Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Negra História Repete-se...

por Robinson Kanes, em 22.07.19

black11.jpg

Créditos: https://www.drodd.com/html7/black.html

 

Poderei tornar-me repetitivo, até porque, por aqui, não faltam artigos sobre incêndios, sobre terrorismo (para mim, incêndios com mão criminosa são terrorismo), sobre canalhice, desplante e o "populista selfizismo" da desgraça.

 

Depois do ano de Pedrogão e de todo o interior, onde Pedrogão até serviu para ocultar o que se veio a passar em Outubro do mesmo ano numa das mais vergonhosas trapaças da política e dos media em toda a Democracia portuguesa, a história vem-se repetindo...

 

Enquanto de férias, a classe política e todos os portugueses ignoraram Monchique, voltaram a ignorar Monchique e este ano voltarão a ignorar o que já se está a passar no interior do país! Não faltam fogos com causas naturais, sem dúvida, mas a falta de estratégia em termos de ordenamento do território continua a ser gritante e ninguém aprendeu nada até hoje! A corrupção, tema tão falado aqui e que para muitos em Portugal (pelo menos assim vociferam em rádios, jornais e televisões) até é uma coisa boa tem também aqui o seu papel! O Governo central que governa para a imagem e para as sondagens anuncia tudo e nada, aliás, enquanto o país arde, um Primeiro-Ministro e muitos ministros estão ao mesmo tempo em campanha eleitoral, preenchendo um palco carregado de grandes leds ao estilo web summit.

 

Com um país novamente a arder, a notícia que salta para a capa é a hipotética maioria absoluta de um partido, isso sim é importante - faz-me recordar um país a arder num certo Junho que acabou com uma estrada cheia de corpos carbonizados mas cuja prioridade do Primeiro-Ministro foi lançar um estudo para aferir da sua popularidade! A prioridade foram também as fotografias (humilhantes para as vítimas) de um Presidente da República abraçado a indivíduos em lágrimas como se fosse o pater familia da nação - o aconchego daqueles que se colocam em frente às câmeras fotográficas, os outros interessam pouco... 

 

Com um país novamente a arder, volta a sobressair a incompetência autárquica em toda a sua plenitude e uma esquerda completamente calada, um partido comunista obsoleto e um bloco de esquerda com chama fascista que vivem no absurdo silêncio como se tudo isto fosse normal! Talvez despertem com as sondagens, porque o poder pode estar por um fio... Temos um PAN que parece sim o partido do Peter Pan, que de natureza tem pouco e vive o sonho de criança que é ser um partido cool. Temos os Verdes, braço não armado do PCP que serve para colocar mais uns deputados na Assembleia da República mas que de verdes têm muito pouco, ou nada! Temos associações de natureza e ambientais, sempre com os mesmos, que expulsos de uma de outra se vão renovando com a criação de mais associações. Um meio para que muitos profissionais encostados e professores universitários alcancem as tipícas ambições de provincianos num país apático.

 

Podemos chamar a tudo isto populismo! Mas se populismo é ficar completamente de rastos com um país que todos os anos arde, que era verde e agora é negro (e até as pessoas assim estão a ficar, negras, sem um sorriso), pois bem, sou populista! Se ser populista é ignorar todos as perdas humanas dos incêndios, todo o esforço dos operacionais, todas as perdas irrecuperáveis em termos de flora e fauna, pois bem, sou populista! Se ser populista é querer respirar e não conseguir porque o ar está irrespirável e tóxico, pois bem, sou populista! Se ser populista é não embarcar na miragem de investir na imagem de um país para estrangeiro ver, de cidades grandes para estrangeiros "gold" viverem, pois bem, sou populista... Se ser populista é colocar acções concretas à frente de demagogias e selfies, pois bem, sou populista! 

 

Mas o importante, o importante agora é não estragar as férias aos portugueses que já andam a pensar na greve dos camionistas e de como isso lhes pode afectar a ida à praia em Agosto! Isso é importante, mesmo que vivam num país negro, carregado de assimetrias, mas que lá fora vive de ocultar informação passando a imagem de um paraíso que não é! E como em tempos escrevi, caramba, nunca mais morrem pessoas nos incêndios destes dias, para alguém se mexer...

 

Algumas leituras:

O Fogo do Inferno e as Chamas da Irresponsabilidade e da Vergonha!

Pensamentos da Malta do Bairro Sobre Exames, Incêndios, Corrupção e Cegueira Colectiva

Sr. Presidente, Não Somos Nada Bons!

Caramba, Nunca Mais Morrem Pessoas nos Incêndios Destes Dias!

O Fogo que Nos Continua a Queimar!

O Fogo que Fala...

Um Elogio ao Dr. Vasco e à D. Lídia

Fogos: Os Erros Repetem-se e os Responsáveis Sobrevivem à Fogueira!

Portugal em Guerra!

Incêndios: Espanha nas Ruas, Portugal no Sofá.

Eu Tenho um Incendiário na Família!

Paisagens de Carvão 2017

São Perguntas, Senhores, São Perguntas...

Paisagens de 2017 - Os Sobreviventes.

Bater no(s) Fundo(s)...

São Perguntas, Senhores, São Perguntas... Ainda Todas Sem Resposta!

Balde de Helicóptero com Água Fria...

Autoria e outros dados (tags, etc)


31 comentários

Imagem de perfil

De Folhasdeluar a 22.07.2019 às 12:35

Olá Robinson...faço desde já a catarse, considero-me de esquerda,mas, sem partido. O que vou dizer não tem por objectivo defender o governo, tem mais a ver com uma forma objectiva de "ver" os fogos. Começo por considerar um pecado capital, a falta de vigilância das matas. Mas se até o "coitado" do Chefe do Estado Maior das Forças Armadas, diz que não tem homens???? Parece que 26 mil soldados não chegam para as missões, como por exemplo, patrulhar, em massa, as matas??? Devemos estar a travar alguma guerra que desconheço. O que não há falta é de generais e almirantes, disso temos e com fartura. Bem, voltando à vaca fria,perdão...quente, os fogos. É impossível acabar com os fogos, quando ainda por cima são de origem criminosa. E é impossível, quando as matas estão cheias de material combustível, material esse que era aproveitado para no inverno aquecer as casas. Por exemplo, conheço uma aldeia onde havia mais de 2 mil cabras. Cabras essas que comiam todo o mato das serras que circundam a aldeia. Hoje não há uma cabra. O despovoamento é isto, as mata ficam ao Deus dará. Por outro lado com o vento e o calor que se fazia sentir,era impossível apagar aquele fogo. É que os incendiários sabem bem quando o devem atear. Parece-me que o combate aos fogos, passa, entre outros vectores, por uma fiscalização em massa das matas. Porque se não é possível acabar com os fogos, talvez seja possível combatê-los enquanto estão em fase inicial. O que não podemos é fazer aproveitamentos políticos. Eu se fosse um governo de direita que estivesse no poder, dizia precisamente o que estou a dizer. Espero que não fique ofendido, não se trata de uma "guerra" entre o pensamento da esquerda versus o da direita. Trata-se, acho eu, de uma questão de com inteligência, pôr todos os recursos disponíveis a patrulhar as matas. Dia e noite. E é aí, parece-me que o governo, anda mal.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 12:48

Olá,

Não me considero nem de esquerda nem de direita, aliás, em pleno século XXI ainda me faz impressão esta divisão ideológica - afinal, politicamente, ainda andamos em quatro patas.

As FA não têm homens que deixem as secretárias... Disso não tenho dúvidas, tirando as forças especiais e mais uma "meia-dúzia" poucos sujam o camuflado. Para alguns, é trabalho certo das 09 às 17 e outros nem isso que até dá para andarem a gerir negócios na vida civil em horário de expediente.


Patrulhamento mais forte, sem dúvida, mais vigilância e acima de tudo activação dos meios de primeira intervenção mais célere... Em alguns casos, não todos, o meio-aéreo continua no solo à espera que o fogo avance quando deveria ser o contrário...

Nunca se vão acabar os fogos e cada vez o risco é maior...No entanto, a impunidade reina e temos o país como está. O cidadão não vê nada mais que o "choradinho" e tem de querer ver as acções no terreno! Já nem vou falar do SIRESP em 2017 e da recente aquisição do mesmo... É simplesmente vergonhoso.

Despovoamente, aí está... Embora é o povoamente que também provoca bastantes incêndios, nomeadamente as queimadas feitas por irresponsáveis. Mas sim, povoamento é uma das questões, mas diga-me - quem é que quer tomar conta de cabras? Existem concelhos no interior que se quiser montar um negócio tem de "lamber as botas" ao funcionário da Câmara, fazer com que o vereador goste de si, entrar com dinheiro numa qualquer associação (ou ser alguém conhecido) e por aí adiante para poder avançar... Com isto, não terá povoamento.

Mais uma vez, não é o facto de ser direita ou esquerda, as minhas palavras também seriam as mesmas, aliás, ainda há direita neste país? :-)

E finalmente... A comunicação e articulação entre actores é fundamental, mas somos um país de minifúndio, quer nas nossas acções, no nosso interesse e na nossa mentalidade...

Imagem de perfil

De Folhasdeluar a 22.07.2019 às 13:40

No que diz respeito ao "lamber as botas", parece-me que não houve até hoje vontade ou discernimento para acabar com essa situação. Bastava que todos o pedidos de licenciamento estivessem online, para os interessados pudessem verificar o andamento dos processos. E ao mesmo tempo verem se estão a ficar para trás, propositadamente, em detrimento de outros. Se todos os processos tivessem um prazo obrigatório de deferimento e se isso pudesse ser consultado sem necessidade de "falar" com o tal funcionariozinho burocrata, talvez se acabassem os pequenos poderes dentro da máquina administrativa.

Quanto à direita e esquerda. A minha opinião é de que faz todo o sentido haver duas formas moderadas, ou mais, de encarar o sistema político e a sociedade. Parece-me que é porque hoje existe essa falta de visão da política e da sociedade, tudo nos parece igual,que as extremas
xenófobas e de esquerda, estão a ganhar votos.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 13:58

Eu e alguns próximos, já tentamos investir no interior - mesmo quando nos diziam que era de loucos. Inicialmente a burocracia, até porque nunca quisemos quadros comunitários de apoio. Mas mesmo assim... Seguiram-se as reuniões com este e com aquele que nunca davam em nada. Em muitos casos nem sequer viram o projecto. Fomos orgulhosos? O investimento poderia ter sido em terras cuja manipulação das marionetas seria fácil, claro que sim... Mas optámos por dar tudo, inclusive de lutar contra quem não nos queria por lá - ficávamos sempre com a sensação de que tinhamos de agradar a alguém, ou a associação, ou ao vereador, ou à misericórdia... E por aí adiante... Fomos orgulhosos, assumo, mas não quisemos perder mais tempo e optámos pelo lado egoísta... Ficámos com o dinheiro! ;-)

(e olhe que muita gente nos disse como podíamos comprar terrenos, casas, restaurar espaços e tantas outras coisas de forma pouco clara... Bastava apanhar a boleia...).

As extremas ganham votos porque aproveitam a fragilidade da Democracia... Portugal só não está com os níveis de França e Itália (por exemplo) porque é um país que gosta do paternalismo e onde as dificuldades são poucas - ninguém morre à fome, hà sempre uma mãozinha da família, do Estado ou daquele amigo que nos safa com um trabalho. Um dia, não será assim. Essa tem sido a nossa sorte, o excesso de apoio e o corporativismo bem enraizado, além da extrema dificuldade em deixar entrar na praça pública quem não tem voz.
Imagem de perfil

De Folhasdeluar a 22.07.2019 às 14:35

É o "endemismo" deixado pela Inquisição...esta está onde as novas ideias morrem...:))) segundo Antero de Quental...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 15:22

Leia-se "já tentámos". Ignore alguns erros que possam ter surgido, mas em modo "mobile" :-)

Recuso-me a ser um "cristão novo" :-)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 22:23

Leia-se "há"... No laptop já apanhei outro :-)
Imagem de perfil

De MJP a 22.07.2019 às 15:26

Olá, R.! :-)

Olha... depois de ler o teu excelente texto... descobri que sou "populista"!!!

Beijo
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 15:30

Hi MJ,

Somos todos um pouco... Além de que o conceito de "populismo" é vasto e tem sido usado mais recentemente com base pejorativa. Engraçado é que os muitos que utilizam o conceito dessa forma, esquecem que, por exemplo, foram os populistas que defenderam causas iguais às destes, por exemplo, nos EUA do século XIX.
Imagem de perfil

De MJP a 22.07.2019 às 15:36

Olá, R.!

Sim... concordo contigo...
(estava a tentar "brincar" com o assunto...)

Este tema é muito "sensível" para mim... já tive a infelicidade de vivenciar esta dura realidade bem de perto (várias vezes)... e nunca vou esquecer o que vi e senti (ainda me vêm as lágrimas aos olhos quando recordo essas situações!)...

Beijo
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 16:56

Hi MJ,

Eu percebi...

Não é fácil... Não é fácil...

Beijo
Sem imagem de perfil

De Rão Arques a 22.07.2019 às 15:59

A anedota trágica ainda é ministro ?
Metam-no à frente do arquiteto
Henrique Santos Pereira
e do Comandante dos Bombeiros de Algés,
mas que leve o tutor Costa pela mão Marcelo numa sala à parte fica a ouvir
para se deixar de fitas.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 17:08

Demissões não levam a nada... Demitem-se, desaparecem e reaparecem em bons cargos... :-)
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 22.07.2019 às 16:06

Olá Robinson,
Gostei muito do teu post!!!
Concordo com tudo, ainda não aprendemos com o passado recente!
Ainda tenho bem presente o quanto sofremos aqui na Madeira com este problema dos incêndios!
Parece que continuamos "às voltas" sem soluções!!
Boa semana!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 17:10

Olá Luísa,

Vocês passaram um mau bocado... E permita a autoflagelação, mas nem me lembrei da Madeira :-(((( (a prova de que não prestamos atenção às coisas)

Obrigado pela visita e por nos recordar essa tragédia...

Boa semana
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 22.07.2019 às 19:43

Seja populista, sim, e que venham muitos mais que possam acabar com esta corja de corruptos, sejam eles do poder, sejam os chicos-espertos que usam e abusam do lugar que ocupa para meter ao bolso mais uns euros.
Se gostei do post, adorei os comentários entre si e a Folhas de Luar.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 22:24

O "Folhas" é uma caixa de surpresas e alguém que gosta muito do interior... Apaixonado, mesmo!
Imagem de perfil

De HD a 22.07.2019 às 20:37

A natureza do PAN não é aquela que mais precisa deles... :-(
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 22:25

O PAN, o tal que, como BE e PCP votou ao lado dos anti-europeistas como Farage... Enfim...

(Votação para Presidente da Comissão Europeia).
Imagem de perfil

De cheia a 22.07.2019 às 23:01

O ditado é velho: " Portugal é Lisboa, o resto é paisagem", como a paisagem não vota, pode muito bem acabar. Nas cidades há muito para fazer e desfazer, para o dinheiro derreter.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 23:56

Tenho que lhe dar razão... Até um dia em que o fogo entre pela cidade...
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 22.07.2019 às 23:40

Hoje tb falo sobre o assunto e tb fiz, por acaso, links para anos anteriores. todos os anos a mesma história, mas nada muda. PorquÊ?
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.07.2019 às 23:56

Acho que sabes a resposta...
Imagem de perfil

De P. P. a 23.07.2019 às 12:05

Oh, não faço parte das leituras! Buahhhh

Paralelamente a tudo o que disseste, até os jornalistas e estações/jornais para que trabalham enriquecem. Os incêndios assemelham-se às touradas: espetáculos degradantes, apreciados por muitos.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.07.2019 às 12:12

Chuta algumas e eu edito... :-)

Por acaso ainda não tinha pensado segundo esse ponto de vista... :-)
Imagem de perfil

De P. P. a 23.07.2019 às 12:29

Tenho tantas. Inclusive a de ontem.
Afinal, vivi esta realidade de perto.
Mas eu entendo, referires logo remete a penalizações por parte da equipa...

Abraço
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.07.2019 às 13:01

Nesse campo, estás mesmo a falar com a pessoa errada :-))))))

Fui egoísta e pensei nos meus artigos, diz antes assim ;-)

Aguardo...

Abraço ;-)
Imagem de perfil

De P. P. a 23.07.2019 às 13:09

Não.
Escrevi numa de brincadeira. Tinha a ideia de que "Tenho um incendiário na família" era de outra pessoa. Nem reparei que, sugeriste, e bem, leituras dentro do teu blogue.

No entanto, não deixo de frisar o tal "campo". Assim, não prejudico ninguém!
Abraço
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.07.2019 às 13:23

:-)

Ok, na boa :-)

Abraço
Imagem de perfil

De Rita a 25.07.2019 às 16:22

Chega esta altura do ano e é sempre a mesma história, invariavelmente...

A quantidade de textos que já fizeste sobre o assunto até assusta (não pela falta de qualidade, mas precisamente porque reforça a gravidade do problema).
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 25.07.2019 às 17:10

Acho que qualquer dia não escreverei mais... E todos sabemos porquê! :-(

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB