Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Portugal: O País da Fartura!

por Robinson Kanes, em 05.09.17

IMG_20170417_125242.jpg

Fonte das Imagens: Própria 

 

A  Terra, disse ele, tem uma pele, e esta pele tem doenças. Uma destas doenças, por exemplo, chama-se homem.

Friedrich Nietzsche, in "Assim Falava Zaratustra"  

 

Este país é um local mágico. O meu pai costumava dizer que não havia melhor país que este, pois bastava percorrer as estradas e as ruas para se encontrar mobiliário para a casa - são os colchões, as cadeiras, os móveis de sala, as camas e um sem número de coisas atiradas para a berma ou largadas no meio da floresta. Quem quiser um animal de estimação facilmente encontra um, sobretudo nos meses de verão.

 

É um país de fartura, onde estudos encomendados dizem que andamos todos muito entusiasmados e confiantes com a nossa situação económica, mas onde a dívida não pára de subir, esperemos que a situação se inverta. No meio de tudo isto, sempre é bom para dinamizar a economia, embora ainda não tenhamos percebido que os anos dourados não voltam, ou voltam, mas daqui a meia dúzia de anos voltam também os anos negros... E cada crise económica, tende a ser pior que a outra... Mas por aqui a comida vai parar ao lixo ou não fôssemos um país onde a alimentação até é barata (infelizmente).

 

Mas a fartura é tanta que até despejamos comida em condições de consumo para o lixo. Digam lá que não somos um país rico? Depois de ter fotografado aquilo que vos é apresentado no topo da página ainda remexi o lixo e encontrei pacotes de leite dentro da data de validade e iogurtes em iguais condições. Somos gente fina que não se limita a colocar o lixo no local próprio (quando coloca) mas ainda dá um bónus às gaivotas e às ratazanas que deambulam pelos aterros. Um dos bolos, que é visível, estava totalmente selado.

 

Um destes dias teremos o Banco Alimentar Contra a Fome a fazer recolhas junto aos caixotes do lixo com os senhores mais adultos em amena cavaqueira enquanto as crianças à civil ou vestidas com a farda dos escoteiros entregam sacos e pedem donativos. Chama-se a isto ser solidário.

 

P.S: o bolo acabou comido pelos corvos, cortesia do Robinson...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


45 comentários

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 05.09.2017 às 10:25

" mas onde a dívida não pára de subir".
Com este novo governo e a ilusão de que Portugal está a recuperar, que está, e porque há muito turismo, estamos na moda e o povo é bom anfitrião, os imóveis vendem-se bem, a banca anda, de novo, a aliciar crédito ao consumo, esqueceram-se que a crise não cessou.
É bonito viver uma vida de aparência.
Em relação à comida que se desperdiça, creio que ela vem de quem menos tem para viver.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 10:37

De facto, não seria possível estar sempre numa situação má, todavia a nossa economia anda sempre a reboque das outras, esperemos é que não venha aí outro abanão.

Costumo dizer, e indo ao encontro das suas observações, que Portugal não é nada parecido com os Estados Unidos, excepto numa coisa: a sede de consumo desenfreado, e mesmo aí os norte-americanos já estão a mudar.

A comida? Vivemos fechados no nosso mundo que não pensamos muito nisso.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 05.09.2017 às 11:00


Vem, com certeza, outro abanão.
E se "entrarmos" numa guerra, o abanão vai ser muito mais forte.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 11:25

Económico virá, continuamos a não saber gerir recursos escassos... Todos nós...

A questão da guerra será uma realidade, honestamente, penso que não para já, mas quando começarmos a sentir a escassez global e as alterações climáticas nas nações desenvolvidas, esperemos que no longo prazo. Para já, acredito que a guerra só poderá acontecer se a Coreia do Norte, aliás, o programa nuclear da mesma for um "flop". Caso contrário, existe um equilíbrio de poderes... É a "vantagem" de ter energia atómica militar... Caso contrário já tinha sido invadida. Depois ainda existe a China, que vai ser o actor principal.
Imagem de perfil

De Sweetener a 05.09.2017 às 11:15

Infelizmente é o que mais se vê por aí... Precisamos de muita educação social para deixar de se fazer coisas que ainda se fazem. Talvez quem o faz, não tem ainda a noção do quanto custa e vale o dinheiro. Dizem que só se aprende, quando se passa por elas...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 11:26

Sem dúvida. Embora também existe o acesso desenfreado de todos a tudo o que provoca uma histeria consumista e consequentemente comportamentos como estes...
Imagem de perfil

De C.S. a 05.09.2017 às 11:19

1.º Ainda não percebi como dizem que estamos melhor.
2.º Se não me engano...o pessoal anda a ganhar o mesmo há 4 ou 5 anos.
3.º Acho que cada vez as coisas estão mais caras.
4.º Não compreendo a cena de atirarem tudo para as bermas...
5.º Como é possível que deitem fora comida embalada e dentro do prazo de validade?!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 11:29

1º Nos números estamos, em termos Macro. No resto, tenho as minhas dúvidas... Ainda é um processo a decorrer.
2ª Mais ou menos isso. Além de que ainda temos o colosso que é a Função Pública que em termos salariais continua a ter um peso muito
grande e a servir de base para a sobrevivência de muitas famílias.
3º A comida em Portugal continua barata, em contraponto com outros países. Mas sim, mais cara para realidades anteriores.
4º Nem eu! Acho que é solidariedade.
5º Boa pergunta, mas para a qual também não tenho resposta.
Imagem de perfil

De Ana B. a 05.09.2017 às 11:39

Seja lá de onde fores e porque é provável que não sejas daqui da zona comprovo que isso é totalmente verdade - isto antes que alguém chegue aqui e diga que não se encontra mesmo tudo o que disseste na berma. Só descer a rua e vejo logo um fogão perto da estrada (isto se ainda ninguém lá o foi tirar). Continuando o percurso da estrada, junto ao monte vemos um dos tais colchões!

Isto é tão real agora como era há dez anos atrás. Mas tenho que expressar a minha especial indignação face à questão dos alimentos desperdiçados e dos animais abandonados. Digam o que disserem os números, um país com gente com este tipo de mentalidade, não anda pra frente. Que toda a gente continue a fechar os olhos a isto.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 14:41

Por aqui ainda vão passando uns "catadores de lixo" que vão levando algumas coisas. Noutros locais, basta lá deixares algo, ao fim de cinco minutos desaparecem. Isto para já não falar nos televisores e nos frigoríficos descascados que ficam com os componentes tóxicos ao ar.

Civismo é algo muito complexo... Evoluímos em muitos campos, até com alguma rapidez, mas neste ainda há muito por fazer.
Sem imagem de perfil

De Luis Costa a 05.09.2017 às 12:02

Pais do vale tudo e de egoistas.
Imagem de perfil

De Tatiana a 05.09.2017 às 12:23

De política percebo pouco, até me atrevo a dizer nada. No entanto, custo a entender o que está para lá da política, porque mesmo que as leis e burocracias sejam tratadas por quem está sentado na assembleia a viver à grande, o povo também tem alguma culpa daquilo em que o país se vai transformando.
Para mim é inconcebível deitar fora coisas em bom estado, seja o que for. Para não falar na comida... Raramente deito comida fora e quando o faço é porque não está mesmo em condições de comer.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 14:43

Dizem que temos os políticos que merecemos :-)

Creio que naquela situação se fez um almoço, festa ou piquenique. Pela utilização de material descartável e pelas coisas que ficaram para trás dá para perceber que o objectivo era regressar a "casa" sem nada... Nem que para isso se deixasse comida embalada para trás.

Obrigado pela visita :-)
Imagem de perfil

De Happy a 05.09.2017 às 13:10

Porque as pessoas não sabem utilizar a cabeça.
Assim que abanam com a recuperação económica, começam logo a sentir-se mais ricos. Apesar de não haver nada a dar-nos esses indicativos. Ganhamos o mesmo ou menos, tendo em conta a inflação, o país continua a comprar dinheiro mês após mês, a dívida aumenta.
Hipotecámos uma geração, a que saiu da universidade há 6 ou 8 anos e que está a trabalhar onde pode, a desperdiçar uma licenciatura ou a ser nem-nem. E daqui a meia duzia de anos, vamos hipotecar mais uma geração.
Uma tristeza.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 14:46

Andaram-se alguns anos a desejar uma melhoria nas condições de vida... E o discurso positivo (que também é muito importante, desde que não demagógico) funcionou como efeito "abertura de jaula".

A falta de cidadania promove o facto de só nos focarmos na nossa carteira, todo o espaço circundante é relativo e nem nos importa muito, não temos noção de que fazemos parte de um todo e que não somos o "Rei Sol" que tentamos ser virtualmente. Isso tem consequências... Parte tudo da educação e aí, dos 8 aos 80 somos todos culpados, infelizmente.
Imagem de perfil

De Ladys a 05.09.2017 às 15:16

Falta de civismo é o que é. Quando quero deitar alguma coisa fora (que não seja lixo doméstico), contacto a camara e vão buscar (se ninguém tirar antes).
Quanto à comida, nem tenho palavras, deitar fora produtos ainda na validade???? Quando olhei para a foto, tive dúvidas se estava a ver bem :(.
Pelos menos os Corvos tiveram um petisco ;). Bjs, Marina
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 15:23

Por norma é isso que acontece. Existem câmaras que também informam os dias da recolha.

Pois... Mais do mesmo, mas não se perdeu tudo e os corvos agradeceram :-)

Beijinhos
Imagem de perfil

De Maria a 05.09.2017 às 17:11

Tunga!! Brilhante Robinson!
Imagem de perfil

De fashion a 05.09.2017 às 18:55

Mas é um país do faz de conta. Excelente post! beijinhos
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.09.2017 às 19:31

Uma santola sem conteúdo :-)

Obrigado e beijinhos...

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB