Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma Lição dos Tempos de Salazar...

por Robinson Kanes, em 21.12.17

TEATRO-do-VESTIDO-_ed_1_710_300.jpg

 Fonte da imagem:http://teatromunicipal.cm-braganca.pt/frontoffice/pages/98?event_id=372

 

Não vivi os tempos de Salazar, no entanto, ouvi muitas histórias de um lado e de outro e no final... A minha conclusão é que as coisas também não são sempre como se contam. O pós 25 de Abril, que ainda hoje na cabeça de muitos está tão actualizado como nos anos de 1974 ou 1975, levou a que poucos ousassem falar bem de uma outra situação anterior a 1974... É estranho, contudo, essa situação, posto que, muitos dos que nos governam hoje em dia, inclusive o Presidente da República, defendiam o regime ditatorial com unhas e dentes, aliás, até almejavam posições de poder no mesmo. Também é interessante que se implemente uma Democracia mas depois exista tanta dificuldade em aceitar o que de bom possa ter ficado para trás...

 

Assim sendo, se podemos ter um Presidente da República que foi apologista de um regime ditatorial, mas agora governa em Democracia, também posso falar bem de alguns episódios acontecidos aquando desse mesmo regime ditatorial. Conto esta história como me contaram, e vindo de quem veio, não tenho a mínima dúvida de que é verdade...

 

Estávamos em Lisboa, o Presidente de uma Câmara Municipal do distrito de Braga acabava de chegar para uma reunião no Ministério, ou seja, para uma reunião com o intuíto de solicitar mais abertura orçamental para o concelho em questão. Este era acompanhado do filho, um miúdo dos seus 11/12 anos.

 

Ambos ficaram num hotel no Rossio e haviam combinado assistir a uma peça de teatro mais tarde. Assim foi, no entanto, à saída do hotel, o pai procura encontrar um taxi que os levasse ao teatro escolhido ou dá a sugestão de fazerem o caminho pela Avenida da Liberdade a pé.

 

Perante este facto, a criança inocente e estupefacta, perguntou ao pai porque é que não chamavam o motorista e seguiam no carro oficial... A resposta não tardou:

 

- Mas tu achas que o carro com o motorista é para quê? O carro é para nos trazer aqui em trabalho e para nos levar de volta para cima! O motorista não é nosso criado para nos andar a levar ao teatro e ninguém tem de pagar para que andemos aqui a passear. O carro é para uso em trabalho!

 

Ainda hoje, esta história é contada com saudade e para ilustrar que nem os regimes anteriores têm de ser 100% pejados de maus episódios e as democracias nem sempre são sistemas onde tudo corre na perfeição. Ainda hoje esta história é recordada como aquela em que Marcelo Rebelo de Sousa, tentanto acompanhar o pai na tribuna ministerial foi imediatamente "posto a andar" por não fazer parte do Governo da época.

 

Numa altura em que se fala tanto de usos e abusos da res publica, talvez a lição do Dr. Avelino nos faça pensar na história que muitos preferem não contar de modo a legitimar as suas ditaduras democráticas. Talvez aí também estejam importantes contributos de como se governa com e para o povo.

 

P.S: qualquer indivíduo que se diga democrático e tenha alguma capacidade racional, perceberá que não estou a fazer a apologia de uma ditatura.

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Imagem de perfil

De Marta Elle a 21.12.2017 às 09:24

Lol.
Parece-me que o que descreves tem mais a ver com o indivíduo em questão, que parece ser uma pessoa com princípios, e não tanto a ver com o regime em si.
Em todo o caso, em todos os regimes e em todas as nações haverá sempre alguém que faz o que é correto.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.12.2017 às 09:54

É aí que também quero chegar...
Imagem de perfil

De mami a 21.12.2017 às 20:00

não discuto factos que desconheço, não sei das ligações de marcelo ao regime.
falo apenas do que sei e do que partilho enquanto valores. a história que contas mostra ser uma grande lição de vida para o jovem moço...será que levou tal ensinamento para a sua vida adulta? será que independentemente do regime em que viveu enquanto adulto terá honrado os ensinamentos de seu pai?
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.12.2017 às 08:26

Não tenho qualquer dúvida, já conheci esse "jovem" com sessenta e muitos anos, mas pelo que me é contado acerca do mesmo e pelas atitudes que já vi, não tenho a mínima dúvida.
Imagem de perfil

De HD a 21.12.2017 às 20:54

Esse senhor presidente é apologista de tudo o que lhe convém... :-D
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.12.2017 às 08:27

Isso agora :-)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 21.12.2017 às 22:29

Penso que nos dias de hoje quem elogia os regimes ditatoriais é logo olhado de lado, como facista e nacionalista.
Porém, creio que o caso de esse senhor deva ser exceção. A exceção qeueconfirma a regra.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.12.2017 às 08:28

De muito que fui ouvindo e "estudando" não me parece efectivamente que fosse uma excepção...

Não é um elogio aos regimes ditatoriais, eu diria que é uma constatação de factos positivos. Claro que também existem muitos negativos, sem qualquer dúvida.
Imagem de perfil

De cheia a 21.12.2017 às 22:57

Ninguém de bom senso defende uma ditadura!
Basta não se poder falar. Muitos dos que hoje se dizem democratas não passam de ditadores. Mas, hoje, podemos questiona-los, enquanto que no tempo da ditadura não podíamos abrir a boca. Pessoas corruptas sempre existiram e sempre existirão, a diferença é que hoje podemos levá-los, para a prisão!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.12.2017 às 08:28

"a diferença é que hoje podemos levá-los, para a prisão!"

Será? :-)
Imagem de perfil

De P. P. a 22.12.2017 às 01:26

Sendo eu da terra do ditador, onde, por sinal é muito mal amado, a verdade é que já ouvi muitas histórias do género. Dizem "naqueles tempos havia respeito".
Pessoalmente penso que chamam democracia ao que não o é e abusam do conceito.

Abraço
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.12.2017 às 08:29

"Pessoalmente penso que chamam democracia ao que não o é e abusam do conceito."

Está tudo dito...

Abraço
Imagem de perfil

De Corvo a 22.12.2017 às 12:15

"Pessoas corruptas sempre existiram em todos os regimes de governação e a diferença está que hoje podemos questioná-los e levá-los para a prisão" Diz a sua leitora Cheia.
Salazar viveu e morreu pobre. E todos os outros do anterior regime não viveram nem morreram melhor.
Poderia dizer muito mais, mas não me apetece.
Desejo-lhe um Bom e muito feliz Natal.
Um abraço
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.12.2017 às 12:28

Eu indaguei sobre isso mesmo, se "podemos questioná-los e levá-los para a prisão".

Será que podemos?

Entendo, e deduzo o que iria dizer :-)

Um Feliz Natal na companhia daqueles que mais gosta :-)

Um grande abraço,
Imagem de perfil

De Corvo a 22.12.2017 às 13:08

:)
Sabia que ia compreender.
Pode ser que para o ano se volte a este assunto e se indague, e esclareça, o que é o verdadeiro significado do verbo questionar quando se trata de governação neste país.
Até lá, paremos por aqui que o tempo é de amor...muito amor.

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB