Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Floresta: Portugal e a Costa Rica.

por Robinson Kanes, em 10.10.19

photo-1534366254013-c4f3d48960e8.jpeg

Imagem: Lisa Kessler

 

A Costa Rica é conhecida pela sua flora, nomeadamente as suas florestas tropicais, pela fauna e claro, pelas bananas. No entanto, a sede de lucro e total inexistência de fiscalização devastou grande parte das florestas do país até tempos recentes.

 

Em Portugal, que também se pode orgulhar da pouca floresta que lhe resta e também das bananas da Madeira, o cenário não foi diferente - se por um lado a destruição da floresta se dá para o crescimento do eucalipto e do imobiliário (e muito pouco de fala do imobiliário), por outro, foi mais longe que a Costa Rica e especializou-se na indústria do fogo - na reactiva e não na preventiva.

 

No entanto, o que a Costa Rica nos pode ensinar é o facto de ter encontrado na floresta uma fonte de rendimento, não só em termos ambientais mas também de ecoturismo - o turismo em Portugal continua a ser pensado em massa e para o retorno fácil e rápido, normalmente por parte dos suspeitos do costume - aumentar alojamento, promover os monumentos do costume e encher cidades como Lisboa e Porto, sem esquecer as regiões da Madeira e do Algarve, gentrificação a todo o custo e despreocupação com os exemplso que cidades como Barcelona nos dão. Enquanto isto, os incêndios vão destruindo e desertificando o país sem que alguém se preocupe com isso, até em termos turísticos. Continuamos a não rentabilizar os nossos Parques Naturais e basta atravessarmos a fronteira para aferir das diferenças, quer em termos de controlo e preservação quer em termos de geração de revenue para o próprio Estado e para as populações.

 

Na Costa Rica, por exemplo, foi criada uma Comissão Nacional da Floresta, não só para controlar e reduzir a emissão de licenciamentos que poderiam ser nocivos para a mesma como também para a salvaguarda e "policiamento". Esta comissão geriu também a gestão de um fundo financiado por taxas ambientais que têm em vista a preservação do ambiente, taxas essas que não são desviadas para outras áreas mas sim para a redução da probeza e conservação da natureza em áreas rurais e florestais. A Costa Rica encarou a floresta como um meio de dinamizar o ecoturismo, conservar a fauna e flora, reduzir o CO2, permitir a retenção de água e até utilizar a mesma para o desenvolvimento de fármacos e medicinas naturais, portanto, uma verdadeira indústria com estratégia a longo prazo.


Para se ter uma clara ideia, o fundo ajudou à criação de sensivelmente 18 000 postos de trabalho directos e 30 000 indirectos! Todavia, o grande resultado parece também ser a forma como estas medidas tiveram impacte no aumento do Produto Interno Bruto (PIB) sobretudo devido à actividade turística nestas áreas. O turismo é um dos pesos pesados no PIB da Costa Rica e isso deve-se às políticas entretanto aplicadas.

 

Em Portugal e em tantos outros países, bem podemos aprender com o exemplo da Costa Rica que, não sendo perfeito, nos pode dar uma clara ideia de como podemos voltar a ter um Portugal verde e que tem na floresta uma das suas mais-valias, não só em termos industriais mas também em termos turísticos. Contudo, isso implica apostar em estratégias, envolver outros actores e acima de tudo apostar na preservação e na prevenção - será que estamos dispostos a depenar a indústria reactiva dos incêndios em prol de uma indústria proactiva e geradora de benefícios ambientais, sociais e económicos e onde cada euro aplicado gera retorno ao invés dos euros que são queimados com o combate?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



subscrever feeds



Mensagens

Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB