Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sr. Presidente, Não Somos Nada Bons!

por Robinson Kanes, em 18.07.17

598837.jpeg

Fonte da Imagem: https://imagens.publicocdn.com/imagens.aspx/598837?tp=KM&db=IMAGENS&w=823

 

É fácil a voz da grandeza, quando a pequenez está calada.

Vergílio Ferreira, in "Rápida a Sombra"

 

 

Por estes dias o Sr. Presidente da República anunciou ao mundo que nós, portugueses, somos mesmo muito bons!

 

Proferir estas palavras com meio país a arder é sem dúvida um momento ideal para reforçar a alma lusitana que se encontra a banhos e pouco interessada com o que se passa no resto do país. A grande "vantagem" de Alijó e Almeida é que não existiram mortos e como não existiram mortos não há problema! Em Portugal, para se "abrir os olhos", é sempre necessário para cima de 50 mortos, no mínimo.  

 

Talvez enquanto estivesse no México, o Sr. Presidente não estivesse em Alijó intoxicado pelo fumo como eu estive ou não tivesse sentido a nuvem de fumo que já se sentia quando se entrava em Espanha por Calvos! Calvos, Sr. Presidente, são 176km! Talvez enquanto estivesse no México a falar de alegrias não se deparasse com o desespero, mais uma vez, das populações. De facto, Portugal é um país de gente maravilhosa mas que continua a não compreeender, por exemplo, como é que somos o único país do sul da Europa que não tem meios-aéreos de combate a incêncios afectos à Força Aérea! Interessante... Pois somos também aquele que tem maior número de área queimada. Também ninguém consegue perceber porque é que tarda a decidir-se acerca da responsabilidade na gestão dos donativos no incêndio de Pedrogão... Há muitos abutres da "solidariedade" interessados em gerir este bolo riquíssimo, afinal são 13 milhões e sempre estas reuniões devem ser mais concorridas do que as pequenas reuniões municipais e nacionais do "choradinho" de fundos para os pobres com a malta do "social"! E denotem... Não sou eu que lhes atribuo este estatuto, são os próprios que gostam de dizer que são do... Social!

 

Interessante é também o discurso dos mais velhos, e aqui perdoem-me os politicamente correctos, que dizem que no "tempo do Salazar e do padrinho do actual Presidente da República não se viam tantos incêndios, mas depois do Verão Quente de 1975 nunca mais pararam"!. Não me venham dizer que são só as alterações climáticas! Eu nem vivi esses tempos...

 

Somos realmente muito bons, só ainda não descobrimos como é que podemos sobreviver sem andar sempre a reboque da máquina do Estado e de como responsabilizar o Estado por falhar nos seus deveres primordiais para com todos nós. Ou talvez perceba, porque a única coisa que faz com que os estudantes (o futuro do país) se revoltem nas Universidades é um aumento de 10 euros nas propinas e que pode significar menos uma noite de cervejas à conta do erário público. E nunca é de bom tom não ter acesso a uma bolsa quando se quer ir de carro novo para a Universidade.

 

Por enquanto o país vai ardendo, mas não se salvam pessoas, animais, árvores, infraestruturas e todo um país com minutos de silêncio, discursos, comentários e homenagens protocolares! O país também não se salva com a hipocrisia partidária que hoje defende uma coisa, amanhã já defende outra porque afinal... Afinal, por muito que nos doa, é a ânsia de poder que domina o actual sistema partidário e os portugueses são somente marionetas que sustentam esse sistema mas pouco obtêm dele. Talvez por isso, quando alguém mete o dedo na ferida e denuncia as tranches de dinheiro que continuam a ser enviadas para muitos indivíduos que poderiam trabalhar e obedecer à lei, mas não o fazem, sejam imediatamente criticadas... Afinal, enquanto o dinheiro chegar também não se revoltarão... Nisto também somos muito bons, Sr. Presidente.

 

Pessoas, animais, árvores, infraestruturas e todo um país, salvam-se sim com acções no terreno, sobretudo preventivas. Pois somos muito bons efectivamente, mas todos temos os nossos limites de paciência! Até porque o fogo não abranda com um beijinho nem com um afecto e muito menos com propaganda a fazer lembrar tempos idos...

Autoria e outros dados (tags, etc)


36 comentários

Imagem de perfil

Chic'Ana a 18.07.2017

Concordo em absoluto. A nossa maior medida e mudança seria passar de reativos a preventivos, e esta mudança ainda vai custar muito...
Beijnhos
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Um dos chavões, sobretudo nas organizações portuguesas é a proactividade, o problema é que, como muitos outros conceitos, se atiram ao ar e por aí ficam a deambular. Acontece o mesmo em política e na sociedade…

A mudança demora, sobretudo quando não a queremos… Continuamos a prestar mais atenção em temas que, honestamente, não são assim tão importantes...
Imagem de perfil

fashion a 18.07.2017

Excelente post com o qual concordo na íntegra. Falar é tão fácil, mas fazer e fazer assertivamente não é para todos.beijinhos
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Nem mais… E é aí que se descobrem os grandes estadistas, ou melhor, os grandes cidadãos…
Beijinhos
Sem imagem de perfil

Luís costa a 18.07.2017

Robinson Kanes a abrir-nos a pestana since 2016.
Abraço
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Olhe que não Luís, olhe que não :-)

Abraço
Imagem de perfil

Rita PN a 18.07.2017

“Não é o trabalho, mas o saber trabalhar, que é o segredo do êxito. Saber trabalhar quer dizer: não fazer um esforço inútil, persistir no esforço até ao fim, e saber reconstruir uma orientação quando se verificou que ela era, ou se tornou, errada.”
(Fernando Pessoa)

Do verificar ao assunir a distância ainda é longa...

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Ainda dizem que gestão e poesia não podem caminhar juntas...
Imagem de perfil

Rita PN a 18.07.2017

Eu tenho cá para mim que a poesia pode tudo :-)

Mas também podemos sair da poesia e citar as palavras sábias de Víctor Hugo "Entre um governo que faz o mal e um povo que o consente, há uma certa cumplicidade vergonhosa."
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Digamos que uma coisa é o reflexo da outra… Esse também é um autor que nos ensina muito, basta ler "Os Miseráveis" ou "O Último Dia de um Condenado", penso que até já citei o último por estas bandas...
Imagem de perfil

Kalila a 18.07.2017

Estamos em sintonia, meu querido. Acabei de escrever o post para amanhã e quando aqui cheguei sorri. Eu trato de amor e tenho que ser mais "soft" mas "tamos juntos"!
Beijinhos.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Estou para ver o que virá amanhã…
O Amor por vezes é bastante "violento"…
Beijinhos
Sem imagem de perfil

P. P. a 18.07.2017

Estou plenamente de acordo contigo. Sem uma palavra a acrescentar. Talvez ... considerei a observação do Sr. Presidente desajustada e parva, alheia à realidade de quem está no terreno.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Obrigado!

Demasiados comentários, mas de uma vazio demasiado profundo...
Imagem de perfil

Sónia Pereira a 18.07.2017

Os miúdos quando caiem levam um beijinho da mamã no dói-dói. O pessoal da política, talvez inspirado na pequena infância, lá acha que isto vai lá com beijinhos nos dói-dóis. A verdade é que o tempo passa, os governos mudam, mas persiste este deixa andar, a histeria que só faz berrar no dia das desgraças, mas que logo deixa cair no esquecimento as mais terríveis as tragédias. É óbvio que algo se passa com a questão dos incêndios e da nossa floresta. Ou talvez não se passa uma coisa, mas várias coisas. E de nada vale culpar o clima, que não terá culpa exclusiva, culpar as falhas destes e daqueles. Os problemas têm de ser analisados, estudados de forma a serem prevenidos e atacados convenientemente se ressurgirem. Fico tão danada com isto tudo, com este laxismo, com esta repetição, que nem sei que te diga. Se não somos capazes de ter uma floresta, que queimem tudo de alto a baixo, de norte a sul...
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

Já faziam falta por aqui os teus comentários…

Já começa a ser demais em meu entender. A impunidade reinante é uma daquelas coisas que me deixam perplexo, e não, não podemos dizer que vivemos numa democracia, quando o crime à vista de todos é o que mais compensa…

Queimem tudo!
Imagem de perfil

Marta Elle a 18.07.2017

Alguém anda a atear os fogos, como é óbvio, e não creio que seja só uma pessoa.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

"Atear fogos", agora é que disseste tudo...
Imagem de perfil

HD a 18.07.2017

Só somos realmente bons a encaixar estas manobras de distração... -.-
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.07.2017

E porquê? Essa é a questão...
Imagem de perfil

HD a 18.07.2017

Porque é mais fácil do que reprovar e dar novas soluções...
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 19.07.2017

E as talas sempre nos permitem ver numa direcção… Dá trabalho olhar para os lados...

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB