, é conhecido como o mês do Tour!

 

Se por cá estas provas servem para ocupar um pequeno espaço nos media quando não existe mais nada para abordar, em França e em muitos outros países são um verdadeiro gáudio para aqueles que gostam de ciclismo e não só! Mesmo aqueles que não gostam não negam a satisfação de verem as belíssimas paisagens de França, alguns até seguem as etapas somente por isso.

 

Este ano o Tour deu-nos algumas lições, nomeadamente a que foi perpetrada pelo eslovaco Peter Sagan e que, com tanto pseudo-guru da gestão, da liderança e da motivação sempre interessados em forçar aquilo que não é possível e que chega a ser patético, quase ninguém a transportou para o que acontece no nosso dia-a-dia, profissional e não só. Mas disso voltarei a falar. 

20170723326_231732.jpg

Fonte da Imagem: Tour de France 2017 - 23/07/2017 - Etape 21 - Montgeron / Paris Champs-Elysées (103 km) - France - Christopher FROOME (TEM SKY) © ASO/Alex BROADWAY 

 

Ao longo dos anos, o Tour também nos tem dado uma lição que em Portugal ainda não recebemos, ou preferimos não receber: é aquela que nos diz que não é só de futebol que vive um país, sobretudo na sua componente desportiva. Fora dessa componente, o Tour é uma autêntica campanha de promoção turística de França, como o é o Giro para Itália e a Vuelta para Espanha. Penso que, apesar da dimensão, Portugal podia aproveitar mais a sua "Volta", até porque a "Volta ao Algarve" é uma prova com cada vez mais reputação. E pode ser que possamos também aprender a lição de que não precisamos de ter nomes ou slogans noutras línguas para chegar ao sucesso... Tour, Vuelta e Giro disso são exemplos.

 

Parabéns Chris Froome e parabéns aos portugueses em prova: Tiago Machado pela Katusha-Alpecin (77º da geral) e José Azevedo, o Director-Geral da equipa com o mesmo nome.

 

Uma nota final para o aumento da pressão e das iniciativas tendo em vista a inclusão de mulheres no Tour e em outras provas do calendário internacional.

20170723188_231423-b.jpg

 Fonte da Imagem: Tour de France 2017 - 23/07/2017 - Les Chmps pour elles - Paris Champs-Elysées © ASO/Thomas MAHEUX

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



subscrever feeds




Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB