Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Lado Negro dos Heróis!

por Robinson Kanes, em 21.06.18

albert_einstein_photo_1920.jpg

Créditos: http://prospect.org

 

 

O caso recente da descoberta de que Einstein mostrava um comportamento racista levanta algumas questões que me parecem peculiares.

 

No caso de Einstein, podemos sempre afirmar que esse era um comportamento e uma forma de pensar vigente à época, todavia, o autor desta descoberta, Ze'ev Rosenkranz, não aceita essa desculpa muito por culpa das evidências que encontrou.  Rosenkranz salientou que à época já existia uma mentalidade mais aberta e que encarava culturas opostas de uma forma menos severa ou sem quaisquer preconceitos. A minha opinião aqui, divide-se... Contudo, sabemos que Einstein foi criado numa comunidade que também não é mais tolerante de todas.

 

Este facto leva-me à apologia de determinadas figuras da História, umas já falecidas e outras que ainda por cá vão andando. Se por um lado admiramos algumas descobertas, talentos e conquistas, raramente falamos de um outro lado - quantos artistas não são pessoas intratáveis e que não foram propriamente um bom exemplo de como se devem comportar os seres-humanos? Quantos indivíduos não são admirados e cometeram atrocidades gigantescas contra os seus, por exemplo? Não vamos mais longe: em Portugal é proibido elogiar Hitler, mas já não é de todo descabido fazer a apologia de Estaline, isto ao mais alto nível!

 

O que ainda torna tudo mais estranho, é o facto de criticarmos o nosso vizinho porque se "mete nos copos" e aplaudirmos com passadeira vermelha aquele que é viciado em drogas ou que é um corrupto. Facilmente batemos palmas a quem foge deliberadamente, e em muitos milhõs ao fisco, mas criticamos aquele que se esqueceu de pagar 50 cêntimos de parquímetro! Criticamos a nossa vizinha porque em três meses conheceu dois homens mas não criticamos a celebridade que todas as noites vende o corpo a troco de fama. Hoje, em que como alguém já disse a semana passada, se é celebridade por ser, ou seja, o título de celebridade surge porque não se é propriamente bom nisto ou naquilo mas porque se é... celebridade... Dá que pensar o modo como admiramos determinadas personagens.

 

Temo que a História ensine a actualidade a perdoar todo o mal de anos a troco de um dia na passadeira da fama ou até a justificar as maiores atrocidades desde que depois se consiga algum sucesso... Talvez os cidadãos possam ganhar consciência de que também eles, ou melhor, são eles que devem escrever a História, e não uma ou outra exaltação bem fabricada. Temo que vivamos, obviamente que nem sempre, numa espécie de cegueira e admiração por falsos ídolos.

 

Vamos acreditar, contudo, que um dos maiores criticos e figura de proa contra o racismo, tenha efectivamente mudado a sua forma de pensar e tenha morrido como um verdadeiro defensor dos direitos humanos.

Podem encontrar aqui um dos textos que Ze'ev Rosenkranz, escreveu na Time.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


30 comentários

Imagem de perfil

De Psicogata a 21.06.2018 às 14:07

Do que li, não li tudo parece-me que terá comentado como observador, mas estou em crer que durante a vida terá aprendido e percebido que o racismo não fazia sentido.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 15:58

Assim quero acreditar...
Em relação ao resto... Ainda há muito que pensar.
Imagem de perfil

De Psicogata a 21.06.2018 às 16:03

Não haveria se as pessoas aprendessem as lições dadas pela história.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 16:18

Mas não aprendem... Não aprendem até essa mesma História se repetir...
Imagem de perfil

De Psicogata a 21.06.2018 às 16:27

Para 2 ou 3 gerações depois voltarem a esquecer, é um ciclo.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 16:45

E depois estarão cá os descendentes para descalçar a bota, como diz o povo.

Interessante como temos tanto interesse na nossa descendência e nos nossos filhos mas depois esquecemos que podemos vir a hipotecar o futuro destes. Estranho paradoxo.
Imagem de perfil

De Psicogata a 21.06.2018 às 16:48

Porque só conseguimos pensar a duas gerações, no máximo três, queremos o bem-estar de filhos e netos, mas já não estamos cá para ver o resto.
Concentramos a atenção nos filhos porque achamos que são o melhor que podemos deixar neste mundo, quando na verdade o melhor que podemos fazer é melhorar o mundo para eles.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 17:03

Indo buscar um certo artigo, hipocrisia, portanto...
Imagem de perfil

De Psicogata a 21.06.2018 às 17:15

Resume-se tudo a isso à hipocrisia e ao egoísmo.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 18:06

Sem dúvida... Sem dúvida...
Imagem de perfil

De Cecília a 21.06.2018 às 15:41

era disléxico , dizem muitos. portanto, depois de ultrapassar o problema deve ter visto a verdade: que as leis do universo são iguais para todos porque todos iguais são para e sob o universo.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 15:59

Mas as leis do Universo são umas, as do Homem são outras, mesmo que um filho desse mesmo Universo... Embora às vezes não tenha grande consciência disso :-)
Imagem de perfil

De HD a 21.06.2018 às 21:18

Custa que muitos consigam revolver a História por maus motivos...

Se não recordamos as figuras histórias pelo feitos que estimamos, então mais vale dividirmos o passado em separadores de revistas cor de rosa! :-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 22:31

Penso que é sempre bom vermos os dois lados... Há coisas que vão bem para além do "gossip".
Imagem de perfil

De HD a 21.06.2018 às 23:19

Eu gosto de ver os dois lados, mas focar-me só no melhor ;-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.06.2018 às 13:35

Direi exaltar o melhor, estando atento ao pior :-)
Imagem de perfil

De HD a 23.06.2018 às 18:13

Bem melhor colocado ;-)
Imagem de perfil

De cheia a 21.06.2018 às 21:50

Se Einstein foi racista, não o admiro como pessoa, mas como cientista, tal como não admiro Salazar, Hitler, Estaline, nem ninguém que ache que não somos, todos, dignos de ser tratados, sem qualquer discriminação, seja qual for a origem, religião, raça.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.06.2018 às 22:33

Admirar a obra tendo em conta que o arquitecto pode não ser propriamente um bom exemplo.

Falou de Salazar, quer queiramos quer não, também fez boas obras... Como também fez outras menos boas. São os dois lados da história que é sempre bom recordar.
Imagem de perfil

De José da Xã a 22.06.2018 às 10:48

O racusmo sendo algo deplorável em qualquer sociedade existirá sempre.
Acho que está na génese humana.
Abraço.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.06.2018 às 13:35

Grande verdade... Embora tal não impeça que o mesmo seja condenável, de facto.

Abraço,
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 22.06.2018 às 13:40

O que me dói é que o que homem desenvolve, à partida para o bem da humanidade, ele próprio destrói.
Bom fim-de-semana.



Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.06.2018 às 13:36

Interessante ponto de vista :-)

Bom S. João!
Imagem de perfil

De P. P. a 22.06.2018 às 20:51

Numa aula de história ouvi "O Salazar era uma pessoa terrível. Muito má" A professora defendeu então aquele que é considerado um herói na zona, por ter conseguido ajudar muitos judeus na II GGM.
Contudo, em psicologia, inclusive na aplicação de testes, foi-me ensinado a verificar sempre o lado bom e o lado mau. Na verdade, ninguém é santo...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.06.2018 às 13:36

Ninguém é santo, todos cometemos erros e todos temos uma coisa ou outra que...

Abraço,
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 22.06.2018 às 22:38

Uma moeda tem dois lados e há que os ver e ouvir. Esta revelação sobre Eisntein não tem contraditório. Falar à posteriori é sempre mais fácil.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.06.2018 às 13:37

Sempre dois lados... Embora a revelação seja baseada em diários escritos pelo próprio :-)

Imagem de perfil

De Terminatora a 23.06.2018 às 07:45

Ai quantos... Esse mesmo assim não lhe deve ter sido o maior "defeito". Costumo dizer que estes seres mais inteligentes não devem ter tido espaço no cérebro para um bom carácter. Vê-se hoje em dia, mas não tenho dúvidas nenhumas que tenham havido muito más pessoas, com grandes feitos e grandes descobertas para a sociedade. Mas seriam eles pessoas bondosas e simpáticas?
Serão os nossos génios, simpáticos e bondosos? Interessados em estender a mão ao próximo? Pelo que tenho conhecimento, não. E conheço alguns "iluminados".. Personalidades frias, egoístas e forretas.

Não se pode ter tudo, meus caros :)

Bom fim de semana
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.06.2018 às 13:39

Sim, espero que lhe tenha ficado apenas pelo pensamento e, como disse, quero acreditar que mudou de opinião - embora todos tenhamos os nossos preconceitos.

Bem, a mais recente questão de heróis com lado negro está lançada por causa da celebração dos Descobrimentos portugueses :-)

Ui, se os há! Mas também há boa gente, muito boa gente por aí que são grandes heróis também.

Um bom fim de semana e obrigado pela visita.
Imagem de perfil

De Maria Grace a 23.06.2018 às 18:44

Gostei imenso de ler, e realmente se pararmos para observar existe uma desigualdade enorme, no tratamento que se dá, àqueles que sobrevivem e àqueles que são conhecidos, e até mais ou menos abastados. A uns perdoam dividas ao fisco, roubos descarados de milhões, e estava aqui a tarde toda. Outros, se têm o azar de serem apanhados a roubar, às vezes para comer, são engavetados uns bons anos. Enfim.

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB