Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Do turismo LGBTYZGHJKL...

por Robinson Kanes, em 15.01.20

pensy_crop (1).jpg

Imagem: https://www.projectq.us/atlanta/atlanta_stages_gay_pensacola2014_instagram_takeover?gid=15667

 

Existe uma coisa que me faz alguma confusão e que me custa a entender do ponto de vista pessoal embora reconheça que, se gera lucro, deve ser aproveitado num âmbito mais empresarial. Refiro-me àquela designação de turismo que tem muitas letras e todos os dias vai tendo uma nova, algo como turismo LGBTWSCEFBRTYHGBNUNMKIOLPQAX...

 

De facto, o arco-iris é um mercado apetecível do ponto de vista das vendas, no entanto, aqueles que tanto reinvindicam igualdade não estarão a cair no erro de criar mais desigualdade? A sede de igualdade é cada vez mais uma forma de criar uma espécie de elite e que por sua vez alimenta o ódio de outros.

 

Custa-me perceber porque é que vejo dinheiros públicos a promoverem, por exemplo, um turismo que promove a desigualdade. Ainda preciso que alguém me explique se um hotel para um indivíduo LGBGHJDXVNTEXHMJUDFHGNJTYTEYGTJTEJYRTJYTJT é diferente de um hotel para um homem ou para uma mulher que não se identifica com siglas.

 

Alguém me pode explicar se o facto de ser LGBTVFEWFGWGRWGWGTGTRG obriga a que existam acessos diferentes num museu ou se a comida tem de ser diferente. Eu assumo-me como hetero, e espero não ser perseguido por ser hetero, pois sou e assumo isso sem medo de represálias, mas será que devo começar a não frequentar determinados locais e destinos sob pena de ser perseguido ou até me sentir mal - perante a lei, e como cidadãos, não somos todos iguais? É que nem é só nesta matéria, mas em outras, começo a sentir que o facto de ser um indivíduo que paga impostos, trabalha, é hetero, consegue pagar as contas, não vive de subsídios, não embandeira em arco o facto de ter esta ou aquela doença e procura ter uma vida normal me começa a prejudicar....

 

É óbvio que existem temáticas e atracções diferentes dependendo dos gostos de cada um, mas uma coisa é promover isso comercialmente, outra é utilizar a arma dos direitos e do civismo para promover algo que além de ser, por vezes ridículo, é mais corrosivo do que propriamente agregador.

 

Agora podem chamar-me homofóbico, mas se achar que todos somos iguais é uma espécie de homofobia, pois bem, então que me chamem de tal e já agora não se esqueçam da designação de populista ou fascista, tão comum nos dias de hoje e que encaixa em todos aqueles que fazem perguntas ou dizem não!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


29 comentários

Imagem de perfil

Maria Araújo a 15.01.2020

"Refiro-me àquela designação de turismo que tem muitas letras e todos os dias vai tendo uma nova, algo como turismo LGBTWSCEFBRTYHGBNUNMKIOLPQAX..."

A sério?!
Desconheço esta nova designação.
E sem ser falsa, concordo com o que expôs.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.01.2020

Não existe com tantas letras, mas sim, vai quase dar ao mesmo...
Imagem de perfil

MJP a 15.01.2020

Olá, R.! :)

A falta de bom-senso associada ao "populismo" e aos interesses económicos "produzem", muitas vezes, este tipo de fenómeno (lamentavelmente)...
Defendo que todas as pessoas sejam Livres de expressar as suas diferenças, de frequentar os locais que bem entenderem, sem a "necessidade" de se criarem "nichos (de mercado)", que tendem a ser muito mais "segregacionistas" do que "inclusivos"...

Dia Feliz!

Beijo
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.01.2020

Hi MJ,
Não são só económicos... Os económicos, quando muito, aproveitam a onda...
Os nichos sociais criados à força, nunca têm bom resultado.
Beijo,
Imagem de perfil
As ideologias identitárias, tendo em vista o derrube de muros, fortalecem os antigos, pela criação de outros, novos.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.01.2020

Mudam as caras, pouco mudam os actos e o que está por detrás dos mesmos... Como está essa lesão, melhor?
Sem imagem de perfil

Anónimo a 18.01.2020

Tirei rx ontem. Fractura alinhada, mas manterei tala mais 2 semanas. Dia 26 Gerês. Abraço e obrigado pelo cuidado. Já regressaram, ou ainda vão?

Pedro Vorph
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.01.2020

Bem, ainda vamos... Next stop, Hungria (Budapeste é redutor). Mas tenho de arranjar uns dias para aquele de Foz Côa e Tua, tenho mesmo!
Estás no bom caminho... Gerês, qual zona?
Imagem de perfil

Maria a 15.01.2020

La vou ser controversa, tipico da esquerda. Com a exaltação das minorias só conseguem aumentar as desigualdades, e gerar ódios e medos.
Imagem de perfil

/i. a 15.01.2020

Passamos da segmentação de mercado para os nichos de mercado. E sim, cria desigualdade. Quando algo é exclusivo a... É sempre para exclusão e nunca para a inclusão. Mas nós é que somos fascistas, racistas, preconceituosos... Deixe lá... Ao menos pensamos pela nossa cabeça...



Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.01.2020

Pensar pela nossa cabeça? Isso é um nicho de mercado daqueles em que poucos pegam... ;-)
Imagem de perfil

José da Xã a 16.01.2020

Bravo Robinson,

Masja pensaste nos inimigos que vais arranjar com este texto?
À força de quererem ser diferentes acabam por ser iguais.
Cada deve ter o fireito à sua reserva na vida.
Eu também nao chego a um hotel e comunico que sendo hetero deve ter mais ou menos direitos.
Sinto que há por aí umas bravatas sem muito sentido.
Forte abraço.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.01.2020

Bem, inimigos com outras orientações sexuais tenho dúvidas... A maioria dos que conheço partilham desta visão. Os outros, ao contrário do que dizia Sartre, para mim não são o inferno.
Qualquer dia ser um tipo normal vai passar a ser uma minoria...
Grande Abraço e Obrigado ;-)
Sem imagem de perfil

Figueiredo a 16.01.2020

«...Do turismo LGBTYZGHJKL...»

É simples, basta seguir o rasto do dinheiro e perceberá o porquê de existir uma vertente comercial acentuada nesta área específica, a outra razão prende-se com a prática sexual, ou seja, o tal turismo para mulheres e homens homossexuais está construído de forma a que somente seja frequentado por pessoas com essa preferência sexual para que possam assim ter sexo à vontade, por exemplo em espaços públicos ou privados, sem serem incomodadas(os) pelas normas da boa educação ou as leis inerentes à vivência em sociedade a que qualquer cidadão(ã) está sujeito.

«...então que me chamem de tal e já agora não se esqueçam da designação de populista ou fascista...»

Populismo é precisamente o que essa indústria, governos/partidos políticos, e movimentos «lgbt» que não defendem nem nunca defenderam os interesses das mulheres e homens homossexuais, fazem, ao criar guetos para essas pessoas que se identificam com outras vertentes da sexualidade.

Quanto ao fascista, na verdade foi o nacional-socialismo e o fascismo que mais incentivaram a filosofia e prática homossexual dentro dos seus movimentos políticos e sociedades:

- Transformismo no Terceiro Reich
https://www.publico.pt/2018/12/09/fotogaleria/transformismo-terceiro-reich-391623

- The Strange, Strange Story of the Gay Fascists
https://www.huffpost.com/entry/the-strange-strange-story_b_136697?guccounter=1&guce_referrer=aHR0cHM6Ly9ndWNlLmh1ZmZwb3N0LmNvbS8&guce_referrer_sig=AQAAAG_TMR-wB2GaOajpjZk0Ur0g-gcpO7wHMN21l1Uc1gTN4zAIPzTpfW8DygiScnRgF9h3rDKdNYKbmWz3DSUHhQhbruEAOjmzPDm-nwwlnO76v6IpeA3ldbZxuJQvMhuf-MPtPLwoKKcLHRyepMcCW6LcC71avQxsshu8NveX0pls

- Fascismo e homossexualidade no imaginário da esquerda
https://pt.wikipedia.org/wiki/Socialismo_e_direitos_LGBT#Fascismo_e_homossexualidade_no_imagin.C3.A1rio_da_esquerda

E para terminar:

«...destruam o homossexualismo e o fascismo desaparecerá...» - Máximo Górki

«...Parece-me que esta superabundância de teorias sobre sexo brota do desejo de justificar a própria vida sexual anormal ou excessiva do indivíduo ante a moralidade burguesa e reivindicar tolerância para consigo… Não importa quão rebeldes e revolucionárias aparentam ser; essas teorias, em última análise, são completamente burguesas… Não há lugar para elas no partido, na consciência de classe e na luta proletária...» - Lenine

«...Na verdade, embora em parte desvalorizada pelos historiadores, existe grande quantidade de provas que confirmam que a construção do homem fascista como efeminado ou homossexual circulou sem interrupção na cultura ocidental desde a década de 1930...» - Mark Meyers


Karl Marx sobre o homossexualismo:

«...obscenidades transformadas em teoria...»

F. Engels sobre o homossexualismo:

«...moralmente deteriorado...», «...abominável...», «...repugnante...» e «...degradante...»




Imagem de perfil

Robinson Kanes a 18.01.2020

Bem, Figueiredo... As fontes estão aí. E é estranho (concorde-se ou não) como por vezes são tão paradoxais.
Obrigado pela partilha.
Sem imagem de perfil

Figueiredo a 18.01.2020

Não se trata de concordar ou não, mas simplesmente fazer aquilo que deve ser feito quando se pesquisa e estuda sobre História, Filosofia, Política, ou Sociologia, e que passa pela análise profunda de documentos oficiais e literatura disponível sobre os temas de forma imparcial, racional, e lógica, de maneira a que se chegue a uma conclusão/resultado devidamente concreto e justificado.

Com isto, não estou aqui a fazer propaganda política em prol de a, b, ou c, mas simplesmente a divulgar História, para que seja possível puxar pelo raciocínio dos leitores(as); sabe que o Mundo e a História da Humanidade não é como se ensina nas escolas, universidades, ou através dos média...

Aproveito e deixo-lhe aqui mais uma indicação, e caso tenha disponibilidade de tempo, pesquise sobre o envolvimento de grupos/organizações/associações «lgbt» com os partidos e movimentos políticos nacional-socialistas e fascistas ucranianos que chegaram ao poder na Ucrânia após o golpe de estado neoliberal apoiado pela união europeia (ue) e o regime da Inglaterra, através do suporte financeiro e militar dos Estados Unidos da América do Norte.

P.S.: Aviso desde já que vai dar trabalho, ainda para mais com a constante censura efectuada pelo motor de busca «google».
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 22.01.2020

Dá trabalho mas temos de ouvir todas as partes. Ir mais além também significa abordar campos que nos deixam desconfiados. É desse balanço que aprendemos alguma coisa... Desde que não seja nada "new age" que vive da moda, vale tudo.

Obrigado ;-)
Sem imagem de perfil

ricardo a 16.01.2020

parabens, grande post
Imagem de perfil

Mia a 19.01.2020

Um dia destes li um titulo e lá pelo meio, e foi o que chamou a minha atenção, dizia: comunidade LGBT negra. E eu fiquei cá a pensar que aquilo não tinha lógica nenhuma.
Para quando o fim dos títulos, talvez nunca. Porque não interessa.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 19.01.2020

Comunidade LGBT já é qualquer coisa, negra então... Qualquer dia temos a comunidade LGBT Caucasóide da Quinta da Piedade.
Imagem de perfil

O ultimo fecha a porta a 19.01.2020

Não sei da campanha que falas, nem dessas letras extra ao LGBT.
Indo pela tua exposição, é mais uma forma de fazer turismo. Geralmente, o público alvo são pessoas com capacidade económica, daí ser comercialmente atrativo.
Imagem de perfil

Robinson Kanes a 22.01.2020

As letras extra são ironia...
Bem, então não critiquemos os hotéis que não aceitam crianças, é só uma forma de turismo. :-)))

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Instagram



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sardinhas em Lata

Todas as Terças, aqui! https://sardinhasemlata.blogs.sapo.pt/

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Mensagens







Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB