Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Nossa Elite: Aliu Camará!

por Robinson Kanes, em 15.07.19

tiago miranda - expresso.jpgCréditos: Tiago Miranda/Expresso

 

Não sou propriamente conhecido por elogiar tudo o que é português... No entanto, vou ficando com a sensação que, apesar de ser dos poucos que o reconhece, muitos outros que alimentam o discurso contrário são os primeiros a criticar a nobre nação porque não homeageia um músico, um actor ou quem quer que seja que venha do Brasil!

 

Entendo que agora estamos no hype (já longo, e é isso que me "assusta") de fazer vénias a tudo o que vem do Brasil e não só - e tanta coisa boa que há no Brasil e só importamos o que é mau! Recomendo aos pseudo-intelectuais e pseudo-influenciadores que olhem para dentro quando morre um dos nossos escritores ou uma das nossas figuras ao invés de espalharem o discurso que somos "atrasados" porque não se deu o devido destaque a este ou àquele artista do lado de lá do Atlântico . Do alto da vossa elite política, cultural e mediática (elite?) e da pseudo-intelectualidade, desçam à terra e reconheçam outros heróis, alguns deles o garante de que podem escrever as maiores barbaridades e disparates.

 

Um deles, a quem devem tirar o chapéu (ou devo dizer a bóina? Mas essa tem de ser merecida) é o soldado Aliu Camará, filho de guineenses e nascido no Casal da Boba na Amadora. Estes exemplos de sucesso tendem a não ser explorados pelas "SOS Racismo" deste país e também por isso a capa do "Expresso" é um verdadeiro elogio a este soldado. É um verdadeiro elogio aos desconhecidos que todos os dias nos defendem, cá e lá e ainda têm tempo para defender os demais! 

 

Muitos também censuram o excesso de reconhecimento a estes indivíduos porque se voluntariam para estas missões e até são pagos por isso. Os mesmos que batem palmas a jogadores de futebol e ainda têm tempo para agredir o vizinho no café - jogadores esses que numa hora ganham mais que muitos destes homens num ano!

 

A capa do "Expresso" é uma das grandes capas deste ano, um orgulho a todos nós: "sou Comando, vou sair daqui de pé", diz um soldado olhando para a câmera fotográfica e com as duas pernas amputadas! Poupem-me os discursos, poupem-me as conversas, um Comando não quebra... Aquele homem vai abandonar o hospital de pé! Um de nós choraria porque, com pernas, talvez não tivesse as sapatilhas de marca para calçar!

 

Lembrem-se muitos daqueles que defendem a extinção desta força (Bloco de Esquerda, PCP e tantos outros pseudo-pacifistas e moralistas) que aquele homem é um exemplo do que é ser português. Não é um desses indivíduos que ao primeiro soar de alarme, por certo, também serão os primeiros a saltar a fronteira e a defender o país da Venezuela ou de outras paragens distantes para que, quando tantos outros tiverem morrido, voltarem como os grander obreiros da vitória! Isto de ser patriota e defender a paz com palavras e obras de arte a milhares de quilómetros de distância tem muito que se lhe diga...  

 

Devemos estar orgulhosos, porque até ganhámos o mundial de hóquei em patins, cuja equipa tem de mendigar ser recebida pelo "entertainer" da nação... Devemos estar orgulhosos porque temos homens como estes e que, segundo dizem, na República Democrática do Congo são chamados de "ronaldos"... Quando provavelmente eram os "ronaldos" deste país que deveriam ser apelidados de "camarás"...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais Letal que um Comando!

por Robinson Kanes, em 22.11.16

COMANDOS-2.jpg

 

O que é que pode ser mais letal que um Comando (e não é de televisão)? Os media e um coro de indivíduos que usa e abusa da liberdade para achincalhar aqueles que estão na mó de baixo.

 

Seria interessante perceber porque se tem dado tanta importância a duas mortes nos Comandos, ocorridas no Verão e já nem se aborda a corrupção que grassa na Força Aérea e outras instituições... ou por exemplo, de dois Secretários de Estado que vendem a alma ao diabo a troco de bilhetes para o futebol e, depois de descobertos (depois de... descobertos), declaram ter a intenção pagar os custos de tamanho regabofe.  A integridade é reposta como se essa mesma integridade estivesse nos custos e não nos actos.

 

Será que se eu assaltar uma ourivesaria, for capturado e depois prometer o reembolso das peças escapo à justiça ou ao julgamento das populações?

 

Se existiu crime, mesmo que por negligência, deverá ser investigado e punido. Incluo a questão relacionada com o Regimento de Comandos.

 

É raro o dia que não circule uma notícia que permita o mau julgamento por parte dos cidadãos... a "última moda" é ir contado os recrutas que desistem dos cursos... é uma tropa de elite, as desistências são muitas vezes a regra, não a excepção. O desconhecimento dos factos é assustador...

 

No entanto, só quem nunca entrou no quartel da Carregueira é que pode afirmar que os Comandos não se respeitam como camaradas. Estamos a falar de uma força de elite e operacional - activa para a defesa do país e das populações a qualquer momento. Estamos a falar de homens que não hesitarão em dar a vida por nós, mesmo que debaixo do nosso achincalhamento.

 

Onde estavam os críticos quando os nossos Comandos estavam e continuam a estar, por exemplo, no Afeganistão como força de paz? E os louvores desse trabalho? Visitem o quartel da Carregueira e vejam os louvores que as instituições internacionais e até forças armadas congéneres concederam a estes homens... estão patentes nas paredes... bem como a “memória” pelos camaradas que se perdem...

 

Onde estão os cidadãos que não hesitam uma boa pancadaria virtual para defender uma Cristina Ferreira (nada tenho contra a senhora) ou um Pedro Dias mas protelam esta destruição pública daqueles que morrem a lutar por esses mesmos cidadãos? Ou porque é que os cidadãos não se questionam do porquê dos monumentos nacionais serem guardados por empresas de segurança privada e não por militares?

 

Os criminosos devem ser punidos, mas nunca se confunda uma instituição com um ou mais comportamentos, até porque muitas vezes determinadas falhas ocorrem devido a problemas estruturais.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB