Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Resposta a Gustavo Carona...

por Robinson Kanes, em 30.10.20

O pior das humilhações é que fazem quem as sofre sentir-se culpado

Javier Cercas, in "As Leis da Fronteira"

 

Caro Gustavo,

 

Não tenho dúvidas de que será um médico intensivista de topo e estou certo que se necessitasse dos seus cuidados estaria nas melhores mãos. No entanto, e talvez pela exposição pública que foi adquirindo, até porque escrever uns livros e tirar umas fotografias com uns pretinhos passa sempre a mensagem de que somos uns heróis, gente de bem e com talento, deve ter achado que poderia ser um embaixador da classe médica em Portugal, uma espécie de Buescu da medicina.

 

Não obstante, a última campanha mediática que tentou fazer passar, peca por ser tardia, nomeadamente em termos de impacte. Vir afirmar a sua exaustão, dizer às pessoas para ficarem em casa (só falta a fotografia deitado no teclado) já não tem o eco que teve em tempos. Se olhar para países como Itália, Espanha, Bélgica, Alemanha e França, essa partilha já tem mais consequências negativas que positivas - chegou tarde. Além disso, esse discurso (errado) passa a imagem de que até hoje a classe médica (e não só médica) levava uma vida tranquila, o que não é verdade e se quiser exemplos disso também lhos posso dar. Estar exausto é mais do que comum em tantas outras profissões onde não existem corporativismos, salários garantidos ao fim do mês e pagamento de horas extraordinárias ao fim de somente 35 horas de trabalho. Muitos gostariam de escrever livros e colocar licenças para tirar fotografias com os pretinhos, mas andam exaustos todos os dias do ano, todas as épocas, com ou sem vírus.

 

Também me espanta ver um médico a chamar imbecis e anormais a "negacionistas", "relativistas" e todos os outros que não colocam o SARS-CoV-2 como a doença que nos matará a todos. A título de exemplo, passar a mensagem de que o pneumologista descarrega toda a sua fúria no doente que fuma, parece-me contraproducente. Também para um médico, não me parece a melhor forma de criar empatia e abordar os potenciais pacientes. Eu entendo que explorar o mediatismo e entrar no rol dos grandes heróis nacionais contra o vírus pode levar a estes excessos, mas... Em suma, se alguma vez geriu uma equipa, sabe que não é a chamar imbecis e anormais aos seus que vai conseguir resultados, espero que não o faça quando anda por outras paragens em missões "humanitárias"... Lembre-se também que são esses imbecis e anormais que necessitam de cuidados médicos mas que por seu turno os pagam por intermédio dos seus impostos e do seu trabalho e são esses indivíduos que não são mais excepcionais que o resto de nós que fornecem exemplos impressionantes dos nossos momentos mais sublimes como seres humanos, como tão bem descreve Sapolsky. E, pela sua experiência, sabe que se não existir economia em funcionamento, também não existem impostos que paguem a um médico.

 

Aproveito também para o recordar, até porque também colabora(ou) com os Médicos sem Fronteiras, que a saúde-mental e o bem-estar também são saúde, algo que o Gustavo parece ignorar. Antes da especialidade, terá com toda a certeza abordado esta temática na sua formação, talvez uma reciclagem possa ajudar. Isso e gestão de pânico e catástrofes... Lembro-lhe que a política é importante, tem uma vísão holística que ouve todos os lados (ou deveria) e toma decisões de acordo. Por muito que não goste de como a política por vezes é gerida, esperemos que nunca a decisão e gestão perante uma catástrofe passe por uma única entidade/corporação, lamento desapontá-lo. Aliás, como eu, deve saber que a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) é uma organização política e não médica que quer comparar a actuação contra o vírus na Europa e não só com a actuação localizada contra o ébola numa determinada região africana.

 

Deixe-me também dizer-lhe que me espanta, e até poderá ter as suas razões, que no dia 18 de Setembro de 2020, defenda eventos de massas como o Avante e outras manifestações similares e aponte que o risco maior se encontra nas pequenas reuniões familiares. Ainda hoje estamos à espera desses estudos. Espanta-me ainda mais que no dia de ontem, 29 de Outubro, surja de repente com um discurso ligeiramente diferente. Portanto, deixemos que as pessoas se juntem em eventos de massas mas ai daquele que ousar visitar a mãe! 

 

Lamento também desapontá-lo quando implicitamente nos diz que a ciência não se questiona e muito menos ela própria é aberta a toda e qualquer "novidade". Não sei em que meios se move, mas uma das coisas que faz a ciência avançar é a constante formulação de novas ideias e abanões ao status quo. Temo até que, se assim não fosse, a leucotomia pré-frontal, idealizada pelo seu colega Egas Moniz, ainda fosse uma prática corrente. A ciência é sempre aberta a novas ideias? Não precisarei de lhe responder... Até porque se assim fosse, não estávamos a confinar (pela primeira vez na História) pessoas saudáveis e a basear-nos em modelos aplicados no passado em contexto totalmente diferentes.

 

Utilizar um programa de televisão e o meio mediático que lhe permitiu ser mais conhecido do que propriamente a exercer o seu trabalho, não me parece de bom tom. É público que não nutro simpatia pela televisão em Portugal, mas adoptar um comportamento que até é cultural em Portugal de, e passo a expressão, de cuspir no prato onde se come é, no mínimo deselegante, sobretudo quando tornamos isso público, partilhamos os detalhes e utilizamos o acto como forma de auto-promoção. Tem passado demasiado tempo a fazer vídeos na internet, programas de rádio, artigos em todos os jornais e mais alguns, a aparecer na televisão e por certo menos tempo em contacto com pessoas. É feio e não lhe fica bem, e sim, com tudo isso para lá do trabalho que se exerce, acredito que fique exausto.

 

E como em tempo outro actor da saúde fez, Fernando Nobre, poupe-me o discurso da catástrofe lá fora, para defender as suas convicções. Não terei a sua experiência, mas também sei o que são pessoas a tombar sem assistência. Também sei o que é a fome, e também tenho fotografias ao lado dos pretinhos, ou melhor, tenho dos pretinhos apenas, os verdadeiros heróis no meio disto tudo. Sei, como não o faço em organizações onde a viagem, a comida e tudo o resto está incluído. Sai tudo do meu bolso, porque assim faço questão,inclusive quando estou longe e faço "donativos" pontuais. Com toda a certeza terá aproveitado o lucro das vendas dos seus livros para também o fazer...

 

Provavelmente este texto nunca lhe chegará, não sou propriamente conhecido na praça e no pouco que sou, e pelo que aqui escrevo, tenho mais inimigos que amigos além de que até o próprio texto vai contra o seu video que esta plataforma teve o gosto de partilhar. Também não chegará a todos aqueles que viram/leram o seu video "perturbador" e "catastrófico", mas espero sinceramente que outros cheguem para desmistificar este "show off".

 

Espero que cumpra bem o seu trabalho, exausto ou não e acima de tudo, sejamos positivos e tenhamos todos os cuidados sem parar o Mundo, isso é fundamental... O Gustavo, parece-me que está demasiado exaltado e em pânico e isso nunca é bom para gerir uma catástrofe.

Autoria e outros dados (tags, etc)


34 comentários

Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Caro amigo, responda me a esta minha inquietude, porquê é que as pessoas sabendo da verdade continuam apoiar a mentira ?

Será que não tem coragem em admitir que sempre estiveram errados ?

Responda me a isto se faz favor, são assuntos triviais da vida, o porquê das pessoas seguirem uma mentira, eu gostava de estar na pele desta gente e entender o porquê

Obrigado
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Caro João,

Antes de tudo, obrigado por ter passado por aqui, penso que seja a primeira vez.

Terei todo o gosto, no que estiver ao meu alcance, em responder. No entanto, a mentira a que se refere é? Só para clarificar.

Obrigado eu,
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Não é a primeira vez, não.

A mentira é relativo em querem colocar uma pessoa sem uma gota de sangue na coroa portuguesa, espanhola e francesa e terem sangue caucasiano ou Turco.

E falo assim, já abordei vários blogs dentro deste âmbito e as pessoas ou estão cegas de poder, ou não tem coragem em admitir que estão errados.

Postei lhes dados de latim desde 1522, 1718, 1834, registos de 50 agências de genética a contrariar a pretensão desta gente e não entendo, o porquê das pessoas, existindo registos como é que não caem na realidade.

Eu fico sem perceber rigorosamente nada, quando a vida deve ser levada dentro de valores e Verdade.

Obrigado
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Ok, já me recordo de si.
Pensei que se estava a referir à algo relacionado com o texto, mas se estiver, não estou a entender a ponte. :-)


Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Não tem nada haver com os seus temas, é outro assunto relativo à Coroa Portuguesa.

Se faz favor, responda me à questão,

Sabendo de uma verdade, porquê continuar numa mentira ?

Será que não tem coragem em admitir que estão errados ?

Cumprimentos

João
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Continuo sem perceber. Todavia e assumindo que se refere à coroa, mesmo não sendo o tema a discussão, e cedendo à sua pressão (pois parece-me que tem tal tema em grande conta) não tenho elementos que me permitam dizer se é mentira ou não. Tendo o João provas que corroborem o que afirma é só lutar pela causa.

P. S. : embora não me pareça que França, Portugal e até Espanha estejam muito preocupados com o tema.
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Eu não queria estar aqui a falar sobre isto, tenho muita consideração pela causa da Monarquia pela verdade e pelo Direito do Sangue

Estas coisas dos ADN vieram revolucionar e mostrar a grande mentira fabricada na secretaria pelas casas de Vendome, Bourbon e Orleans. E hoje sabemos de ante mão que as linhagens de pai para filho existiram desde do tempo da Lothorangia até João VI rei de Portugal com o mesmo ADN Rb1 U152

O meu 8 avô paterno chamava se João Vimarae e era Dux de Guimaranes com registo da Saxóniae e que tinha propriedades em Hohenthal e que o titular dessa casa um General que era da Austria que ajudava o Rei da Polónia contra os Cazares.

O meu 10 avô paterno o Joannem IV de Bragantiam era infante Espanhol, era filho de Teothónio de Bragança com Anna Velasco, era neto de Philippe II de Espanha com Catharina de Bragança e esta filha de Eduardo Dux de Vimarana.

O meu 21 avô paterno o Radulfos III & IV de Habsburgos, vem de Conrad e este irmão ao nosso conde Henrique que casou com a filha de Afonso VI de Castela e que este assassinou o Irmão Garcia para dar as terras ao Raymund de Bourgonha que lhe deu um neto para ascender a Espanha.

Portugal nasceu em 860 em Espanha e não em Guimaraes e trago tudo em latim.

Portanto o sangue de Miguel de bourbon filho de carlota joaquina contem o ADN R-Z381* e trago agencias a comprovar tudo isto.

Se as pessoas sabem que a verdade é esta, porquê querer continuar acreditar numa pessoa que não tem sangue da casa de Bragança, nem de Portugal, nem de Hasburgo e Austria.

Aliás o amigo Kane, diz que os tais países não estão interessados, engana se, então em Portugal temos 72 deputados desde da direita à esquerda que apoiam o Sr. Duarte Pio de Bourbon, a Igreja católica desde 1522 por papa Adrianus VI concedeu a Jacques de Bourbon o cardeal por este ser filho de Sultão Solimanus e de Marie de Luxemburg de Vendome e Bourbon, esta casada com François de Bourbon que acomparam o Charles VIII a Naples para lutarem contra o Solimanus

Agora deixo registo em latim e depois o da genetica

HISTORIÆ ECCLESIASTICÆLIBER CXXVIII. wiarraadio vadovavovaADRIANUS VI PAPA., CAROLUS V. OCCIDENTIS IMPERATOR

S. XV. Solimanus ob finiftrum asaltus fruce cellum in rabiem a&us. Jac Bolius Solimanus ob adversum hujus expedi & feq. tionis fucceffum spe in rabiem versa, Jacques de tam impotenti ira commovebatur, ut Borbon.l.cit. parum abfuerit, quin furore ac indignatione abreptus ipsum Mustapham Sororium fuum hujus belli auctorem neciSæeal.XVI. addixiffet. Referunt Scriptorum non- A.C.1522

S. XXIV. Magnus Magister in fuo Palatio a Turcarum Imperatore in . Salutatus. Fac. de Riduo post, nimirum in ipfo Nativita Bourbon. D tis Christi Salvatoris fefto vigefima hin. du Siege de Rhodas quinta veces quinta Decembris die Solimanus urp. 682. bem, quam recens fuo imperio subjecerat, poflidendam ingreffus eft, ipsumque Magistrum, qui suum adhuc palatium incoluerat, invisit, multisque honorum significationibus cumulatum etiam Patrem fuum appellavit

This means that no non-paternity event happened along the three studied in-depth paternal lineages although some rumors that the branch of Bourbon Orleans would be illegitimate (more details in Supplementary Materials). Therefore, the genetic analysis of the three DNA donors in this study revealed the Y-chromosomal variant of the Bourbon lineage, including King Louis XIII, King Louis XIV and Louis, le Grand Dauphin (Figure 1).

No paternal relationship was found between the living DNA donors and the donors of the blood sample of Louis XVI or the head of Henri IV. First, the Y-chr of the donor of the blood sample belongs to haplogroup G(xG1,G2) while the living Bourbon members belong to R-Z381*.

Não tenho pretensão caro amigo, estamos numa Republica num Estado Direito.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Que grande estudioso e conhecedor.
Tem aí tema para muitas discussões.
Obrigado e um Abraço,

Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

E agora ja me poder responder à minha questão

Eu nem posto aqui a genealogia completa, e em latim e ADN, se o faço, o amigo Kane deixa de falar comigo, as pessoas devem falar e não ficar caladas, lá porque o João tem esta ancestralidade, não significa nada.

E isto é só em Portugal, se postar aqui de França ai é que não fala mais comigo

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Não, não posso, não sou competente para tal :-)))))
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Isto é para si para o amigo Gustavo, relativo a Kane ou Cane ou Kaine ou Caine dependendo de cada terra, a questão fonética tem muita importância na alteração dos nomes.


Ego Robertus Willelmi Anglorum Regis filius, Normannorum atque Cenomannorum princeps, pro salute anime mei meique patris et matris atque antecessorum meorum do concessu Henrici mei fratris ecclesie sancte Trinitatis de Cadomo et Cecilie mee sorori sanctisque monialibus ibidem Deo servientibus id totum quod erat mei juris extra murum Cadomi usque ad predictam ecclesiam ita solutum et quietum ut in meo tenebam dominio, Vallem Guê totam videlicet atque domos cunctas usque ad murum et usque ad aquam Olnule cum omnibus redditibus; pescationem quoque aque Olnule totam, sicut Rex habebat in suo dominio. Ad hoc autem mercatum in villa, que dicitur Oistrehan et teloneum et tantum quantum tenet territorium ejusdem ville. Hujus rei fuerunt testes et liberatores Simon de Camilleio, Savericus filius Cane, Radulfus capellanus de Airi, Rogerus Poignant, Rogerius Mala Corona dispensator, Toraldus Hostiarius. Ex parte Henrici filii regis affuerunt Rannulfus filius Ulgerii. Odo camerarius ejusdem Henrici. Ex parte Sancte Trinitatis fuerunt receptores et testes Godefridus de Caluiz, Gislebertus de Caluiz, Johannes filius Godefridi Coci. Rainaldus filius Anschitilli de Herovilla et Odo ejus frater. Godefridus filius Herberti. Radulfus de Folebec. Odo frater Durandi Boisart. Arturus filius Ermenfridi.

Signum Roberti comitis. Signum Henrici regis Willelmi filii. Signum Radulfi Capellani. Signum Rogerii de Curcella. Signum Gaufridi de Calmunt. Signum Willelmi Camerarii. Signum Roberti de Montfort. Signum Gualterii de Meduana. Signum Hugonis Brittonis. Signum Rogerii Dispensatoris. Signum Roberti Balduini filii. Signum Ricardi Painel. Signum Symonis de Chimilleio. Signum Saverici filii Cane.


Eu acho que qualquer pessoa é competente para me tentar esclarecer se estou certo ou errado.

Reparei nas suas viagens, foi a França e quais são os paises que o Gustavo tem um gosto em ir e que ainda não teve oportunidade. Sabia que o sangue manda as pessoas voltar à origem, sabia disto
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Sabe amigo Robinson Kanes, a história se a procurarmos encontramos coisas do arco da velha, e nesta minha procura pela verdade, levou me ao ano 160 na atual Finlândia que veio o tal vikings Rollo parente a sangue aos reis da Alemanha e França.

O Rolo que teve a origem em Kveland na atual Finlândia nem sempre foram reis durante aquele periodo até Eduardo III e contabilizo até aqui porque o sobrenome destes ilustres é igual ao meu, é. Por isso que o filho de Eduardo III, o João de Gant que tinha o ducado de Lancastre casou a filha Filipa com João I de Portugal.

A filha de Henry I de Inglaterra, a Mathilda casou com o seu primo direito Imperator germania por conter o mesmo sobrenome, e não foi pelos lindos olhos dela, não. daqui nasceu Henry II de Inglaterra e a Mathilda ficou viuva e voltou a casar com outro primo direito o Geofredo V de Anjou e teve mais três rapazes.

A esposa do Afonso Henriques foi a Mathilda de Albon filha de Guigues Dauphin de Viennois, filho de Conrad, a Mathilda casa com o D. Afonso Henriques por conter o mesmo sobrenome, em França da casa de Valois vem o meu sobrenome como sucessor de Philippes, Charles, François, Jean, Louis II com entrada de Brigantiae, etc.

Os bourbons originais tinham o meu sobrenome, tinham nasceram da casa de Auvergne, depois veio dos condes de Auvergne criaram o ducado de Tour de Le Pin e tinham matrimónio a muitas casas ducais na Europa, mas em 1522 o Sultão Solimanus engravidou a Marie de Luxemburg e numa das cartas de François de bourbon ao Charles VIII que guarda se os filhos e a mulher, só que a Marie de Luxemburg gerou um falso bourbon, gerou daqui todas as linhagens de Vendome, Orleans e Bourbons com sangue Turco.

Mas esta gente sem escrúpulos escondeu a verdade, a igreja ajudou na festa, mas ainda bem que existia outras variantes da Igreja e documentaram tudo relativo à traição da Igreja e dos bourbons. Por isso que hoje sei da mentira, e o ADN ajudou também a desmascarar esta tramoia.

O Gustavo não sabe, mas em França, a causa da monarquia, antes desta descoberta cientifica, gerava à casa de bourbon e orleans fortunas de centenas de milhões de euros, de doações de investidores suiços, russos, ingleses, da Arabia na posição destes turcos.

Eu quando lhes postei na pagina oficial dos Bourbons que não eram Reis na altura, nunca o foram e postava registos de França de 1724, 1689, 1500, que não eram nada a reis, alguns investores Russos queriam falar comigo para investirem na minha pessoa, os registos eram tão raros que os obtive atraves da Santa Sé, que mostrava a verdade.

Neste mundo existe outra sociedade paralela aquela que nós todos conhecemos, que o luxo impera e a mentira. Vivem na maior das riquezas sem valores nenhuns de nada e o resto vive ou sobrevive para manter esta gentalha.

O Sr. Duarte Pio é presidente de fundações que recebe dos contribuintes valores consideráveis e o PS ajuda na festa e é esquerda, como vê as coisas aparentam ser uma coisa e são outra. E devíamos estar num Estado de Direito de igualdade para todos, não é isso que se passa.

E tem sangue caucasiano da turquia. Existem milhares de famílias com mais direito que esta personagem, e isto a mim revolta me, expulsaram D. Manuel II do seu Portugal, andamos séculos a lutar contra turcos e mouros e temos gente portuguesa iluminada que apoia um turco de sangue à cadeira de meus antepassados.

A mim revolta me isto
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Um dia dedico um artigo ao que escreve e convido-o para redigir o mesmo, que me diz?
Admito que hoje não estou com "mood" para o tema, mas lá prometo voltar.

"O Sr. Duarte Pio é presidente de fundações que recebe dos contribuintes valores consideráveis e o PS ajuda na festa e é esquerda, como vê as coisas aparentam ser uma coisa e são outra. E devíamos estar num Estado de Direito de igualdade para todos, não é isso que se passa."

Este também é outro tema, e aqui sou eu que não o deixarei passar num futuro artigo. :-)a

Abraço,
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Agradeço lhe e aceito o desafio

Assim prestamos um serviço pela verdade, seja republica ou monarquia, é preciso é mostrar a verdade.

As melhoras

Abraço
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Fica combinado.
Bom fim-de-semana,
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Chamei lhe Gustavo sem me aperceber, as minhas desculpas.

2014 - O Senhor Dom Duarte de Bragança participou no 10º Encontro de Fundações da CPLP, em Luanda, de 21 a 23 de Outubro de 2014, subordinado ao tema “Desenvolvimento Sustentável na CPLP: que metas após 2015, que foi organizado pelo Centro Português de Fundações com o apoio da Fundação Eduardo dos Santos, Fundação Agostinho Neto, Fundação Sagrada Esperança, Fundação Lwini e Fundação Sol.

Através da Fundação Dom Manuel II, instituição que preside, deu continuidade a esse empenho através de ajudas financeiras para a concretização de projectos nos domínios da educação, cultura e promoção do desenvolvimento humano em Timor e noutros países lusófonos.

Encetou contactos a vários níveis incluindo uma visita aos Governantes Indonésios, e a Timor Sob ocupação, que contribuiu decisivamente para uma mudança da atitude do Governo Indonésio e para O despertar de consciências em relação ao processo de independência daquele território.

É Presidente Honorário e membro de diversas instituições, sendo atualmente membro do Conselho Supremo dos Antigos Alunos do Colégio Militar

São alguns exemplos das parcerias entre várias entidades, na qual o ex Presidentes da Republica Portuguesa todos eles tem fundações com nomes de reis portugueses, quando são os mesmos que expulsaram a monarquia de Portugal, estranho este comportamento.

Bom fim de semana

Abraço
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Já me chamaram coisas bem piores, sem stress... :-)

Abraço e bom fim-de-semana,
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Relacionado com o COVID19, os recuperados continuam a ter vírus, ele volta a manifestar se, só a vacina vai eliminar essas dúvidas.

Todas as pessoas devem usar mascara, mesmo aquelas que julgam estão sãs e não estão. Estamos todos contaminados, o virus anda pelo ar.

No principio da pandemia, existiram confinamentos e que o vírus continuava a espalhar se, mesmo com confinamento, estranho não é
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Não sei a percentagem de indivíduos que voltam a ficar infectados, penso que ainda não existe uma população suficientemente grande para tirar conclusões.

Vacinas a pontapé... Contudo é melhor isso que nada. Não podemos é ficar à espera de vacina para viver. Além disso, os anúncios de datas multiplicam-se (erradamente) e falham, o que é péssimo, mais vale não dizer nada. Além disso, do pouco que sei nessa área, uma vacina não se coloca no mercado em dias ou meses, o processo é moroso de forma a garantir a eficácia e a segurança.

Os casos baixaram, mas terá sido apenas devido ao confinamento? Além disso o foco dos radicais do confinamento massivo, faz-me lembrar aquela história do "temos que matar os animais caso contrário eles morrem".

Máscaras e cuidados básicos? Claro que sim!
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

Está se a referir aos de casa, que morrem, sim esses sim, que nem vão aos hospitais, a Jornalista Ana Leal, fez um trabalho excecional e cortaram lhe as pernas, mas deu para ver um trecho que mostrava que em 50 falecimentos a norte de Portugal, 20 eram covid19 e foram sepultar, quando deviam ser cremados e não aconteceu.

E esses 20 não foram contabilizados no SNS, não, só são contabilizados os dos Hospitais, mais nada, por isso os nossos numeros serem o melhor da Europa, agora vemos o contrario, 4 mil amanha são 7 mil e as mortes aumentam.

E nessa reportagem as agencias funerárias, diziam que as pessoa morriam e passado 7 dias vinha o resultado da Autopsia dessas pessoas já sepultadas e os agentes funerários, alertavam para esta grave situação, que iria contaminar as outras campas e que as pessoas, deviam usar imperiosamente as mascaras nos cemitérios
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Que os números nunca estão correctos é um facto. Alegadamente também existem mortes ligadas a falsos Covid.

A pressa de hoje em dia é comunicar e apresentar resultados, não sei se a pressa nesta situações está a ajudar. Conferências diárias com toda a gente a exigir números também não sei se tem sido a melhor prática em alguns países, inclusive Portugal. Não vejo necessidade de, todos os dias termos estas conferências de imprensa. Reconheço que uma coisa é anunciar 24 mortos num dia já outra é anunciar 100 mortos em três. A última assusta mais, mas...
Sem imagem de perfil

Joao Vimarae a 30.10.2020

sim é verdade
Imagem de perfil

Folhasdeluar a 30.10.2020

Quem raio é esse... Gustavo????????? Acho que devo andar muito des(informado)....
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Não é o Gustavo Santos, calma :-)))))

Uma passagem pela internet, vai encontrar um cavalheiro de bem no Público, no Expresso, na Visão, na RFM, na Rádio Comercial, no SAPO, em programas de televisão e um outro sem número de ruído mediático.

P.S.: também não conhecia o cavalheiro até um indivíduo me ter apelidado de anormal e ter recorrido à prova cabal com um video do "Humanitarian Doctor" como se identifica.
Sem imagem de perfil

Anónimo a 30.10.2020

Vou investigar....:))))
Sem imagem de perfil

Anónimo a 30.10.2020

E eu a pensar que o reinado dos Gustavos tinha ficado pelo apelido de um dos santificados-dos-clichés... Pelos vistos, enganei-me. 😄 De qualquer forma, não é de menosprezar a crescente tendência para querer aparecer a todo o custo... Se o discurso destes senhores for pela Ciência, ou pelas evidências que esta pode trazer, excelente - estaremos todos mais informados. Agora se for só mais um vídeo à YouTuber, ou Instagrammer, ou o que seja, perde-se não só a essência como a mensagem.
Uma pena que um ilustre médico se perca assim. 😊
Bom texto e excelente reflexão.
GC
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Um ainda pode dizer que é "entertainer" :-)

Não poderia estar mais de acordo, precisa-se de "balance" e seriedade.

Obrigado :-)
Imagem de perfil

Maria Araújo a 30.10.2020

Lamento, Robinson, e sem ser lamechas, eu gosto de ler Gustavo Carona, independentemente de ele escrever livros, tirar fotos com pretinhos e aparecer nos jornais e na televisão.
Acho que um dia destes, noutros comentário, escrevi que ele pode estar a exagerar, mas eu concordo com ele.
Talvez fosse exageradíssimo em algumas palavras que usou e que não gostei, também.
Infelizmente, neste país, e nos outros, com certeza, se não levarmos isto a peito e com algum, repito, exagero, porque se trata de saúde, acho que não vamos a lado nenhum.
Quanto a medidas do governo, e não queria estar no seu lugar, fazem o que podem, embora devessem ter tomado medidas antecipadas porque todos sabíamos que voltaríamos a uma nova vaga pandémica.
Espero que tenha um bom fim-de-semana.

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 30.10.2020

Não tem de lamentar, discordar faz parte.

Em relação aos exageros, eu prefiro moderação, pelo menos para já, caso contrário Henri-Lévy e outros, não estarão assim tão errados. :-)

Bom fim-de-semana e obrigado,
Imagem de perfil

Maria Araújo a 30.10.2020

Desculpe algumas repetições.

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Instagram



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sardinhas em Lata

Todas as Terças, aqui! https://sardinhasemlata.blogs.sapo.pt/

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens







Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB