Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sindemia ou Pandemia?

por Robinson Kanes, em 15.10.20

nationalherald_2020-06_598df23f-9586-4b3d-a455-b2b

Créditos:https://www.nationalheraldindia.com/national/by-2021-as-many-as-150-mn-people-likely-to-be-in-extreme-poverty-due-to-covid-19-world-bank /

 

Over coming  weeks - yes. In the long-term, probably not permanently, but other epidemics are certainly possible.

Eli Fenichel,  PhD, Professor Knobloch Family de Economia dos Recursos Naturais na "Yale School of the Environment". 

 

 

Emantilhados num ruído em torno do SARS Covid-19, começamos a questionar tudo aquilo que nos chega ou simplesmente a ignorar.  No entanto, um artigo recente da publicação "The Lancet" e cujo conhecimento me chegou através da BBC, levantou-me alguma curiosidade acerca da forma como abordamos esta pandemia - mas será uma pandemia? 

 

Neste artigo, Richard Horton, que não é propriamente um Buescu, alicerçado em várias análises cientificas acaba por defender que mais do que analisarmos a pandemia à luz de modelos matemáticos com base em situações como a "gripe espanhola" ou focarmo-nos no corte das cadeias de transmissão e instrumentos "obsoletos" como as quarentenas, devemos encarar a actual realidade como uma sindemia. Aliás, Horton vai mais longe e alerta que uma potencial cura ou vacina pode não ser suficiente se não foram reunidos alguns pressupostos fundamentais.

 

Estes pressupostos passam, e começando na base, por abordar a pandemia como uma sindemia, ou seja, "deixamos de lado" o foco no corte das cadeias de transmissão e focamo-nos em algo mais global. Sindemia (sinergia + pandemia), e de forma simples, é a interacção de duas ou mais doenças que provocam danos ainda maiores do que a soma de ambas as doenças. Com isto, não quer dizer que uma das mais prestigiadas revistas de medicina do Mundo esteja a adoptar uma atitude negacionista face à pandemia, mas sim a desenvolver uma abordagem mais vasta (já com sucesso, nomeadamente em relação ao HIV e à obesidade) e que inclui além do factor biológico propriamente dito, as questões sociais, o meio-ambiente e a economia, por exemplo. Podemos perceber, por exemplo, porque é que Ayuso teve de proceder aos tão contestados confinamentos locais nos bairros mais pobres de Madrid. 

 

Na realidade, Horton não descobriu a pólvora ao afirmar que a incidência de óbitos ocorre em indivíduos em situação de fragilidade social, com parcos rendimentos, em territórios vulneráveis ou em ambientes poluídos. Acrescentaria também algumas patologias associadas a comportamentos mais comuns ao primero mundo, por exemplo, a diabetes. Isto é senso comum em relação a qualquer situação, mesmo apesar da doença e a morte serem as coisas mais democráticas que temos, como diria um conceituado professor do curso de Psicologia da Universidade de Coimbra.

 

O que me deixa intrigado com esta "não descoberta" (sem com isto lhe retirar importância, bem pelo contrário) é o facto de estarmos perante uma quimera, ou seja, a aposta na resolução de vários problemas de saúde e acesso à mesma no Mundo. A redução das desigualdades sociais, o acesso a cuidados de saúde básicos, o aumento do awareness em relação a determinados factores de risco, a redução dos níveis de poluição e tantas outras situações, são fundamentais para reduzir os óbitos por Covid-19.

 

Será que no meio da desgraça temos mais uma oportunidade de criar modelos que reduzam as desigualdades sociais? Será que a "não descoberta da pólvora" mostra-nos que vivemos num Mundo recheado de pandemias até mais graves do que aquela que enfrentamos?... Como se todas as outras tivessem entrado em hibernação... E será que num mundo mais egoísta saída da epidemia, haverá abertura para apoiar, nesta matéria, os países menos desenvolvidos?

 

Esta abordagem mais holística, poderá não ter efeitos imediatos, mas no futuro poderá ser um reforço importante em termos de combate a Covid-19 e a tantas outras doenças, todavia, entramos numa espécie de dilema, ao estilo "acabar com a fome no Mundo", e sabemos como isso é impossível. Todavia pode ser um passo importante, sobretudo se o pressuposto de que uma vacina pode não ser a solução final para este vírus.

 

Fica aqui o artigo completo (pdf) onde também poderão encontrar uma definição mais aprofundada do termo desenvolvido por Merril Singer e informação mais pormenorizada.

Autoria e outros dados (tags, etc)


37 comentários

Imagem de perfil

Calimero a 15.10.2020

Excelente reflexão Kanes

Fartinha de ler (ultimamente já nem consigo), tanta informação/desinformação e absurdos q.b acerca do tema que abordas aqui!


Sejamos lúcidos acima de tudo pois há quem já não consiga sequer ser coerente e razoável!

Beijo e votos de um bom dia para ti!

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Hi Cal,

Bem, muitas causas possíveis existem: o mundo global exige uma resposta rápida, além disso a pressão é muito e a má gestão dessa pressão provoca mau planeamento, investigação apressada (depressa e bem...) é claro, em Era de "wannabes" também há alarvidades de todo o tamanho.

Além disso, em termos geo-politicos já existem mossas, logo é preciso reparar o quanto antes: tensão na Europa, alta-tensão na América Central e do Sul, nas repúblicas soviéticas a oriente (Quirguistão, Arménia, Azerbaijão e por aí adiante), nos Balcãs (depois da Sérvia é a Bulgária) e claro no Sudoeste Asiático, veja-se a Tailândia e até a Indonésia.

É preciso levar isto com cuidado e perceber que este vírus mais do que uma doença física é, quiçá, uma doença social.
Um beijinho,
Imagem de perfil

Calimero a 15.10.2020

Sempre um gosto ler-te e ouvir-te!
Fico sempre tao mais "crescida"

Obrigada pelas tuas partilhas!


E concordo tanto com a parte da doença social

Um beijinho Kanes,
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

É mútuo :-)

Muito obrigado pelas palavras e um beijinho,

P.S.: espero que hoje, com um grande sorriso no rosto.
Imagem de perfil

Calimero a 15.10.2020

Ai eu gostava tanto de dizer que sim...deixo um para ti..vá
Imagem de perfil

Silêncios a 15.10.2020

Obrigado pelo favorito na publicação "estes blogs transitarão para outra plataforma e serão apagados" depreendo disso, que tenho a sua benção, Rob. Será?
Tudo de bom. Proteja-se!
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Tem, claro que sim, se para melhor, muda-se sempre e percebo o porquê da mudança.

Tudo de bom e depois diga por onde anda.



Imagem de perfil

Silêncios a 15.10.2020

Duvido que para melhor, no que diz respeito a qualquer rede social, isso não exista. Mas, pode existir o menos mau. Talvez...
A dizer onde escrevo, não mudaria nada. Pois, não Rob? Sabemos muito bem como estas coisas funcionam.
A menos que se o confie, a uma pessoa única! Daquelas que respeitam e zelam pelo segredo confiado como se fosse seu. Obrigado de coração pelo carinho! Tudo de muito bom, hoje se sempre.

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Menos mau, então :-)
Sim, as redes sociais...
Bom, seria uma forma de sabermos por onde anda nas suas palavras.
Eu é que agradeço ter andado por aí e por aqui.
Tudo de bom :-)
Imagem de perfil

imsilva a 15.10.2020

Gostei desta abordagem, quanto ao resto, é ver para crer e esperar o melhor.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Sim, é bastante interessante...
Vamos ver...
Imagem de perfil

cheia a 15.10.2020

Infelizmente, temos tantas pandemias para vencer, mas só estamos preocupados com uma .

Um abraço,
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Também é verdade. Está, por acaso, mostra-nos muitas outras.
Um Abraço
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Agora não posso ter máscara que estou nas Carvalheiras... /-))))
Imagem de perfil

Maria Araújo a 15.10.2020

?????
Esteve onde estou a pensar que esteve?
Imagem de perfil

Maria Araújo a 15.10.2020

Nunca lá tive alguma refeição.
Nem a do outro lado ,que acho ser do mesmo proprietário.
Já foi alguma vez ao Félix?
Boa estada por cá.

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

A esse não... Quando voltar de Navarra, vou lá :-)

Mas pelo caminho ainda comprei umas frigideiras da Sé :-))))
Imagem de perfil

José da Xã a 15.10.2020

Robinson,

não me diga que acredita em teorias da conspiração?
Que esta pandemia poderia ser uma oportunidade para elevarmos os níveis de bem estar do Mundo não tenho qualquer dúvida.
Todavia quem manda no Mundo (dizem que na Suíça mais propriamente em Berna há um Banco dono nisto tudo) não deve ter interesse nisso.
Vá lá saber-se porquê...
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Eu não (embora escute toda a gente) , mas onde está essa ideia?

O banco de Berna já é teoria da conspiração... :-)
Mas se quiser ir por aí, suspeitas não faltariam... E não são só os bancos :::-)))

Imagem de perfil

O ultimo fecha a porta a 15.10.2020

Como dizia alguém nos comentários atrás, nestes últimos dias tem sido a informação e a desinformação que ficamos baralhados. Para surpresa, querem-nos obrigar a ter uma app e quem não usar vai ser multado! Não sei se estamos a ir no caminho certo.
Tocas num tema desvalorizado: o agravamentos das desigualdades, sociais ou de desenvolvimento. Neste momento de desespero cada um olha para o seu umbigo. Seja ao nível do mundo, ou até individual. Até querem saber a que casas de banho nós vamos...
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

E infelizmente, a mais fidedigna tende, algumas vezes, a passar ao lado...

Estou pouco dentro do tema da app... Confesso que tenho acompanhado pouco a realidade diária nacional, mas do que vou vendo é uma oposição inexistente do PSD, a extrema esquerda tão faladora em tempos, agora calada e alguns tiques totalitários. Entretanto vai-se eliminando quem diz"não". Honestamente, mais do que uma app, apostava no uso obrigatório de máscara, já!

Estranho, não é. Logo "nós" que somos tão evoluídos e solidários :-)
Imagem de perfil

Maria Araújo a 15.10.2020

A máscara devia ser obrigatória logo que tudo começou.
Mas como não havia máscaras, e como todos, só as consegui após confinamento, desde então usava-a sempre que era precisa.
Mas a partir de meados do verão saía de de casa com ela e tirava-a quando entrava, hábito que ficou.
Máscara obrigatório,sim, na rua também

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 15.10.2020

Já há muito. É uma das melhores formas de controlar o risco de contágio... Antes, como referiu muito bem, até se entendia, mas agora...
Imagem de perfil

O ultimo fecha a porta a 16.10.2020

Mais uma vez, falhou a comunicação no porquê da aplicação. Quer-se impôr uma coisa à força sem explicar o que é, como funciona, o porquê.
Não tenho essas respostas e é pena. Enquanto houver imensas perguntas sem respostas claras, objetivas e factuais, não vai colher adesão.
O primeiro link que aparece no google é este:
https://www.sns.gov.pt/apps/stayaway-covid/
Aqui nenhuma das respostas essenciais à questão que fiz acima está respondida.
Adicionalmente, quantas pessoas em Portugal sabem o significado de "stay away"?

O PSD prepara-se para aprovar, inclusivamente as multas.
Como cidadão preocupa-me MUITO que haja apenas duas pessoas que contestam o atual governo: o da iniciativa liberal e o ... AV. Eles nem precisam de se esforçar muito, têm a passadeira estendida.
O BE anda aos ziguezagues e só critica o que lhe convém.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.10.2020

Obrigado pelo esclarecimento.
Na verdade, a aplicação não parece ser fidedigna no aspecto em que só faz input da informação quem quer. Logo, a eficácia plena é muito pouca, até porque não somos um país muito disciplinado nesse campo. Depois também vi que a ideia é implementar à mata-cavalos, enfim... Finalmente, utilizar a desculpa de que as pessoas até fica mais expostas nas redes sociais é descabida... Uma é voluntária a outra não.
Bem, mas já temos um PR (no caminho apanhei isso) que ameaça o povo (ameaça e acusa), está tudo dito... Já vi este filme aquando das demonstrações de descontentamento dos portugueses em relação à política (coletes amarelo e não só) e como me foi relatado e em, quando este "democamrata" sonhava com o lugar do outro Marcello. :-)
Imagem de perfil
Último, a melhor forma de um indivíduo se sentir melhor é desligando o raio do televisor. Ficará mais informado e mais descansado. A maioria das notícias são repetições e contradições
Sem imagem de perfil

gato aurélio a 16.10.2020

...afinal isto anda tudo ligado mesmo!
(é um aborrecimento para quem gosta de tudo muito arrumadinho e certinho)
Excelente reflexão.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.10.2020

Anda... Uma coisa impulsiona a outra.

Obrigado por passar :-)
Imagem de perfil
Excelente, Kanes. Obrigado pelo link

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Instagram



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sardinhas em Lata

Todas as Terças, aqui! https://sardinhasemlata.blogs.sapo.pt/

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens







Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB