Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Padeiro que pôs a mão na Massa...

por Robinson Kanes, em 30.07.19

padeiro_incendios.jpg

Créditos: https://franschhoek.org.za/event/bread-making-course-bread-wine-restaurant/

 

 

Se descobrires uma vida melhor do que governar, para os que devem governar, podes conseguir um Estado bem . administrado. Pois só nesse mandarão aqueles que são realmente ricos, não em dinheiro, mas naquilo em que deve abundar quem é feliz - uma vida boa e sensata. Se, porém, os mendigos e os esfomeados de bens pessoais entrarem nos negócios públicos, pensando que é daí que devem arrebatar o seu benefício , não é possível que seja bem administrado. Efectivamente, gera-se a disputa pelo poder, e uma guerra dessas,  doméstica e interna, deita-os a perder, a eles e ao resto da cidade.

Platão, in  "República"

 

 

Em tempos, ouvi a história de um senhora cujo filho não estava a aproveitar os milhares de euros que eram investidos pelos pais, trabalhadores incansáveis, num curso superior na Universidade Católica. Fiquei imediatamente a pensar se o indivíduo não andaria nos copos e nas farras que a vida de estudante encerra, aquela vida pobre e de muito sacrifício. Para mim sempre foi, sobretudo quando visitava alguns colegas em residências universitárias e não conseguia estacionar o 206 porque as mesmas estavam com os estacionamentos ocupados por carros de alta cilindrada.

 

Na verdade, o que retirava o jovem das aulas durante o dia e durante a noite era outro vício bem mais perigoso que as drogas, as mulheres da vida ou a bebida: a juventude partidária! Com efeito, quando questionado pela mãe sobre a má-vida, a resposta foi "estudar agora não é muito importante! Importante é dar-me com esta malta que isso é que vai fazer o meu futuro". 

 

A verdade é que os licenciados em juventudes partidárias tendem a ser um cancro para o país, sobretudo quando nem fazem a licenciatura e escolhem carreiras mais modestas mas, sem dúvida, em muitos casos, mais interessantes, porque não padeiro? Uma nota: vejo mais arte num padeiro que num administrativo que "apenas" actualiza folhas de Excel.

 

Ser padeiro, profissão antiga e que merece o meu maior respeito, pode também abrir portas para ser especialista em protecção civil! E quando isto acontece... Temos a empresa que vende golas (uma empresa de Turismo de Aventura criada, aparentemente só para aproveitar a onda financeira dos incêndios de 2017), que por sinal é do amigo e da esposa (que por mero acaso é militante do nosso partido), a vender serviços ao Estado. Temos esse famoso especialista a colocar em risco a vida de todos os portugueses que possam necessitar das respectivas golas... E isso é normal, porque padeiros de Gaia não faltam, só lamento é que a "Padeira de Aljubarrota" tenha sido uma lenda que poucos ousam, actualmente, tornar real.

 

Num país onde tantos especialistas, em tantas áreas, têm de emigrar ou aceitar empregos para os quais não estudaram (o que não é mau) e com salários miseráveis... Num país onde tenham desistido das suas valências e dos seus sonhos por culpa destes padeiros que continuam a contaminar as instituições públicas e privadas, não raras vezes em posições de elevada responsabilidade técnica e funcional... Continuamos de olhos fechados perante estas situações! Continuamos a valorizar mais aquele que tem mil e um cargos e não desempenha qualquer tarefa na maioria deles, temos os profissionais das revistas e das palestras e continuamos a ocultar quem tem realmente valor e competências para tantos e tantos cargos neste crónico atrasadismo mental - já não é cultural! 

 

Se a todos estes juntarmos os padeiros que acumulam cursos superiores só porque sim, temos um país governado não por padeiros mas por autênticos sapateiros!

 

P.S.: entretanto, soube-se à data da publicação deste artigo que também as carcacinhas andaram a querer imitar os pães de quilo com contratos públicos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


43 comentários

Sem imagem de perfil

De Rão Arques a 30.07.2019 às 12:12

NÃO HÁ MACEIRA EM BELÉM
Não basta a carnavalesca e fulminante inversão do discurso do Cabrita para o entregar à justiça?
Os nossos notáveis sempre muito afoitos não se emparelham agora para perorar sobre o cabrar do MAI?
Depois de tanta porcaria acumulada ainda não será desta que o moinho a vento deita a mão Costa?

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 12:27

Foi em Belém que alguém disse isto: “Voltasse a correr mal o que correu mal no ano passado, nos anos que vão até ao fim do meu mandato, isso seria, só por si, no meu espírito, impeditivo de uma recandidatura”... Serão precisas mais de 100 mortes e muitas televisões para ser uma tragédia?

Este tipo de situações não ocorre só no MAI. Uma volta pelo aparelho central do Estado e pelas autarquias, com um povo dotado de cidadania, acabava tudo, passo a expressão, à batatada.
Imagem de perfil

De Cecília a 30.07.2019 às 12:38

sempre gostei da ideia de ser peixeira.

(varina, do centro para "baixo").

encaro a vida com as mãos de quem amanha peixe, de quem se levanta de madrugada para preparar vida.

de quem esventra com gosto alguns chernes e carapaus de corrida.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 12:58

As peixeiras são melhores gestoras que muitos ditos gestores... Na Nazaré que o digam...

Peixe miúdo com a mania que é cherne, portanto...
Imagem de perfil

De Cecília a 30.07.2019 às 13:01

ainda na quinta feira lá estive.

mas confesso que não me revejo nas peixeiras da nazaré.
revejo-me nas da póvoa, matosinhos, caxinas...

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 13:05

No fundo são todas filhas do mesmo, da faina... A localização territorial é indiferente, seja de Sines a Peniche ou até Viana. Aliás, as histórias e até a própria cultura e sociedade tem muitas semelhanças...

Bem, talvez algumas digam mais vernáculo que outras, mas isso faz parte e não se pode perder... E outras, talvez já tivessem arrancado a tripa ao padeiro, pronto.
Imagem de perfil

De Cecília a 30.07.2019 às 13:08

cresci a conviver com o mercado de matosinhos, pescadores da afurada, talvez seja por isso. há qualquer coisa...

mas comi umas ricas lulas grelhadas (na nazaré). ricamente macias. enquanto me deliciava a ver os veraneantes a desertarem das praias, debaixo de chuva.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 13:13

Sim... É natural... Eu andei mais pelo sul :-)

A Nazaré é tramada, foi tudo a correr para os "rooms, chambres, zimmers".
Imagem de perfil

De Cecília a 30.07.2019 às 13:18

fui em trabalho. o que dá um gozo maior. sair de um Tagus Park e ir almoçar à Nazaré é todo um tubo de ensaio sociológico daqueles...

os portugueses arrepiavam de frio e arrepelavam-se pelo dinheiro gasto para, afinal!, se porem debaixo de chuva. um casal de turistas, de ar brincalhão, de guarda sol aberto convertido em guarda chuva, vivia o que a vida lhe oferecia no momento...

português não aprende, decididamente.... ;)

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 13:25

Esteve no Oeiras Valley? O vale mais desenvolvido de Portugal mas que vota em corruptos para gerir a Câmara Municipal, não me diga... Podia ter dito :-)


É por essas e por outras que vou tirando férias e a chuva (a não ser que seja uma loucura) não é problema. Aproveitassem e fossem dar uma volta por Leiria, Alcobaça, Óbidos, Peniche, Batalha... Enfim...

P.S.: e se tivesse passado pelo Lagoas Park é que via as diferenças...
Imagem de perfil

De Cecília a 30.07.2019 às 13:34

o vale das abóboras encantadas: tudo em jeito de sapatinho de cristal e carruagem mas, apitando a sirene de saída dos rolex, é tudo abóbora... (e digo isto sem ofensa para as abóboras, riqueza nutricional das minhas sopas)


vou deixar o lagoas park para quando for a peniche... fica tudo entre amigos ;)

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 14:06

Alguns sim, outros não... Muito sim... Outros não :-)

Amigos de Peniche? Olhe que a história foi mal contada :-)
Imagem de perfil

De Folhasdeluar a 30.07.2019 às 14:20

Mas isto nunca mais acaba? Quer dizer...as amizades "desinteressadas"...;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 15:07

Portugal S.A.
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 30.07.2019 às 15:08

Oh Robinson .... o compadrio, as cunhas, os "delfins", isso aqui na Madeira é aos bandos!!
Coitado de quem não é do partido!!!
Pode-se até ser super competente, ter mil e um cursos e formações, isso não interessa.
E andam muitos jovens à boleia deste compadrio e não se esforçam porque já têm tudo garantido!!!
E os bons emigram!
Não vejo a hora de isto tudo mudar!!!
Platão já vislumbrou isso antes de cristo!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 15:10

Olá Luísa,

Em Porto Santo não ouvi eu falar de outra coisa... Estive lá em trabalho duas vezes e... :-)

E antes de Platão tantos outros... Mas outros partidos eliminaram muita literatura.

São casos a mais e isto é o que se sabe... Poucos se importam, mas isto sai-nos do bolso em impostos! E já não falo dos sonhos condenados e do real atraso nacional em algumas coisa (noutras, tenho de admitir que estamos bem melhor que muitos países mais desenvolvidos).
Imagem de perfil

De MJP a 30.07.2019 às 16:13

Olá, R.! :-)

Fazer pão é uma ARTE!!! (que muito aprecio)! ;-)

Lamentavelmente, a meritocracia é uma "miragem"... :-(

Dia Feliz!

Beijo

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 16:39

Hi MJ,

Também eu, mas cada coisa no seu lugar... :-)

Miragem... Utopia... Mito... "and so on"...

Beijo,
Imagem de perfil

De MJP a 30.07.2019 às 16:41

Pois... isso tudo...

Beijo
Imagem de perfil

De Sofia a 30.07.2019 às 17:08

Kanes, estavas a ir tão bem...

Até "Uma nota: vejo mais arte num padeiro que num administrativo que "apenas" actualiza folhas de Excel."

Deixa-me elucidar-te mais uma vez, para descobrires o pequeno grande universo de um assistente técnico.


https://www.guiadacarreira.com.br/carreira/o-que-faz-um-assistente-administrativo/
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 17:28

Se não fizesse essa distinção tinha os defensores dos padeiros atrás de mim... Não se pode agradar a todos, além de que fazer pão é uma verdadeira obra de arte e não fui só eu que o disse.


Além disso, foquei um assistente admnistrativo que apenas actualiza folhas de Excel - é uma força de expressão, embora existam muitos que fazem "só" isso... E sim, o mundo dos administrativos é vasto, onde se encontram aqueles que vão muito além das suas funções, como existem os administrativos que apontam a "job description" para não fazer coisas tão simples como desviar uma caixa ou então os assistentes administrativos que tratam a senhora da limpeza e os fornecedores como lixo :-)


É importante também perceber o sentido do texto e onde o mesmo pretende chegar. Não tenho nada contra assistentes administrativos e muito menos avalio as pessoas pelo trabalho que fazem. Cabe a cada um interpretar como quiser e, na dúvida, questionar-me.

Só não vou seguir o teu "link" porque já apreciei o trabalho de muitos :-))))
Imagem de perfil

De Sofia a 30.07.2019 às 17:38

Um administrativo que só faz isso, não é um administrativo!🤣🤣🤣 A lista que te enviei é uma gota no oceano... O pequeno apontamento, que fizeste pode induzir as pessoas em erro. A maioria pensa que a única coisa, que fazemos o dia toda é estar sentados ao computador e atender telefones. Fica o link para quem não sabe! Eu adoro pão, por isso os padeiros são imprescindíveis. Quantos aos restantes, que andam a roubar o dinheiro dos contribuintes, não fazem falta nenhuma.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 17:49

Pois, quanto a isso não posso fazer nada, mas a função e o ordenado são equivalentes a tal em muitos casos.

O que as pessoas pensam... Também não podemos fazer nada, a não ser criar uma campanha que mostra o trabalho dos "assistentes administrativos". Também não acredito que a maioria pense isso, embora casos desses também não sejam propriamente uma raridade...

Atender telefones também é uma profissão digna, e nos dias de hoje, das mais stressantes e mais mal pagas... Cuidado, não venha aí a malta dos "call centers" :-)



Imagem de perfil

De Sofia a 30.07.2019 às 19:05

Eu tenho um trabalho de muita responsabilidade! Se fizer asneira, indiretamente estou a colocar a vida de uma pessoa em risco. Não, levo nem 700€ para casa. Alguém, falou aqui de atender telefones, ser uma profissão indigna?! Quem só atende telefones ou é telefonista ou trabalhador de um call center. Eu chego a ter o telefone de um lado, estar com um doente á frente e estar a tomar atenção ao que o médico, está a dizer do outro lado. A maioria dos admistrativos, são verdadeiras multifuncões. Até lavar escadas é uma profissão digna! Não é digno, roubar dinheiro aos contribuintes.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 21:08

Vamos lá ver uma coisa, pois já me começo a sentir uma historiadora que andou para aí a escrever umas coisas... Interpretas o texto como quiseres :-)

Faz uma coisa: crias um artigo sobre a vida de um "assistente administrativo", que tal? À conta dos nossos "delitos de opinião" já são dois em menos de 5 dias...


P.S.: a atender um telefone pode ser também um operador do INEM ou da saúde 24, que também pode colocar muitas vidas em risco :-)



Imagem de perfil

De Sofia a 30.07.2019 às 21:22

Exatamente! Não, preciso. No meu blog, falo várias vezes do que acontece no dia a dia laboral. Vivemos em democracia! Podemos ter opiniões e expressa-la. Ou só te interessa ouvir, aqueles que concordam contigo?!😆 Há temas, que temos a mesma opinião, outros não. No teu texto, só não concordei com as "aspas".Quase todos os profissionais que trabalham na área ligada à saúde, podem colocar a vida em risco de um doente, por uma falha sua. E sim, a maioria ganha mal. Um operador do INEM, tem outro tipo de formação. Ele faz a primeira triagem. Não, podes comparar com o Call Center do INEM, com de uma empresa.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 21:34

"Vivemos em democracia! Podemos ter opiniões e expressa-la. Ou só te interessa ouvir, aqueles que concordam contigo?!😆"

Essa é uma discussão que eu não vou ter... Lamento ;-)
Imagem de perfil

De Sofia a 30.07.2019 às 21:37

Tu sabes que eu gosto da tua escrita! Agora dou a minha opinião, tal como tu dás a tua.👍
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 23:31

Opinião recebida, mas não acatada, vivemos numa Democracia, como disseste acima, dá-me esse direito :-)
Imagem de perfil

De Sofia a 30.07.2019 às 23:32

Estás no teu direito!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 30.07.2019 às 23:06

Quando li esta polémica por acaso lembrei-me disso que estás a falar.

Miúdos sem competência(s), com bons padrinhos e sem provas dadas ascendem muito mais rapidamente a cargos e ganhos que a maioria dos comuns trabalhadores que dão o litro todos os dias não alcançam.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 23:32

Estruturalmente, pouca coisa mudou na nossa sociedade que, em muitos campos, está mais podre do que alguma vez esteve.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 30.07.2019 às 23:35

já no tempo de eça de queirós era assim [conde de abranhos]... tão atual.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 30.07.2019 às 23:37

Eça ainda vive entre nós...
Sem imagem de perfil

De Rão Arques a 31.07.2019 às 07:17

Acaba de ser descoberto um novo depilador a quente que elimina a barba pela multiplicação e avanço de furos em brasa sem queimar a cara.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.07.2019 às 09:03

o Rão é tramado! :-)
Sem imagem de perfil

De Rão Arques a 31.07.2019 às 09:43

Se calhar estou a ser chato, mas a propósito do pedido de esclarecimento do dr. Costa ouso aconselhar a PGR a responder simplesmente: Basta-lhe ler a lei que de tão clara e objetiva nem sequer permite qualquer manobra interpretativa.

Artigo 8.º Impedimentos aplicáveis a sociedades

1 - As empresas cujo capital seja detido numa percentagem superior a 10% por um titular de órgão de soberania ou titular de cargo político, ou por alto cargo público, ficam impedidas de participar em concursos de fornecimento de bens ou serviços, no exercício de actividade de comércio ou indústria, em contratos com o Estado e demais pessoas colectivas públicas.
2 - Ficam sujeitas ao mesmo regime:
a) As empresas de cujo capital, em igual percentagem, seja titular o seu cônjuge, não separado de pessoas e bens, os seus ascendentes e descendentes em qualquer grau e os colaterais até ao 2.º grau, bem como aquele que com ele viva nas condições do artigo 2020.º do Código Civil;
b) As empresas em cujo capital o titular do órgão ou cargo detenha, directa ou indirectamente, por si ou conjuntamente com os familiares referidos na alínea anterior, uma participação não inferior a 10%.

Fixando-me essencialmente na alínea a) do ponto 2 o que Costa pretende é desculpar-se com a eminente demissão do Secretário de Estado endossando superior decisão para a PGR.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.07.2019 às 09:50

Não está a ser nada chato!

Sabe, eu aceito que a política também tenha o seu quê de estratégia, jogo e comunicação. Aceito, faz parte. O que não posso aceitar é que, em pleno século XXI continue a assentar apenas nisso, muito menos quando estão em causa os impostos de todos nós, corrupção e até as vidas dos cidadãos deste país... Aí, a política deixa de ser um jogo e passa a ser actuação, passa a ser uma questão de honra e sentido de dever público... António Costa, como outros, sabem, contudo, que num país de "folclore" a prioridade deve ser a comunicação e o jogo...
Imagem de perfil

De Rita a 08.08.2019 às 10:50

Num país como o nosso, a mentalidade que as Jotas é que dão futuro nem admira
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 08.08.2019 às 11:10

Vale tudo...

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB