Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


O Terrorista Comum...

por Robinson Kanes, em 04.04.17

Untitled.png

Bernardino Luini, Salomé Com a Cabeça de S. João Baptista (Museu do Louvre)
Fonte da Imagem: Própria

 

 

Honestos ou patifórios, triunfadores ou vencidos onde é que? Cresceu a erva por cima – que é que quer dizer a moral por baixo da erva? Muito bem. Somente o absoluto existe no absoluto da tua vida. Realiza-a nos limites do teu trajecto visível. Treva e irrealidade o resto e é só. Tu aí, a tua vida é essa para preparares o que te falta. É pouco o que te falta – bem pouco. Prepara o resto por cima da erva, enquanto não estás por baixo que é onde já não há preparação.

 

Vergílio Ferreira, in Para Sempre

 

 

Falamos tanto de terrorismo, de território, de poder e... parecemos esquecer que, muito provavelmente, muitos de nós temos um pouco de terroristas.

 

No nosso dia-a-dia, ou melhor, durante a nossa vida, quantos actos terroristas não cometemos? Se, por exemplo, em São Petersburgo morreram 10 pessoas, quantas pessoas não matamos/destruímos ao longo da nossa vida?

 

Choramos as vítimas e culpamos os terroristas, mas quando prejudicámos aquele colega no trabalho só porque (infantilmente) tememos que o mesmo nos ia roubar o emprego ou a promoção ou... a vassalagem perante a chefia?

 

Quantas vezes destruímos a vida daquele amigo do qual nos fizemos sócios, mas a vontade de ter uma vida acima das possibilidades arruinou a vida de outrem? Quantas vezes, só para manter um emprego, somos capazes de ir contra a nossa ética e valores prejudicando uma equipa que até está a fazer um bom trabalho?

 

Quantas vezes a ganância e o foco no nosso umbigo nos leva a entrar em profundas guerras com amigos e família? E quando abandonamos os nossos pais, já idosos, num lar ou numa instituição e nem lá colocamos os pés? Quantos de nós não somos terroristas quando os nossos pais se afundam em dívidas e trabalho (quando deveriam era descansar) para nos pagar os luxos e a nossa extravagância?

 

Quantas vezes apelamos ao cuidado com os pobrezinhos e logo a seguir nos gabamos de ter gasto rios de dinheiro numa "fantochada" qualquer - típico de mente pequena e com pouco dinheiro, por norma. Quem gasta à séria não demonstra. Em Portugal, por exemplo, é praticamente impossível alguém fazer uma descrição de uma experiência sem exaltar o quanto pagou por...

 

No nosso quotidiano, quantas vezes não cometemos actos terroristas porque queremos ser os primeiros a passar, os primeiros a ter, os primeiros a conseguir, os primeiros - ou melhor - o eu a ter, o eu a conseguir, o eu a passar...

 

Pensava que a morte de Deus tinha tornado o ser-humano mais consciente de que é ele que tem de zelar por si e pelos outros e não uma entidade supraterrena. Contudo, ficamos a acreditar que esse Deus existe e haverá misericórdia no dia em que fecharmos os olhos para sempre. Preferimos essa ilusão à verdade da nossa responsabilidade e à verdade de acabarmos em cinzas ou numa pasta leitosa que mais tarde será pó!

 

Rezemos pelos mortos, porque é a forma caridosa e egoísta de nos lembrarmos que estamos vivos...

Autoria e outros dados (tags, etc)


48 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 04.04.2017 às 16:05

Gostei muito de ler este texto e sem dúvida que constitui não só uma chamada de atenção, mas também a necessidade da reflexão. Todos nós podemos ser terroristas, a verdade é essa e é tão fácil, por vezes é mesmo o caminho mais simples.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 16:12

Obrigado…

Pensei nisso no seguimento de um estado de espírito e numa reflexão em relação a coisas que vou vendo à minha volta…

O terrorismo como o caminho mais simples, ou talvez o mais convencional, ou talvez até… o mais aceite.
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 04.04.2017 às 16:13

E cada evz mais presenciamso atos de terrorismo, sejam mais ou menos envolventes, mais ou menos intensos...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 16:19

Sim…

Realmente vivemos uma época de mudanças profundas, contudo sem termos soluções à vista… isso deveria deixar-nos preocupados.
Imagem de perfil

De Ana a 04.04.2017 às 16:11

Concordo mas acho que felizmente ainda não fiz nada disso. Fico feliz com pouco. Se calhar estou a ser terrorista comigo mesma por não ter grandes ambições.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 16:13

Tocas num conceito interessante: ambição! E lembraste-me uma conversa que tive há uns meses. Obrigado por isso, até porque me deste a ideia para um artigo.

Ambição também é um conceito que tem sido mal utilizado para justificar muitas atrocidades quando no fundo, não é bem assim :-)
Imagem de perfil

De a mãe dos PP's a 04.04.2017 às 17:36

Costumo gostar de ler os teus post. O post de hoje tocou-me particularmente
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 18:24

Obrigado…
Também foi um sentimento que por aqui andou...
Imagem de perfil

De Rita a 04.04.2017 às 18:42

“Preferimos essa ilusão à verdade da nossa responsabilidade”. Mesmo, mesmo! Tão certeiro
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 18:58

Tenho de passar mais logo para absorver isto tudo...
Não estava nada a contar com esta introspeção gratuita!
O terror é o homem que o cultiva, no mais pequeno jardim... ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:03

Agora quem me colocou a pensar foste tu com o pequeno jardim :-)
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 20:28

Tu é que convidaste o Vergílio ;)

Sabes que gosto de saltar do post para a minha adaptação, a minha ferramenta de cultivo :)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:29

E fazes tu bem!

Vergílio é um dos meus "gurus" :-)
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 20:36

Honestamente, apenas conheço algumas passagens deste ilustre senhor :D
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:39

Não é um autor que muita gente goste… e até consigo perceber porquê. :-)
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 20:40

Do pouco que conheço, também percebo... :)
Ninguém gosta de ouvir a crueldade de algumas verdades ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:44

Imagino, além de que os romances são autênticas reflexões, então se leres os diários… :-)

Que não se goste de ouvir até percebo, mas eu quando não gosto de ouvir algo procuro mudar ou perceber o porquê :-)
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 20:46

Mas isso é porque te questionas, te revês e queres perceber inclusive o que não gostas ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:53

Sim, talvez seja isso… caramba, isto está sério.

Estou a escrever um artigo para amanhã, mas penso nem vou publicar nada amanhã, é demasiado peso para dois artigos seguidos.
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 20:56

Sim, ficou demasiado sério. Descontrolei-me ehehehe
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:58

Andas a falhar…:-)
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 21:01

Pois é! :)
Ambos percebemos que por vezes é um balanço adequado: comentários entre post de blogs :)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 21:04

Mesmo, ainda me arrisco a espantar a clientela.
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 21:04

Tens de colocar os meus comentários sujeitos a aprovação prévia hehehe
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 21:08

ahahaha

Aí está uma coisa que nunca pensei.

Acho que as pessoas devem ter liberdade para falar. E também ainda não tive ninguém a tomar posições… digamos radicais. É importante que todos falem, mesmo que venham aí as calúnias, a censura e os ataques planeados. Apesar de escrever para mim, faço-o publicamente, por isso olha… já tenho aqui o colete à prova de bala, pelo sim pelo não...
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 21:10

Concordo contigo, mesmo que tivesse algum tarado a invadir-me um blog :D

E tenho vários anónimos, mas isso será um post para uma altura especial... ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 21:12

Sim, as pessoas são responsáveis pelos seus actos. Claro que há limites, mas...
Imagem de perfil

De HD a 04.04.2017 às 21:18

Mas... isto começa a ser demasiado! ;)
Estou a agendar um post para amanhã, precisamente sobre umas "figuras monstruosas", ou quase, a serem humilhadas em plena rua!
What are the odds??? ;p
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.04.2017 às 08:11

Já anotei na agenda para não perder :-)
Imagem de perfil

De Rita PN a 04.04.2017 às 22:22

Robinson,
" Que não se goste de ouvir até percebo, mas eu quando não gosto de ouvir algo procuro mudar ou perceber o porquê :-)"

No fundo, quando não gostamos de ouvir uma determinada verdade, é porque ela está patente dentro de nós. Por vezes, bem camuflada ou escondida. Mas o certo, é lá estar.
Recordaste do vídeo que te deixei aqui há umas semanas? Do xenofobismo? Onde se revelava que os povos de quem não se gostava faziam parte do nosso ADN? Vai na mesma linha de ideias...
Da mesma forma, quando uma determinada característica em alguém não é do nosso agrado, é sinal que a mesma existe em nós. No fundo, funciona como efeito espelho. É um olhar mais atento ao espelho, que não só o do fugaz reflexo.

Isto são influências do Pirandello no livro Um, Ninguém e Cem Mil.

(Adoro os vossos diálogos Senhores Rob e HD!)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.04.2017 às 09:26

E aí está, o toque que resumiu um estado de espírito :-)

Obrigado! É um gosto ter-te por aqui.
Imagem de perfil

De Rita PN a 05.04.2017 às 12:06

Obrigada eu por tão honrosa hospitalidade!

PS: tu é que me puxas pelas ideias...
Imagem de perfil

De Marta a 04.04.2017 às 20:06

Fantástico! Obrigada por este momento de reflexão!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:11

Obrigado ;-)
Imagem de perfil

De Rita PN a 04.04.2017 às 20:12

Robinson... O descorrer desta tua reflexão é fruto de uma mente carismática, capacitada, auto-critica, visionária, analista, focada no detalhe e aberta, com um toque essencial de introspecção.

Mal comecei a ler as palavras de Virgílio Ferreira pensei: vem aí algo de bom. No final, exclamei: caramba!!!

Hoje não vou expressar mais que isto. Vou apenas absorver cada parágrafo.
Em especial os dois últimos... E exclamar novamente: caramba!!!

Extremamente grata por isto e por nós dares o privilégio de o ler!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:31

Sim, as palavras do Vergílio vai bem muito para além das minhas. Sou um mero apreciador da sua obra, jamais conseguirei rivalizar. Fosse ele vivo e acredito que ainda tinha que lhe pedir desculpa por me ter colocado ao lado de tão nobre figura.

Eu é que agradeço as tuas palavras e espero que a absorção traga novas ideias, novos pensamentos ou sirva simplesmente para colocar junto de outros tantos que também por aí deambulam.

Obrigado!
Imagem de perfil

De Rita PN a 04.04.2017 às 22:12

"jamais conseguirei rivalizar. Fosse ele vivo e acredito que ainda tinha que lhe pedir desculpa por me ter colocado ao lado de tão nobre figura." - Quanta modéstia... Um sábio nunca rivaliza com outro. O conhecimento de um, ao outro acrescenta. E vice-versa. Nenhum sábio o é da mesma forma que outro.

Já fervilhou aqui dentro... como não? Servirá, certamente, não só para me acrescentar, mas também como inquietação e posterior inspiração. (já li e reli quatro vezes... e já dei a ler).

Fantástico! Obrigada, mais uma vez!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.04.2017 às 09:24

Mas eu não sou um sábio :-)

Muito, mas muito obrigado!
Imagem de perfil

De Maria a 04.04.2017 às 20:37

lembramos de forma egoísta que estamos vivos... da mesma forma egoísta com que tantas vezes prejudicamos os vivos, por vezes mais conscientemente do que seria de bom tom admitir...

beijoca Robinson
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.04.2017 às 20:41

"por vezes mais conscientemente do que seria de bom tom admitir…".

E agora aqui trouxeste outro tema que daria muito que falar… obrigado pelo contributo.

Beijo.
Imagem de perfil

De Kikas a 04.04.2017 às 22:03

Nunca tinha pensado nessa perspectiva mas é uma grande realidade....
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 04.04.2017 às 22:42

"Quantas vezes apelamos ao cuidado com os pobrezinhos e logo a seguir nos gabamos de ter gasto rios de dinheiro numa "fantochada" qualquer - típico de mente pequena e com pouco dinheiro, por norma. "

Eu bem digo que os stands de automóveis e os restaurantes de lagostas são muito concorridos ...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.04.2017 às 08:14

ahahahaha

Aí estás tu com a tua bandeira :-)

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB