Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Na Rota do Trancão...

por Robinson Kanes, em 22.11.17

Foto0062.jpg

Fonte das Imagens: Própria. 

 

O Rio Trancão é um dos rios mais conhecidos de Portugal, sobretudo por causa da poluição. É um rio que nasce na Póvoa da Galega (concelho de Mafra) e desagua em Sacavém (concelho de Loures).

 

O que talvez muitos de nós não saibamos é a importância história deste rio: foi nas margens deste que se deu a Batalha de Sacavém, o primeiro embate entre as tropas de D. Afonso Henriques e os Mouros aquando da conquista de Lisboa. Também foi por este rio que muitas materiais (sobretudo a pedra) foram transportados para as obras de construção do Convento de Mafra. Este foi também, até ao século XIX, a linha de abastecimento de Lisboa que assim recebia os produtos da zona saloia. Ainda hoje o imaginário desta época está presente nos grupos folclóricos saloios. Em qualquer festival de folclore saloio vão reparar que o rio estará sempre presente nas vestes (o pescador), nas danças e na própria música.

Foto0056.jpg

Hoje, a Foz do Trancão, particularmente, é um espaço de lazer e desporto onde podemos praticar desporto ou simplesmente contemplar o Tejo. No entanto, uma das rotas mais interessantes do Trancão é aquela que liga Granja (freguesia de Vialonga, concelho de Vila Franca de Xira) a Sacavém, passando pelo bela lezíria de Loures com os seus campos agricolas muito férteis.

 

A bicicleta é sem dúvida o parceiro ideial, afinal o caminho é longo, todavia também pode ser feito a pé, aliás, uma parte desse caminho é "Caminho de Fátima" e "Caminho de Santiago". Lembro-me da primeira vez que fiz este percurso, ainda à descoberta e com uma bicicleta "amadora", a minha BERG. Talvez tenha sido, aliás, o meu primeiro percurso BTT a doer e onde fiquei a perceber que uma bicicleta cheia de lama é um transtorno.

 

Mas todo este percurso coloca-nos numa Lisboa onde é possível atravessar pequenos montes e vales junto ao curso de um rio observando campos agrícolas, pequenas quintas, e uma riqueza faunística singular, sobretudo dominada por aves de estuário, ou não fosse o Trancão um afluente do Tejo. Podemos também encontrar alguns equinos que deambulam pelas margens do Trancão enquanto dividem o seu espaço com as garças. 

Foto0113.jpg

É difícil imaginar os barcos de mercadores a cruzarem este rio, sobretudo se nos sentarmos na relva junto ao chamado "Parque Tejo". O crescimento urbanístico torna difícil essa memória e a poluição não nos deixa perceber como foi um dia possível por ali tomar um banho. De facto, hoje o rio está mais limpo devido ao forte investimento feito na sua limpeza, sobretudo aquando da "EXPO 98", no entanto, o forte assoreamento também não ajuda.

Foto0060.jpg

E na verdade, muitos de nós já atravessámos este rio, nomeadamente quando entramos em Lisboa pela A1 ou até mesmo pela estrada nacional 10 em Sacavém.

Foto0077.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


47 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana a 22.11.2017 às 10:48

Realmente este rio sempre me passou ao lado. Adorei conhecê-lo melhor. Obrigada.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 19:22

E por certo já foram muitas as vezes que o atravessaste :-)

Obrigado eu :-)
Imagem de perfil

De C.S. a 22.11.2017 às 12:34

Gosto muito quando nos trazes estes pedaços de História.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 19:23

Obrigado :-)
Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 18:32

Mas existe algum sitio que não conheças como a palma da tua mão? :-)

A foto da bike, está mesmo cool ;p
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 19:24

Milhares deles :-)

A minha velhinha e saudosa BERG :-(
Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 22:03

Também com muitas histórias sob aquelas rodinhas ;-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:04

Muitas, e muitas quedas também... Uma em Alcochete só não foi fatal porque o capacete "esteve bem".
Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 22:07

Eh pá... também existe esse lado perigoso!
Também já tive uma queda que me assustou :s
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:10

Eu já caí muitas vezes :-))))

Tem de ser como quando se cai de cavalo, é montar novamente... No entanto, todo o cuidado é pouco.
Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 22:16

Por acaso, nunca andei de cavalo... para pena minha!
Mas deve ser daquelas experiências de uma vida :-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:36

Não é nada que me fascine, embora adore cavalos... Admito...

Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 22:41

Eu tenho um fascínio por cavalos igual ao respeito...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:43

Estás à espera do quê para ires a um centro hípico?
Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 22:47

Tenho de fazer isso sim, enquanto ainda consigo subir para cima deles :-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:48

Estás sempre a tempo... Existem locais em que a primeira aula até é grátis...

Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 22:51

Sim... a seu tempo :-)
Para já, é apenas o tempo de descansar estas perninhas :-D
Abraço e até amanhã :-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:52

:-)

Bom descanso e até amanhã...
Imagem de perfil

De HD a 22.11.2017 às 22:53

Gracias! Take care :-)
Imagem de perfil

De Sílex a 22.11.2017 às 19:09

Um rio de tão "má fama" como as famas que se arranjam, a quem não as merece. É muito bom que tenha sido limpo e que fique mais agradável para todos que possam usufruir de uma paisagem campestre dentro da cidade.
É um rio que devia ser mais respeitado. Adorei a tua publicação! As imagens estão fantásticas e é uma ideia muito boa falar-se daquilo que muitos não conhecem. Bem hajas por mais este serviço público. Um abraço! Uma excelente noite. Obrigada pela tua companhia
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 19:22

É um rio de má fama mas um dos mais ricos em termos históricos neste Portugal :-)

Obrigado pelo apoio :-)

Um abraço e uma excelente noite :-)
Sem imagem de perfil

De Anita a 22.11.2017 às 20:28

Grande homenagem ao rio saloio.

Abraço
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 21:53

Também é preciso limpar o nome além do rio... :-)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 22.11.2017 às 22:13

O rio tem um nome feio. :) Não conhecia muito bem, mas associo a cheias. Espero que efetivamente se continue a aposta na sua preservação.

P.S.Hoje "inspirei-me" naquilo que falamos no outro dia sobre um dos "oponion makers" de domingo à noite.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:34

Desconfia-se que é nome de homem... Um proprietário...

Já passei lá :-)
Imagem de perfil

De Beia Folques a 22.11.2017 às 22:16

Excelente descrição do passeio ao longo do rio, ainda me lembro dele nauseabundo.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:35

Está melhor, mas ainda não está perfeito...
Imagem de perfil

De Alice Alfazema a 22.11.2017 às 22:27

Belos passeios! Tenho cá em casa uns vídeos feitos em cima de uma bicicleta que eu, como mais xoninhas, ainda não vi, nem quero ver. :-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.11.2017 às 22:37

Coragem! Coragem! :-)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 23.11.2017 às 22:39

Conhecia o nome do rio, não sabia que estivera "mal tratado" , mas a história que nos conta mostra que há alguma preocupação em limpar e preservar a água e a fauna.
Gostei.
Cuidado com as bikes.

Boa noite
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 24.11.2017 às 08:15

Sim, já existiu mais atenção para com o rio, sobretudo no pós-expo... Vamos ver se o futuro é mais risonho.

Obrigado :-)
Imagem de perfil

De José da Xã a 26.11.2017 às 14:11

Sabes... lembro-me de passar em Sacavém e pairar no ar um pivete... que bem imaginas.
Mesmo assim está bem melhor agora. Eu gostaria de fazer esta volta mas a caminhar.
Bom fds.
Abraço.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 26.11.2017 às 19:09

De vez em quando ainda cheira... Embora não se confunda com o odor constante que vem da ETAR do Parque das Nações...

Mas sem dúvida, muito melhor. A caminhar faz-se muito bem, com algumas armadilhas, pelo menos enquanto é mesmo junto ao rio. Depois é fácil... Existe uma outra rota mas que se apanha perto do LouresShopping e que vai ter ao Tojal. Também é muito interessante :-)

Abraço e fico à espera das fotos do José :-)
Imagem de perfil

De José da Xã a 26.11.2017 às 22:04

Fotos? Ai que já não me lembro de que fotos estás a falar...
Sabes qu'isto do SPDV está a atacar-me fortemente.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 26.11.2017 às 22:35

ahahah

As fotos que vai partilhar quando fizer o caminho a pé :-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 26.11.2017 às 19:11

De vez em quando ainda cheira... Embora não se confunda com o odor constante que vem da ETAR do Parque das Nações...

Mas sem dúvida, muito melhor. A caminhar faz-se muito bem, com algumas armadilhas, pelo menos enquanto é mesmo junto ao rio. Depois é fácil... Existe uma outra rota mas que se apanha perto do LouresShopping e que vai ter ao Tojal. Também é muito interessante :-)

Abraço e fico à espera das fotos do José :-)

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB