Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Tá a Andar de Mota"...

Rosa Mota e o Pavilhão...

por Robinson Kanes, em 29.10.19

OriginalSize$2019_10_08_17_07_16_1612396.jpg

Créditos: https://www.ligarunning.pt/noticias/details.php?id=2536417&s=r

 

O Governo já apresentou o programa que pretende implementar em Portugal para os próximos quatro anos deixando de fora um sem número de medidas estruturais que todos prometem década após década mas nada se vê.

 

No entanto, o país, não deixou ficar esquecida a vaidade da atleta do povo, Rosa Mota. Esta senhora, que vemos sempre em corridas por tudo e por nada e também em campanhas partidárias, ficou muito ofendida porque o seu nome não vem em primeiro na nova designação do "Palácio de Cristal" ou "Pavilhão Rosa Mota". O novo nome "Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota", não agrada à atleta que parece achar que tem mais importância do que quem investe no crescimento e desenvolvimento de uma cidade e não vive à sombra desta.

 

Mas vejamos, pois até podemos ficar do lado de Rosa Mota, daí a importância deixar algumas questões:

- Em todo este tempo que Rosa Mota teve o exclusivo do nome, será que fez o suficiente para que o edifício não acabasse por ficar quase em ruínas? Sendo embaixadora desse local, o que fez?

 

- Para a remodelação do edifício, o que fez Rosa Mota em termos de investimento e ideias para o mesmo?

 

- Sabendo das intervenções no edifício, porque é que Rosa Mota e o seu agente, fintaram a autarquia portuense e encetaram negociação com a Unicer (que aparentemente não teve sucesso)? Quem faz este tipo de manobra não procura propriamente discutir nomes mas outras coisas, nomeadamente contrapartidas monetárias.

 

- Será Rosa Mota assim tão importante para o Porto? Sabemos o quão traiçoeiro pode ser dar nomes de ruas e espaços a indivíduos que nos podem deixar ficar mal - Cristiano Ronaldo e José Mourinho, por exemplo, só não foram presos porque pagaram milhões de euros por simplesmente terem sido criminosos, no entanto, como outros (sobretudo ligados ao desporto) continuam a ser os nossos grandes embaixadores.

 

- Rosa Mota, tão activa partidariamente, terá alguma vez tentado transformar o "seu" Porto e com isso deixar a sua marca na cidade - e não estou a falar de duas ou três corridas para entreter as pessoas.

 

- Será que este drama não está relacionado com o simples facto de Rosa Mota não ter sido considerada quando se falou de pagamentos?

 

- Será que Rosa Mota se esqueceu que as homenagens não são dados adquiridos e que podem ser retiradas (e aqui nem foi o caso)? Será que Rosa Mota ainda não percebeu que as homenagens não surgem a pedido? Rosa Mota não é proprietária do espaço, portanto é algo que era passível de acontecer a qualquer momento.

 

- Será também Rosa Mota melhor que muitos portuenses que têm trabalhado para o desenvolvimento da cidade? E são muitos que diariamente fazem mais do que dizer que são do Porto. Não são apenas portuenses em capas de revista ou tempos de antena partidários. Além de que ainda circula a história de que perante a falta de subsídios a atleta ameaçou representar outra bandeira - se foi verdade, desconheço, mas fica aqui uma boa dica para o polígrafo investigar.

 

- E será que vale mais ter um espaço em ruínas com um nome de um atleta ou um espaço dinâmico e que se pode rentabilizar a si próprio?

 

- Deste modo, não devemos também devolver o nome original à primeira ponte sobre o Tejo? Consta até que o pouco democrático indivíduo em questão nem queria o seu nome na mesma!

 

E será que Francis Obikwelu, Fernanda Ribeiro, Aurora Cunha, Manuela Machado (eleita a melhor atleta ibero-americana em 1998) e tantos outros são menos importantes que esta senhora, ou será que o facto de não estarem ligados a partidos políticos (excepto Fernanda Ribeiro)e corporativismos tem influência? Em países pequenos, onde são sempre os mesmos, é isto que acontece... Muitas ditaduras e muitas sensibilidades.

 

Uma nota final: e se efectivamente o Presidente da República cancelou a sua presença na inauguração do espaço por desconforto com esta situação, temos mais uma vez Marcelo igual a si próprio, ao sabor do vento e a presidir a um país para comunicação social ver. Além disso, a ser verdade, mais uma vez, Marcelo toma parte numa matéria que nada tem a ver com a posição que ocupa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


72 comentários

Imagem de perfil

Luísa de Sousa a 29.10.2019

Olá Robinson.
Estava mesmo a precisar ler este texto.
Ontem, quando ouvi a notícia, fiquei um pouco perplexa, até confesso que fiquei ligeiramente ao lado de Rosa Mota, até achei injusto terem remetido o seu nome para segundo plano, pois sempre conheci o Pavilhão Rosa Mota.
Contudo, lendo as perguntas que nos faz, as afirmações, já faz sentido que se tenha mudado o nome, já compreendo o porquê!!!
Agora um aparte, nunca achei bem homenagear "heróis" em vida, especialmente quando são jovens. Têm uma longa vida pela frente, que poderá mudar a qualquer momento e virarem "monstros".

Grata pelo esclarecimento!
Beijinhos
Feliz Dia!
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Olá Luísa,

Hoje em dia, ficarmos por uma notícia pode levar a interpretações deturpadas, ninguém está imune. É importante explorar um pouco mais...

A questão é todo o alarido político que isto causou, honestamente pouco me importa o nome ou a habitual atitude de alguns indivíduos que acham ter um título de nobreza nesta república.

Heróis em vida é sempre um risco... Mas por aí até há um aeroporto que tem o nome de um criminoso (fiscal, mas criminoso) e não faltarão altas figuras de Estada na mudança de nome, que nem foi uma inauguração.

Beijo,
Imagem de perfil

Luísa de Sousa a 29.10.2019

Eu recuso-me a chamar o "meu" aeroporto outro nome que seja Aeroporto Internacional da Madeira!!
Sempre me opus, nunca concordei, foi uma atitude muito saloia colocarem outro nome no aeroporto!!!

Até me dá raiva ouvir falar disso!!!

Imagem de perfil

Luísa de Sousa a 29.10.2019

A "raiva" deu-me para escrever mal .... eu recuso-me a chamar o "meu" aeroporto que não o de Aeroporto Internacional da Madeira ...

Beijinhos
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Foi a moda... Aproveitar a coisa. E a Madeira que tem tantos nomes históricos e tradições que poderiam ter dado o nome a um aeroporto...
Imagem de perfil

Luísa de Sousa a 29.10.2019

Verdade, temos tantos nomes ... e foram logo estragar com aquele!!!
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

merd#as

para nós, do Porto, é, sempre será, o palácio de cristal
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Para nós, os portugueses (pois o Pavilhão é de todos), também acredito que seja sempre esse o nome... No entanto, para as novas gerações, o nome que ficará é aquele que lhe dão agora ou outro que venha a ter. Embora, muito honestamente, prefira que para lá de um nome, fique um edifício que lhes sirva de algo.

P.S.: até porque o nome praticamente ficou.
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

as novas gerações ainda vão pelo que ouvem dizer, e no Porto duvido que se venha a ouvir Super Bock Arena, etc.,.

A coisa boa disto tudo foi a renovação do espaço - espero que se lembrem agora dos jardins.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Sim, mas no longo prazo... Por Lisboa, e mesmo em todo o Portugal, ainda reina o "Pavilhão Atlântico"... Mas se "Altice Arena" perdurar, vai ver.

Penso que os jardins serão o passo seguinte. A cidade e o país terão muito a ganhar.
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

é normal: terminem-se com as touradas, inovem-se as arenas. a juventude atual é muito consistente.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Também, mas o conceito de "arena" (areia) evoluiu, para estádio, por exemplo. Para os anglo-saxónicos é um conceito mais recente e já pouco fora do contexto dos gladiadores... Nós até já chamamos "Praça de Touros".

A consistência hoje em dia é um cata-vento :-)
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

a questão é mesmo essa: a assimilação do termo pela modus vivendi anglo-saxónico... todos tão originais e todos tão... clonados.

podiam ter feito algo engraçado com o termo de pátio, p.ex.
mas depois vem o complexo da tradução / retroversão e é um problem(a)
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Mas arena também é uma palavra portuguesa. Utilizei os anglo-saxónicos para mostrar que os conceitos evoluem, sobretudo para estes que já o apanharam a "meio" do seu caminho.

Se eu chamaria "Altice Arena", muito provavelmente não. No entanto, para os mercados onde a mesma quererá chegar, poderá fazer todo o sentido.

Penso que em Portugal passamos uma fase de decadência da nossa língua: a cedência ao português do Brasil (e até à cultura) e ao "English". Em muitos outros países não vemos isso!

Aliás, alguns até apostam nos nomes locais e transformam-nos em produto de marketing. No entanto, a tendência tem de ser "global" e todos temos de fazer esse esforço de marketing, todos temos de arriscar. Até porque, não sei se as mentalidades, por cá, já não estarão moldadas ao ponto de acharem "pátio" uma parolice em relação a "arena". Veja-se a recente história dos cartazes em Lisboa, já tive oportunidade de ver e... Olhe, nem sei o que diga.

P.S.: e já nem falo de locais onde desde os restaurantes, aos menus e às descrições dos mesmos são todos em inglês e até já em português do Brasil, não vá ficar algum brasileiro aborrecido por em Lisboa não se falar "brasileiro".
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

ai R., é isso, homem, é isso: óbvio que a palavra arena é portuguesa mas o sentimento é anglo-saxonico-global.
quando escrevi pátio lembrei-me precisamente disso: toda a malta do marketing, que mete duas de portugues no meio de três de inglês, a rir-se: - olha-me esta, pátio!

pelo menos o nome Atlântico deveria ter sido mantido - mas, como acusticamente aquilo continua uma treta, chamem-lhe o que quiserem
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

ou "Pateo"... Porque não? Só ousamos quando importamos algo lá de fora que está na ribalta ou que algum estrangeiro (e bem) traz. Temos de ouvir mais quem está nas organizações...

Nem me diga nada... Alguns concertos são de fugir.
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

e fuja! para o corredor externo circundante: ali é que se ouve bem!

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Ou cá fora... :-))))

Embora seja uma sala espectacular em termos arquitectónicos (visuais) :-)
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

é um alguidar psicadélico
Imagem de perfil

MJP a 29.10.2019

Olá, R.! :-)

Partilho da tua reflexão...

Beijo
Sem imagem de perfil

Ricardo a 29.10.2019

Eu até aceito ou dou de barato que a Rosa Mota se esteja triste e chateada, o que eu não compreendo é a falta de bom senso so presidente Marcelo.
Estamos perante um presidente de cariz populista sem qualquer sentido de estado e isso é que me magoa mais.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Eu ainda dou o benefício da dúvida... Até porque pode não ser essa a razão, no entanto, quem conhece Marcelo, já não tem qualquer dúvida.

Marcelo, é o mesmo que correu para a mudança de nome de um aeroporto erguido em homenagem a um futebolista (e criminoso fiscal). A ser verdade, também é como refiro no meu texto, este será apenas mais uma caso onde Marcelo insiste meter-se onde não deve.
Imagem de perfil

Folhasdeluar a 29.10.2019

Caro Robinson...começo por dizer que me estou borrifando para a Rosa Mota. E também me estou borrifando para a cervejola arena. Agora acho pertinentes algumas das suas questões.Não em termos de Rosa Mota, mas em termos de Nação. É que somos tão "minorcas" que não vemos as Rosas Mota e as cervejolas arenas deste país. Sirva-nos este exemplo para questionar o que se faz para melhorar o património. Com cerveja, vinho ou bagaço...;))))
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Se pagar as contas até se pode chamar "Estrella Galicia" :-))))

Para mim, o importante é que o edifício tenha sido renovado e dado o respectivo crédito a quem o fez... E que se festeje com uma boa "cervejola". No entanto, todas as cautelas são poucas, entrámos na era da governação para as redes sociais.

P.S.: lado bom disto, amanhã já ninguém se lembra e além disso, se o espaço começar a dar lucro, vai haver muita gente com a cabeça enterrada na areia.
Imagem de perfil

Folhasdeluar a 29.10.2019

Ora aí é ela vai...como dizia a minha avó...:))))
Sem imagem de perfil

Figueiredo a 29.10.2019

Para os cidadãos Portuenses (pois existe uma grande diferença entre ser do Porto e ser Portuense), o edifício em causa é conhecido como Pavilhão dos Desportos, sito nos Jardins do Palácio de Cristal.

Só os parolos(as), é que o denominam de «Rosa Mota».
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

"pois existe uma grande diferença entre ser do Porto e ser Portuense"

:-)

Deduzo que a designação que apresenta é a mais coerente. Até porque o Palácio de Cristal há muito que não existe.
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

qual é a grande diferença entre ser do Porto e ser Portuense?
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Nesta discussão não me vou meter :-)
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

não é discussão, é curiosidade minha. para mim ser do Porto é o mesmo que dizer ser Portuense (a questão aqui é distinguir quem vive na cidade ou quem não vive, é isso?)

se por remoto acaso se quiser distinguir quem é adepto ou simpatizante de um clube de futebol, nesse caso diz-se portista , ser do futebol clube do porto e não ser do Porto mas como se falou que ser do Porto não é o mesmo que ser Portuense, fiquei com a dúvida ;)
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

"discussão" no sentido de debate ;-)

Não me metendo, penso que a ideia do "Figueiredo" era a do seu segundo parágrafo.
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

claro que era no sentido de debate (vossemecê já sabe que não gosto que descubra o que está implicitamente dito e percebido)

eu também penso que era mas acaba por "agredir" quem saudavelmente gosta de dizer " do Porto" e não portuense; até porque os do Porto caracterizam-se por gostarem de dizer que são do Porto e não que são Portuenses
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Sim, mas aqui acho que era mesma o toque ao futebol. Muitos anos de "mistura" em exagero acabou por dar nisso.

Um pouco como a malta que diz ser de Lisboa e não lisboeta.
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

aos de lisboa eu chamo-lhes Lisboetas - nos dias bons ;)
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

E porque não "alfacinhas"? :-))))
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

isso é quando eu sinto carinho ou graça pelos ditos-cujos; nesse caso, pergunto sempre se estou perante um alfacinha-come-caracóis.

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Pergunta alguém que come "tripas"?

(eu como tripas) :-)
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

tripas, bolinhos e iscas de bacalhau (nada de pataniscas)
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Nada de bolinhos, pastéis de bacalhau :-))))))))))
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

pastéis, para mim, só os de chaves!
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Para mim, esses são "meat tarts" :-)))))
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

meat tarts from city of keys by gourmet repasto house


Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Your Portuguese accuracy is marvelous!
Imagem de perfil

Cecília a 29.10.2019

a galera faz o que pode né
Sem imagem de perfil

Figueiredo a 29.10.2019

A resposta para a sua questão é simples, Portuense é aquele(a) natural da Cidade do Porto, que nasce nesse respectivo local, assim como existem Bracarenses (cidadãos naturais da Cidade Braga), ou se não quiser ir muito longe temos os Gaienses (cidadãos naturais da Cidade de Vila Nova de Gaia).
Sem imagem de perfil

Ricardo a 29.10.2019

Outra questão, a Fernanda Ribeiro campeão olipica em Atalanta, tem algum pavilhão desta dimensao?
Parece me claro que ao longo dos anos o apoio que a Rosa Mota deu ao partido socialista resultou nesta contrapartida. dou o apoio e vcs dão o nome ao pavilhão.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Se fosse só Fernanda Ribeiro...

Se essa foi a contrapartida, desconheço, admito. Mas que ajuda bastante estar ligado a um partido, lá isso ajuda.
Imagem de perfil

Maria a 29.10.2019

O texto que escreveria se tivesse o seu dom.
Mal ouvi a notícia, comentei , nao fez nada para evitar a ruína, o outro investe e recupera e não tem direito a nada. Enfim, algumas pessoas devem achar-se o máximo.
Marcelo não muda nem mudará. Adora o populismo os beijos e abraços. Faz tudo memos ser presidente de todos os portugueses.
Parabéns, é o gosto lê-lo, Robinson. Beijo
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

É o país paternalista. Prefere ter um edifício devoluto com um nome e mesmo assim suportado pelo erário público a uma obra com pés e cabeça feita por um privado.

Marcelo, o mesmo que disse que Rosa Mota era superior a qualquer Governo ou Presidente da República, depois o populista sou eu.

Obrigado e um beijo,
Imagem de perfil

Ana a 29.10.2019

A publicação que comentou no meu blog é sobre "isto".. polémicas, da qual não sou fã. Existem, por existirem perspectivas diferentes. O meu respeito às ditas, perspectivas, entenda-se.

Imagem de perfil

Lady a 29.10.2019

Se a memória não me falha, não foi o presidente Marcelo que num elogio à Rosa Mota disse que ela era mais importante que o governo?
Achei não inapropriado ...
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 29.10.2019

Que qualquer Governo e qualquer Presidente...

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB