Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rent-a-Car... Cuidados a ter...

por Robinson Kanes, em 28.03.18

car-rental-scam.png

Fonte da Imagem: https://www.scamalert.sg

 

É com alguma frequência que me desloco a Itália, e de facto, existem situações que já não encaramos como mero turista em lazer ou negócios que se desloca a primeira ou a segunda vez a um país e tem uma má experiência, uma situação isolada. Esta situação é comum em muitos países, no entanto, nunca tive problemas com rent-a-car, sobretudo na União Europeia mas... em Itália, é sempre um dilema. Aí, o maior padrão está em algumas situações que são de extrema fraude, que toda a gente sabe que existem mas que parecem não ter eco no respectivo país.

 

Também não fosse já ter conhecido excelentes profissionais nesta área, seria obrigado a dizer que um dos requisitos é a falta de educação, o total desinteresse, e em alguns casos, a brutalidade com que os clientes são tratados. Se existe indústria que só utilizo porque tem mesmo de ser, é esta!

 

Em Itália, não são raras as vezes em que os carros são entregues sem serem vistoriados! Aqui, sugiro que vistoriem sempre os carros no interior e no exterior, aquando do levantamento – inclusive jantes e pára-choques por baixo! Procurem, inclusive, pelo pneu suplente, triângulo de sinalização, correntes de neve (se incluídas ou obrigatórias) e até os coletes! Tirem fotografias e chamem alguém, se necessário, para sinalizar essa situação. Os problemas que vão ter no acto da entrega começam logo por aí, sobretudo se a entrega for feita num aeroporto, onde são muitas as companhias que jogam com a “pressa” dos clientes.

 

E é aqui, à entrega, que podemos ter todo o tipo de problemas, desde férias estragadas até problemas com a vossa empresa. Um dos problemas/situações mais comuns são as “amolgadelas” por baixo do carro, junto às cavas das rodas. Não são raras as situações em que vos é entregue um carro com essas zonas sujas, ocultando assim riscos nas jantes e amolgadelas por baixo! Em muitas situações, vão perceber que, indivíduos menos treinados na arte da fraude, vão directamente a esses locais – vão logo visualizar por baixo do carro algo quase invisível, por vezes, quando nem viram o resto do automóvel.

 

Alguns colegas já me informaram – e também tive oportunidade de pesquisar na internet – que muitos destes danos na carroçaria são propositadamente provocados com o chamado “macaco”, o elevador do carro em caso de furo. Desta forma, um simples aluguer pode custar-vos uma autêntica fortuna. Deste modo, o ideal será seguir alguns destes conselhos:

 

  • Verifiquem sempre a viatura antes de levantar a mesma – pneus, jantes, carroçaria exterior (inclusive por baixo) pára-choques, faróis, vidros, antena, cavas das rodas, interior (estofos, bagageira, porta-luvas, por baixo dos bancos).

  • Tirem fotografias e, se possível, datem-nas.

  • Cuidado com a luz – pela noite é mais difícil encontrar danos, mesmo quando sob iluminação, por causa dos reflexos – o mesmo acontece quando está muito sol.

  • Se possível, tentem alugar em companhias multinacionais – poderão não ter sorte, mas a abordagem é diferente, e além disso, têm mais escritórios, inclusive em Portugal, onde podem apoiar-vos na resolução de eventuais problemas. As multinacionais têm também políticas de apoio ao cliente mais desenvolvidas.

  • Em caso de fraude, chamem sempre a polícia e envolvam as autoridades competentes para este tipo de situações.

  • Leiam com muita atenção tudo o que assinam – aqui é importante fazer o trabalho de casa.

  • Leiam os documentos de entrega da viatura e não assinem nada sem ler com atenção, mesmo que vos digam que os valores, apesar do suposto dano, não vão ser cobrados sem o vosso consentimento – muitos destes documentos escondem nas entrelinhas que assumem o dano.

  • O condutor também causa danos, o ideal é sempre ter um seguro completo, contra todos os riscos – isso evita muitos problemas.

  • Existem empresas que aplicam custos quando não adquirimos o seguro directamente com as mesmas, cuidado com estas situações.

  • Apelando ao bom senso, se sentirem que poderão estar a ser alvo de uma fraude, contactem imediatamente o V/banco e apresentem uma reclamação ou cancelem quaisquer débitos no cartão de crédito.

  • Levem sempre a documentação solicitada – cartões de débito raramente são aceites e o cartão de crédito tem de estar no nome do condutor principal.

 

Todo o cuidado é pouco, sobretudo em países onde este tipo de práticas é comum e que acabam por manchar a imagem de toda uma indústria.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De Cecília a 28.03.2018 às 10:04

il dolce far niente ......

.... a spese di qualcuno
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 28.03.2018 às 12:25

"Truffas" por todo o lado... :-)
Imagem de perfil

De Cecília a 28.03.2018 às 13:32

e quase sempre "fondenteS"

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 28.03.2018 às 17:04

Caponatas ou Capones...
Imagem de perfil

De Cecília a 28.03.2018 às 18:36

apesar de sicilia dispenso :);)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 28.03.2018 às 23:02

Obrigado pelos conselhos. Nunca recorri ao rent-a-car mas são coisas que jamais me lembraria.

Tens andado desaparecido do blog...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 29.03.2018 às 08:54

Obrigado eu!

Mais ou menos... Algumas viagens, algumas mudanças... Tenho de vir cá com mais regularidade :-)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.03.2018 às 23:04

Máfia italiana.
Obrigada pelas dicas.
Boa viagem para o Norte, venha agasalhado e traga o guarda-chuva.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 29.03.2018 às 08:54

:-)

Sim, até porque cá para baixo se adivinha o que aí vem :-)
Imagem de perfil

De Rita a 31.03.2018 às 10:12

Em 2015 estive 15 dias em Itália e também alugámos um carro. Felizmente correu tudo bem, nem sabia deste tipo de problemas, mas nem admira tendo em conta a maneira como muitas coisas "funcionam" por lá... :/
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.03.2018 às 10:43

Se for uma companhia internacional os riscos são menores, mas mesmo assim todo o cuidado é pouco. Por norma, fotografamos o carro de cima abaixo e não temos problemas, só que da última vez foi qualquer coisa. Voltarei a falar disso quando as coisas se resolverem, é um processo moroso e que ainda está a decorrer...

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB