Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Irão: Entre Pasargarde e Naqsh-e-Rustam...

por Robinson Kanes, em 11.12.19

fars_iran.jpgImagens: Robinson Kanes

 

Ainda andamos por Fars, o Irão é um país imenso e as distâncias são longas... Com o pó de Persepólis ainda a cobrir os nossos rostos, chegamos a Pasargarde. Este é um daqueles locais cujas poucas ruínas existentes não deixam de contar uma história. Sentimo-lo em Persepólis e ainda mais aqui. Um vestígio por muito simples que seja, o solo, o ar e a paisagem colocam uma imagem diante dos nossos olhos e transportam-nos para um passado bem longínquo, bem distante de tudo aquilo que conhecemos hoje.

pasargarde_iran.jpg

Pasargarde, mais uma das capitais do Império Aqueménida, a capital de Ciro II, que viria a morrer em combate e a deixar esta cidade sem o seu grande patrono. Hoje, este local que é Património Mundial da UNESCO -   conserva apenas o túmulo de Ciro, uma construção militar (Tall-e Takht) e vestigíos do palácio real e dos jardins. Uma nota para os vestígios dos jardins, os famosos "chahar bagh" persas e que, aparentemente aqui, encontram o seu testemunho mais antigo.

pasargarde_iran-2.jpg

O túmulo de Ciro é assim a grande atracção e aquela que mais visitantes atrai, sobretudo por ter sobrevivido às invasões de Alexandre, "o Grande" e dos Árabes. Aliás, perante a hipótese do túmulo ser de Ciro, os guardas deste convenceram os árabes (que queriam destruir o mesmo) que ali se encontrava a mãe do Rei Salomão. Aliás, ainda hoje este local é conhecido também por "Qabr-e Madar-e Sulaiman" ou túmulo da mãe do Rei Salomão.

pasargarde_iran-3.jpg

Nas redondezas do complexo, mais um pequeno aglomerado de habitações e de gentes que nos deram a provar o seu café e sobretudo o seu chá. Água aquecida em plena rua, em cima de meia dúzia de paus, e na verdade, não podia ter sabido melhor. Entre pequenas conversas e muitas viagens, através do olhar, pela dinâmica e pelos comportamentos, será mais uma experiência a registar para sempre.

pasrgarde_iran.jpg

Reconfortados e depois de admirarmos as aves de presa e as montanhas ao longe, não nos perguntem porquê, foi o que nos fascinou mais, eis que temos de partir para Naqsh-e-Rustam.

Naqsh-e-Rustam_iran_jp.jpg

Voltamos para perto de Persepólis e admiramos então os túmulos dos reis aqueménidas esculpidos nas rochas e os relevos que nos fazem lembrar a passagem pela Jordânia. Em forma de cruz e com uma altura de 23 metros e 18 metros de largura, este túmulos além de serem um local de culto, são também umas das mais importantes memórias do Irão. O túmulo de Dario I, o único que tem a inscrição do seu "ocupante". Supõe-se, contudo, que lhe tivessem feito companhia nos demais túmulos, Xerxes I, Artaxerxes I e Dário II (Artaxexes II e Artaxerxes III escolheram como última morada, os túmulos de Persepólis).

Naqsh-e-Rustam_iran.jpg

Os baixos-relevos da época sassânida são das coisas mais magnificas que aqui podemos observar e somos, enquanto nos deliciamos com tais obras humanas, levados para o culto zoroastra por causa da torre/relógio do sol. Não irei descrever cada um dos relevos, não falta matéria sobre isso e mais do que tudo, o importante é pensarmos quão rica é esta civilização. Literalmente, em cada pedra, descobrimos um Irão, uma Pérsia repleta de riquezas.

Naqsh-e-Rustam_iran-2.jpg

Partimos, mais uma vez, muito mais ricos... O Irão tem essa capacidade, de cada dia nos enriquecer cada vez mais, com uma riqueza que, de tão valiosa que é, nenhum dinheiro consegue comprar.

Naqsh-e-Rustam..jpg

À data deste artigo, ainda existe alguma tensão em algumas das cidades da actual República Islâmica do Irão e que acredito fique sanada em breve. Os iranianos, os persas, aquele povo não precisa de mais violência, precisa sim, de mostrar o que tem de melhor e se isso acontecer, todo o mundo terá muito a ganhar! Independentemente de algumas práticas menos boas do regime, também as práticas menos boas de muitos países ocidentais não têm sido as melhores no sentido de trazer prosperidade a um território repleto de riquezas e onde se incluem as suas gentes, sem qualquer dúvida!

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 comentários

Imagem de perfil

MJP a 11.12.2019

Olá, R.! :-)

Belas imagens (e bela descrição)! Muito Obrigada pela partilha! :-)

Dia Feliz!

Beijo
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.12.2019

Hi MJ,

Obrigado!

Beijo e uma noite tranquila,
Imagem de perfil

Vorph Valknut a 11.12.2019

As esculturas, mais os túmulos em pedra, são maravilhosos.
Ciro, uma das figuras, maiores, da história do mundo. O único rei estrangeiro louvado no Antigo Testamento. Ciro, o libertador dos judeus, em exilio na Babilónia. Ciro, que destruiu os jardins suspensos de Nabucodonosor. Excelente reportagem.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.12.2019

E ainda hoje idolatrado na Pérsia :-)

Obrigado,
Imagem de perfil

Folhasdeluar a 11.12.2019

Excelente viagem...:)))
Imagem de perfil

Calimero a 11.12.2019

Ola Kanes,

Que bela viagem nos trazes e com imagens magnificas!


Um gosto ca passar sempre!


Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.12.2019

Olá Cali,

Obrigado e fico grato por acompanhares.
Beijo,
Imagem de perfil

Luísa de Sousa a 11.12.2019

Obrigada Robinson por nos trazeres este melhor do Irão!!!
Gostei de saber um pouco mais deste país!!!
Belas imagens!!!


Beijinhos
Feliz Dia!
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.12.2019

Já está a gostar mais :-)
Eu avisei :-)
Beijo,
Imagem de perfil

Alice Alfazema a 11.12.2019

Tu tens jeito para escreveres um romance com História passado no Irão, eu iria gostar de ler. :-)
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 11.12.2019

Isso é para os grandes da escrita...
Muito obrigado pelas palavras, Alice :-)
Imagem de perfil

cheia a 11.12.2019

Muito tenho aprendido, com as suas viagens! Muito obrigado.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 12.12.2019

E eu com os seus escritos :-)

Abraço,
Imagem de perfil

Maria Araújo a 11.12.2019

" Os iranianos, os persas, aquele povo não precisa de mais violência, precisa sim, de mostrar o que tem de melhor e se isso acontecer, todo o mundo terá muito a ganhar!"


Nenhum povo precisa de violência.
O poder de quem está frente de...é que faz a violência.
Nós por cá temos a corrupção e outras formas de violência.

Agora lembrou-me Xerxes, que estudei na História Antiga.
Imagem de perfil

Mamã Gansa a 11.12.2019

Não tinha visto teu comentário, e é engraçado que retemos a mesma passagem.
Imagem de perfil

Maria Araújo a 11.12.2019

Temos a ideia que o povo das "arábias" é rude, terrorista, destruidor.
Pelo que lemos são como todos os outros. Provavelmente,com mais valores.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 12.12.2019

Só os ignorantes têm essa ideia, sobretudo aqueles que recusam sair das suas fronteiras terrestres e mentais :-)
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 12.12.2019

Uns decidem, outros morrem... Embora, ao longo da História, para evoluir foi necessário bater o pé. A violência por cá, é branda, destrói lentamente ;-)
Imagem de perfil

Mamã Gansa a 11.12.2019

"Os iranianos, os persas, aquele povo não precisa de mais violência, precisa sim, de mostrar o que tem de melhor e se isso acontecer, todo o mundo terá muito a ganhar!" Concordo. Gostei muito do que li, mas principalmente do que vi. Grata pela partilha.

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB