Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




rio_de_janeiro.jpg

Imagens: Robinson Kanes

 

Tu tendes a mover-te no contínuo, como lhe chamam os físicos, enquanto eu sou extremamente sensível à descontinuidade vertiginosa da existência.

Julio Cortazár, in "O Jogo do Mundo"

 

Normalmente, este tipo de artigos sai à sexta-feira, mas o Robinson gosta de espalhar as cartas e... Estou a falar de mim na terceira pessoa, não estou? É parolo! Gosto de espalhar as cartas e fazer disto uma espécie de mikado. E na verdade, durante a semana também se vive, aliás, não consigo (salvo picos de trabalho) conceber uma semana onde é casa-trabalho-casa.

 

Comecemos pela música... Não sou o maior adepto de música brasileira, não gosto! No entanto, bem lá nos clássicos encontra-se alguém que até no seu próprio país tende a ser esquecido. Falo de Heitor Villa-Lobos. No Brasil, também houve/há quem faça boa música sem serem sempre os mesmos do costume que também nos são impingidos como se não houvesse amanhã! E nessa homenagem, nada como se escutar um pouco de Villa-Lobos, pelo que deixo a "Suite Popular Brasileira", é uma coisa de génio! É alegre, é tropical, é qualquer coisa num misto de múltiplas sensações e viagens.

E já que estamos na América do Sul, porque não entrar por Julio Cortazár, o argentino que nos queima os neurónios, que nos faz pensar na vida e na morte e que, tenho cá para mim, que até influenciou o nosso Vergílio Ferreira. Como livro marcante, deixo "Rayuela" ou o "Jogo do Mundo" como é conhecido em Portugal. Admito que me marcou, mais do que a relação com "Maga", a relação de "Oliveira" com "Traveler".

 

Ao acreditar que a acção podia preencher, ou que o somatório das acções podia realmente equivaler a uma vida digna desse nome era uma ilusão de moralista. Valia mais renunciar , porque a renúncia à acção era o próprio protesto e não a sua máscara.

Julio Cortazár, in "O Jogo do Mundo"

 

julio_cortazar_livros.jpg

Convém também não deixar para a última a representação de "Carmina Burana" pelos "Fura dels Baus", é uma encenação de génio e com a marca a que estes já nos habituaram. Mais aqui, no site dos " La Fura".

 

Finalmente, e já que estamos numa onda latina e também já falámos na Argentina, nada como ver o "Óscar de Melhor Filme Estrangeiro" de 2010: "El Secreto de sus Ojos". É um daqueles filmes altamente surpreendentes e que filme, "che".

Boa semana...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor



Instagram



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sardinhas em Lata

Todas as Terças, aqui! https://sardinhasemlata.blogs.sapo.pt/

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


subscrever feeds




Mensagens







Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB