Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Atravessar a verde Cantábria!

por Robinson Kanes, em 01.08.19

san_vicente_de_la_barquera.jpgCréditos: Robinson Kanes e GC

 

 

Castilla y León fica para trás e com ela também a "Provincia de Burgos", entramos agora na Cantábria. É estranho sentir uma certa saudade da aridez de Castilla y León, ou até da Extremadura... Por vezes, temos a sensação que estamos numa paisagem lunar, sobretudo na segunda região. Naquelas terras há algo que me encanta - o cheiro daqueles solos secos, aquele calor que nos faz suplicar por uma pequena brisa fresca. Isso consegue ser fascinante, sobretudo quando matamos a sede com águas do "Valle del Jerte" e tragamos uma fatia de presunto ibérico enquanto admiramos o quadro criado pelo horizonte!

IMG_20190610_182512.jpg

A Cantábria fecha as portas a essa Espanha e abre-nos um novo mundo, um mundo que desejamos percorrer e onde o verde reina, onde tudo é verde - já pareço Miguel Torga a falar do Minho, onde até o vinho "era" verde. Mas na verdade, entramos numa outra Espanha, num outro mundo onde a natureza é tão pura, em muitos casos praticamente intacta. Sabe-nos bem parar, mesmo em terras mais pequenas como Mataporquera ou Retortillo e ficar a admirar as montanhas junto à igreja! 

cantabria_2.jpg

Sabe-nos bem desviar caminho e percorrer os vales dos rios "Saja" e "Nansa", ou os chamados "Valles Altos del Nansa y Saja" - apetece-nos "beber" aquelas águas, interiorizar aqueles picos, inundar o nosso nariz de aromas contidos num mundo ideal e perfeito! E os ursos! Os ursos da Cantábria... Os ursos e toda aquela fauna de lobos, águias imperiais e tantos outros bichos! Genial... É fascinante poder observar tantas águias imperiais  ibéricas (aquila adalberti). Espécie em perigo... São imponentes e belas, mesmo debaixo de um tempo que nem sempre é convidativo, não conseguimos abandonar as montanhas: o espectáculo é único...

cantabria_1.jpg

É bom percorrer aquelas estradas, seja via A-67 ou até via N-623! É simplesmente belo... Não poderia ser de outra forma quando se está entre as Astúrias e o País Basco... Temas para outras conversas...

cantabria.jpg

A Cantábria é também desenvolvimento, e a sua grande cidade, Santander, disso é exemplo! Se a chegada até nos pode dar a sensação de estarmos a entrar numa zona muito industrializada, aí chegados, percebemos que as coisas são diferentes - cidade rica, com casas belíssimas e onde se encontra o "Palacio de la Magdalena", localizado na garbosa península com o mesmo nome! Santander apresenta as suas ruas, percorridas de gente distinta, sobretudo no seu centro perto da Catedral ("Santa María de la Asunción") e do ayutamiento.

catedral_santander.jpg

É agradável também percorrer toda a marginal (não esquecer os "Jardines de Piquío") e mergulhar nas "Playas de los Peligros e de la Magdalena". No entanto, é no Sardinero e na "playa" com o mesmo nome que gostamos de estar... É lá que temos boas recordações...

santander_playa.jpg

Ir ao "Mercado de la Esperanza" é obrigatório, como é obrigatório percorrer os "Jardines de la Pereda" e toda aquela promenade... É obrigatório o Museu Marítimo e também o "Centro Botín". No entanto, é mesmo nas ruas que se sente a cidade e porque não no "Barrio Pesquero" - esta paixão por portos, enfim...

santander_faro.jpg

A Cantábria, comete o "erro" terrível de tirar uma percentagem do fascínio que temos quando chegamos às Astúrias. Porque de facto, é uma região única e singular, como o contrário... Se deixarmos as Astúrias e entrarmos na Cantábria, percebemos que afinal, toda aquela falta de fôlego está para continuar...

santander.jpg

Sentemo-nos e apreciemos a "Bahía de Santander"... Até porque ao longe temos o "Estuário del Miera" e a "Playa de Somo"...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pela A62, de Palencia a Burgos.

por Robinson Kanes, em 25.07.19

catedral_de_burgos.jpg

Imagens: Robinson Kanes

 

 

Valladolid fica para trás... Mas a A62, uma das estradas dos camionistas portugueses e dos emigrantes para a Europa segue até Burgos, onde não é só a Catedral nos apaixona...

catedral_burgos_3.jpg

Entre estas duas cidades fica uma outra cidade que não é menos interessante: um ponto de paragem obrigatório para quem acorda em Valladolid e volta a percorrer o alcatrão de Castilla y León, por exemplo, até Burgos. Palencia, a cidade banhada pelo Carrión (onde vai encontrar bem perto o Pisuerga) e cujas margens podem ser um ótimo ponto de partida para abrir o apetite.

palencia.jpg

Não estamos numa cidade de luxos e ainda bem, uma cidade típica da região e cujos cafés são simples e ótimos para iniciar o dia com uma torrada com doce de tomate e uma tortilla - ao balcão, como tem de ser e mesmo em frente ao "Mercado de Abastos de Palencia"! Por lá existe um café onde é necessário descer uns três degraus! Simples, nem sempre o mais limpo do mundo mas se assim não fosse, também não teria interesse. 

iglesia_san_miguel_palencia.jpg

Estômago refastelado e nada como pararmos para apreciar o edifício da "Deputación Provincial" (um edifício de 1914 que é, sem dúvida, o mais bonito da cidade) e o "Teatro Principal". Já com os olhos em fascínio, nada como voltar atrás pela "Calle Don Sancho" para apanharmos a mais típica rua da cidade, a "Calle Mayor Principal". Rua movimentada, com lojas, gente simpática pela manhã e cujo emblema da cidade ficará do lado direito, a "Plaza Mayor" onde se encontra o "Ayuntamiento" e a "Iglesia de San Francisco". O espaço é interessante, mais pequeno que muitas das "plazas mayores" que encontramos em Espanha. Mas, como qualquer "plaza mayor" é agradável e, estranhamento, até com um certo toque de nostalgia.

iglesia_san_francisco_palencia.jpg

Caminhamos agora em direcção ao rio. Espera-nos a "Catedral de San Antolín" que data do século XII e conta com uma cripta visigótica! Esta é talvez uma das catedrais mais underated de Espanha e que não fica atrás de outras catedrais góticas como, por exemplo, a de Reims! A visita é obrigatória, antes do passeio terminar na "Iglesia de San Miguel" -mais um interior gótico para deliciar os apaixonados por esta arquitectura. Chegamos à conclusão que também Palencia nos encanta.

catedral_san_antolin_palencia.jpg

Está na hora de seguir caminho... Burgos ainda fica a cerca de 100km de distância e os camiões já dominam a A62, uma constante naquela estrada onde as matrículas portuguesas abundam nos pesados. 

 

Falar de Burgos não é nada de novo para a maioria, é só o local de uma das maiores e mais belas catedrais góticas do Mundo, a "Catedral de Santa María de Burgos" e obviamente classificada pela UNESCO. A arquitectura gótica está em todo o lado e ao entrar, rapidamente nos apercebemos da construção em cruz latina. É uma das mais belas catedrais do mundo e não visitar a mesma, estando em Burgos, é um verdadeiro crime! Crime é também não conhecer algum do património religioso da cidade, nomeadamente o "Monasterio de Santa María la Real de Las Huelgas" , imponente e austero edifício (e como isso nos encanta) e a "Cartuja de Miraflores". De fora também não pode ficar o castelo que bem merece a pena devido às vistas que proporciona sobre a cidade. Finalmente, uma visita à Universidade de Burgos pode ser também uma opção interessante para os apaixonados por arquitectura e história.

catedral_burgos.jpg

No entanto, aquilo que nos apaixona em Burgos é percorrer o centro histórico! Nada como iniciar esse passeio romanesco perto das margens do Arlanzón, nomeadamente, junto ao "Arco de Santa Maria"! É aí que podemos percorrer o "Paseo del Espolón" - um caminho fantástico, com árvores minuciosamente podadas, cujo percurso e posterior entrada no centro histórico nos faz recordar Lyon! Não é propriamente parecido mas fica-se com tal sensação, vá-se lá saber porquê.

IMG_9989.jpg

Uma nota importante, andar pelo centro e não comer uma morcela de arroz ou beber uma Estrella Damm com uma um bocadillo de jamón é um crime contra "El Cid", não o irritem! Ao fundo da "Calle Laín Calvo" existe um espaço de venda de queijos e presuntos que faz umas sandes para fora que é qualquer coisa - não deixem é lá carteira pois arriscam-se a trazer sacos de queijos e jamón ibérico que vos vão aumentar as calorias de forma exponencial! É o aviso de alguém que já cometeu esse pecado em Burgos.

burgos.jpg

É bom andar por Burgos, é bom apreciar os edifícios coloridos, beber un café con leche ou solo na "Plaza Mayor", percorrer o casco viejo junto ao Arlanzón e sair dos limites turísticos da cidade - e porque não de bicicleta? Percorrer Burgos cria-nos uma particular atracção na medida em que a Catedral, a main attraction, acaba por ser "só" mais um ponto de interesse nesta bonita cidade o que, só para termos uma ideia e a título de exemplo, já não acontece em Colónia. 

catedral_burgos (2).jpg

E os ares da Cantábria já vão chegando e a frescura dos mesmos embrenha-se com a aridez de Castilla Y León numa dança que só nos faz adivinhar que, para norte em direcção a Santander as coisas só poderão melhorar!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



subscrever feeds



Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB