Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




11dok695.jpg

 Fonte da Imagem: http://www.goethe.de/resources/files/jpg451/11dok695.jpg 

 

"Uma história complexa, comovente e verdadeiramente profissional que tem de ser dividida em capítulos". Montargil Telegraph

 

"Trata-se de um romance sobre o amor, o emprego e a sociedade actual, uma verdadeira viagem ao mundo moderno". New Oeiras Times

 

"A Entrevista de Emprego, Apoios e os Pretos de Angola é uma história digna de ser apresentada no Teatro Romano". in Pensamentos, Marco Aurélio

 

Já vos disse que detesto cunhas e, à semelhança do António Esteves (jornalista da RTP), desprezo quem as pede, quem as dá e quem promove os indivíduos que delas usufruem. Tal postura tem as suas consequências: quando estou bem não tenho propriamente muitos amigos e quando estou mal não os tenho mesmo. Além de que, se quero emprego tenho de o procurar e sujeitar-me às condições que existem no mercado. 

 

Ora... Para quem pensa assim é comum que tenha um historial de entrevistas bem vasto. Recordo-me da última entrevista a que fui e, quando pensamos que já vimos tudo...

 

Sou contactado durante uma tarde soalheira, o telemóvel toca (posso dizer telemóvel? Smartphone, talvez?), do outro lado uma senhora - vou-lhe dar o nome fictício de Cidalina - com uma tremenda voz de bagaço, pergunta-me:

 

-É o Robinson? ("Boa tarde, é o Robinson?", acho que teria ficado melhor).

 

Após ter confirmado quem era, a Cidalina diz que quer conversar comigo no dia seguinte porque gostou do meu currículo. Estaria tudo bem, até eu perguntar:

 

-E a entrevista é para? Está a ligar-me de? Para a posição de?

 

A atrapalhação da mesma foi evidente, mas acabei por ficar esclarecido que era uma dessas empresas de recrutamento com nome no mercado. Despedimo-nos com a promessa de que receberia um email entretanto.

 

Entretanto... Entretanto...

 

Deixei passar para o dia seguinte. Revi o anúncio e a candidatura, aferi quem era a senhora (uma assistente administrativa com o título pomposo de Project Manager - mais uma posição altamente especializada que se tornou banal). Aferi também que já era um anúncio com 3 meses. Às primeiras horas desse mesmo dia contactei novamente a senhora com voz de bagaço para verificar se estava tudo bem, afinal não recebi o email. Como não fui logo atendido, esperei um pouco, mas entretanto a chamada foi devolvida.

 

É interessante quando nos devolvem a chamada, nós atendemos... E a pessoa do outro lado fica muda e calada...

 

Aos meus comentários a resposta  foi, "mas não recebeu o email? Tem de ver bem, veja a sua caixa de spam". Insisti que não tinha recebido mas que estava tudo alinhado da minha parte. A partir daqui seguiu-se um silêncio... Um silêncio que começou a ser incómodo ao que perguntei se estava tudo bem - cidalina estava à procura do email. Procurei deixar claro que podiamos passar essa fase, mas Cidalina perguntou, com ar de superioridade, "então como é que vem cá ter?".

 

Respondi, com o trabalho de casa feito:

 

-Não é na morada “X” conforme está no vosso website? Também foi por isso que a contactei, para confirmar.

 

-Ah! Então sabe vir cá ter! - Foi a resposta da Cidalina.

 

Despedimo-nos amavelmente e ficámos de ter o nosso date para daí a duas horas.

 

Cerca de 20 minutos depois lá recebi o email da senhora e não vinha como forward, ou seja, com aquele aspecto de quando reencaminhamos um email.

 

Continua...

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Kalila a 25.05.2017 às 14:34

Uma dessas "Cidalinas" marcou-me uma vez uma entrevista para um sábado. Achei estranho mas lá fui, com a condescendência do costume. Ao chegar dei com a empresa fechada e um segurança muito simpático que já tinha mandado embora outras duas pessoas. Esta "Cidalina" não lidava bem com calendários.
Beijinhos, amigo.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 25.05.2017 às 14:49

Aqui ainda só estamos nos "emails"… Ainda…

Essa Cidalina estava a gozar convosco deduzo… Nunca mais soubeste nada?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



subscrever feeds




Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB