Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




image_23.jpgCréditos: https://www.nvinoticias.com/nota/109336/acoso-callejero-en-oaxaca-suplicio-cotidiano

 

Um destes dias, numa conversa fútil de café, voltou a temática dos piropos, nem sei a que propósito. A verdade é que alguém atirou para cima da mesa que tinha lido algures que era um tema que estava a voltar: É Verão, como em Portugal nada se passa (passa-se tanta coisa, mas não se apontam para aí os holofotes que ninguém quer chatices) e dá trabalho saber o que acontece no Mundo, inventa-se para não se ser esquecido.

 

O piropo! De repente o piropo transformou-se na maior ameaça às mulheres! Aliás, a Humanidade foge desse tema com um medo atroz, ninguém quer saber em violações ou mutilações genitais quando o piropo anda por perto. De repente, um pouco na lógica de "Me Too", um grupo de iluminados decidiu que as mulheres sofrem muito com o piropo! Não conheço uma que alguma vez se tenha sentido em estado de choque com um piropo na rua, muito honestamente!

 

Tenho, inclusive, conhecimento de um caso em que um piropo até deu azo à seguinte resposta: "aí em cima és o maior, vem cá abaixo e não fazes um terço do que dizes pá"! Desde esse dia, esta mulher sofreu muito e teve de ser acompanhada... Não! E não, as mulheres não têm medo de andar na rua por causa dos piropos (quantas vezes já repeti esta palavra?) e não andam em grupo porque têm medo de serem atacadas por "piropeiros" - em alguns casos, muitas até nem se importavam! Muitas e muitos! Sim, porque também as há que deitam o seu piropo ao cavalheiro! Ainda me lembro (há muito tempo) de partilhar a cabine com cinco mulheres, praças da Força Aérea, no regional que ligava o Entroncamento a Santa Apolónia... O que não faltaram foram piropos. E eu detestei, foi uma coisa horrível! O que mais detestei foi quando tiveram de sair em Vila Franca de Xira para irem para a Ota! Já pensaram, soubesse eu e tinha dito "oh aviãozinho, vais para o aeroporto?" - sim, há época falava-se do aeroporto na Ota.

 

É inacreditável como os "anti-piropo", se dão ao luxo de ofender na praça pública e com cobertura de meios de comunicação que não devem fazer avaliação de desempenho, um sem número de indivíduos e não hesitam em ditatorialmente querer obrigar os outros "à sua boa onda", muitas vezes também, camuflada de humor.

 

De facto, temos de corrigir velhos comportamentos na nossa sociedade, mas não é com hypes, com contadores de likes e com uma necessidade tremenda de dar saltos para que reparem em nós que lá vamos! Aproveitem sim para tocar na ferida em temas fracturantes e deixem lá o indivíduo mandar o seu piropo - por este andar, qualquer dia, elogiar a beleza de uma mulher ainda vai colocar alguém na cadeia! Um destes dias, olhar uma mulher nos olhos e dizer que a amamos e que tem umas formas que só me dão vontade de a agarrar e... ainda vai dar cadeia - simplesmente porque um grupo de indivíduos criado entre videojogos, entradas à borla em espectáculos, bares do Bairro Alto e um sem número de cunhas, sobretudo nos media, se lembra de impor as suas liberdades aos outros.

 

O que deveria ser ilegal, por exemplo, era indivíduos que escrevem mal, carregam no vernáculo (porque ser mal-criado é "cool") e passam o ar de "boa onda" só porque usam barba e/ou t-shirt enquanto defendem as nobres causas, sentados na esplanada de um café a chorar pelas criancinhas em África ao mesmo tempo que marcam as próximas férias (ou tentam que alguma revista ou canal de televisão o faça) na Tailândia e em hotéis de 5*****! Não vão as criancinhas pobres serem "piropeiras" e dessas queremos distância! Quem é que não troca um "acoso callejero" por um bom "acoso hotelero"?

 

P.S.: isto tudo será porque os "Piropo", há muito tempo, lançaram um disco com o nome de "Russians" e com o emblema da União Soviética? Será uma espécie de retaliação?

Autoria e outros dados (tags, etc)


45 comentários

Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.07.2019

Grato :-)

Se for na televisão já tem graça... Não tenho TV em casa (e simplesmente não vejo), mas assumo ter visto um episódio em casa da minha mãe enquanto falávamos... A minha opinião, enfim... Mas o real labreguismo imperava e pelos vistos todos batem palmas...

Provadores de loja? Se lhe contar que em tempos fui ter com um amigo a uma multinacional farmacêutica onde todos andavam vestidos de forma impecável (e acho bem), mas cujo tema do dia era alguém (uma senhora, anónima) que tinha evacuado "de alto" e falhado na sanita...

Um elogio é sempre bem-vindo, e quando é verdadeiro as pessoas gostam de ouvir... Separar o que é bom do que é mau, além de que, muitas vezes, o piropo é lançado e se ninguém der importância morre ali.

P.S.: já assisti a muitas senhoras em ambiente de "inveja" porque "X" deitava o piropo a "Y" e não às respectivas.
Imagem de perfil

Maria Rocha Soares a 11.07.2019

Acontece muito isso e não só, entre mulheres. Uma estupidez, diga-se! As mulheres são "danadas" para "dinamitarem" as suas congéneres. Já os homens unem-se e são cúmplices. Claro que também há excepções e felizmente que as há. O piropo, quanto a mim, o construtivo e giro. Bem "metido", com inteligência/subtilidade e graça devia ser elevado a património cultural, em cada país onde exista. Porque, indesmentivelmente é uma riqueza da língua. Uma tradição, igual a outras, cujas raízes se perdem no tempo. Devia, existir uma coletânea dos melhores piropos nacionais e não só. Zona, por zona, dentro do país. Do norte, ao sul. Seria curioso e quem sabe, enriquecedor.
Agora vou já desatar a correr, porque feministas arreigadas e tudo que mexa de "traumatizadas(os)" com tal prática, já vêm aí! Com foices e enxadas, atrás de mim. Penso que já me cheira a queimado. Alguém se distraiu com a palha para a fogueira. Ou usou madeira verde
Quanto à senhora que fez "pontaria" e falhou. Uma lástima, realmente. Mas elas, actualmente andam a treinar para" fazer de pé". Melhor seria se em vez de se preocuparem com a tendência das unhas, cabelos e afins, aprendessem a não deixar os pensos higiénicos, ou diários, nos provadores. E espalhados pela praia. Afligem-se tanto com as "beatas..."
Boa semana!
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.07.2019

Penso que já se escreveram livros sobre isso... :-)
Existem verdadeiras pérolas, mas caramba, também não podemos ser mais papistas que o Papa, haja paciência... Espantam-me também os homens "anti-piropo", mas isso é outra questão... São aqueles que são contra os piropos mas não deixam de levar o cesto da roupa para a mamã passar a ferro.

Deixe-as correr, feminismo não é diferente de machismo, portanto, que se espalhem ao comprido...

ahahahahah, já vi que também tem uma longa lista!

Boa semana e obrigado pela visita!

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Instagram



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sardinhas em Lata

Todas as Terças, aqui! https://sardinhasemlata.blogs.sapo.pt/

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens







Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB