Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Marcelo e a Direcção dos Ventos...

por Robinson Kanes, em 04.12.17

 

marcelo_rebelo_de_sousa_foto_jose_coelho_lusa5073b

Fonte: http://rr.sapo.pt/noticia/79354/canonizacao_dos_pastorinhos_e_motivo_de_jubilo_para_portugal

 

No Portugal do século XXI os novos heróis não conquistam territórios, não criam empresas, e por arrasto, emprego... No Portugal do século XXI os novos heróis não demonstram trabalho e garra, no entanto, os novos heróis de Portugal dividem-se em duas categorias: aqueles que se movem no silêncio de alguns submundos e dos quais pouco ou nada se fala, importa recordar que, para alguns, a família Montalbano é uma família de heróis... Depois temos os outros, aqueles que se movem em círculos mais mediáticos mesmo que nada tenham feito pelo seu país. Aliás, se em alguns círculos fumar umas drogas ou mostrar comportamentos menos morais e legais é sinal de grande reconhecimento, noutros, naqueles onde se movimenta a maioria dos portugueses é um crime hediondo e um com direito ao selo da ostracização com consequente patrocínio do rendimento mínimo para que ninguém se revolte e procure empowerment.

 

Isto a própósito do facto de ter estado fora de Portugal, e para o bem ou para o mal, ter percebido que morreu um dos mais importante empresários da nossa história. Todavia, fiquei com a sensação de que entretanto também havia morrido algum Primeiro-Ministro ou uma outra qualquer figura que tenha tido um verdadeiro impacte na vida de todos nós... Mas afinal foi um guitarrista que por vontade de alguns também em breve se juntará aos jantares do Panteão.

 

Sempre igual a si próprio, aquele que se diz o presidente de todos os portugueses, com o apoio de toda a classe política, lá veio escolher e mostrar o seu “cata-ventismo”, tratando um guitarrista de uma banda nacional como se fosse um qualquer Vasco da Gama ou até um Pedro Álvares Cabral! Não sei qual era o a relação quando este ainda era vivo, mas são muitos os esquecidos que de repente ficam rodeados de amigos quando morrem... Sobretudo se aparecerem nos jornais.

 

Começamos a ver é que o Presidente de todos os portugueses é mais presidente de uns do que de outros e até se arroga no direito de exaltar indivíduos e organizações (agora lembrei-me da campanha que Marcelo fez a favor do Banco Alimentar – uma organização de cariz privado e que levanta muitas reticências inclusive na área social) com as quais a esmagadora maioria dos portugueses não se revê.

 

Marcelo descobriu que a fama e o “papagaismo” saloio podem ter uma grande arena nas tragédias. São as acções de solidariedade cronometradas com os jornalistas para que o presidente de todos os portugueses surja com uma caixa de laranjas na mão e são também as colagens à morte deste e daquele depois de bem estudada a lição e de se perceber que vai ter efeitos mediáticos. Honestamente, Marcelo é um narcisista carente de atenção e que não perde uma para se mostrar. Honestamente, prefiro também múmias que trabalhem (sem qualquer relação com outro presidente) a indivíduos que falem muito mas mostrem pouco.

 

E, se para o bem cá estamos a celebrar acontecimentos desportivos, desde que sejam do agrado dos portugueses, para o mal, nada como exaltar a morte daqueles que frequentam o seu círculo de amizades enriquecendo assim, o falatório e o show off bacocos enquanto os reais problemas continuam a existir. Enquanto o presidente que transforma a solidariedade numa forte arma para se promover continua, por exemplo, a alimentar os suspeitos do costume. Marcelo confunde solidariedade com dádiva, o que é estranho para quem diz ler muito... Marcelo só não alimenta uma causa que está relacionada com o caso Espírito Santo, sobretudo depois de ter amuado ao não ser convidado para a passagem de ano na ilha da família Espírito Santo em Angra dos Reis, Brasil. Desde então, o sliêncio é sepulcral...

 

"Kim Jong Marcelo", uma espécie de grande lider mas sem grande poder, é tão presidente de todos os portugueses que já escolhe quem são as referências da nação, as madrinhas, os padrinhos, os inspiradores rockeiros, mas não toca em temas sensíveis como a reforma da administração pública ou num dos maiores atentados à democracia que são os “jobs for the boys”. Enquanto prepara a consoada debaixo de câmeras de filmar em Pedrogão, estranho que o presidente de todos os portugueses ainda não tenha feito o devido seguimento ao “doa a quem doer” a propósito dos incêndios do passado Verão, dos crimes de corrupção nas forças armadas (das quais é Comandante Supremo, importa não esquecer), da corrupção na administração central e local e ainda relativamente a Tancos. Doa a quem doer, desde que não doa ao presidente de todos os portugueses, porque é preciso ganhar eleições e este, mesmo com um país a arder, não hesitou em colocar esse tema em cima da mesa... O mesmo que dizia que tudo o que podia estava a ser feito, mas quando o povo pediu responsabilidades voltou atrás e disparou na direcção do Governo... É também Marcelo que permanece calado quando se fala de corrupção em instituições como a Cáritas e outras tantas do sector social... Esse sector que Marcelo tanto apadrinha. O povo esquece-se rápido, mas ainda há quem vá tendo auxiliares de memória...

 

Espero que o povo não deixe Marcelo ser uma espécie de Fernão Lopes que nas suas crónicas criou alguns dos verdadeiros heróis de Portugal, mesmo que muitas das histórias tenham sido deturpadas. Esperemos que aquele que defendeu em tempos um ataque ao Irão com armas nucleares, não crie uma enorme cratera na História de Portugal.

 

Esperemos que aquele que defendeu que jovens mal preparados morressem em África numa violenta guerra, apelidando alguns de não amarem a pátria, mas que fugiu ao serviço militar quando a isso foi "chamado", não tape uma certa incompetência com o preenchimento massivo de capas de jornais...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


29 comentários

Imagem de perfil

De C.S. a 04.12.2017 às 09:37

A verdade é que o presidente Marcelo quer tanto estar em todo lado e sentir todas as dores que, às tantas, acaba por se tornar uma caricatura de si próprio.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.12.2017 às 21:12

Em política ninguém procura sentir todas as dores por acaso...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.12.2017 às 21:13

Sou eu, o Robinson :-)
Imagem de perfil

De Corvo a 04.12.2017 às 20:55

A ver. Nem tudo é muito criticável porque parece que abraçou uma velhinha sem abrigo em Pedrogão, e apertou a mão a um velhinho desabrigado, por coincidência na mesma localidade.
Também deu os parabéns, em nome de todos nós aos jogadores de Portugal que qualificaram o país para o Mundial.
De resto é um presidente eleito, logo, uma figura necessária para um país que se preze.
Que, como todos os outros estejam confortavelmente instalados nos limites do provável e não possuam a audácia da vontade, é o menos e nada mais faz do que seguir a história.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.12.2017 às 21:15

O que não falta são fotografias e filmagens de muitos seres questionáveis a abraçar velhinhas e criancinhas...

Sim, isso não podemos questionar, ganhou as eleições... Podemos estudar o porquê de tal vitória e talvez não fiquemos contentes, mas sem dúvida... Foi democraticamente eleito...

Aquilo já chegou ;-)
Imagem de perfil

De HD a 04.12.2017 às 21:00

"Kim Jong Marcelo"
Cuidado... :-)

Mais uma excelente crítica, sujeita a censura ahahahha
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.12.2017 às 21:16

ahahaha

Sem dúvida, acho que dou cabo deste espaço sempre que aponto a um dos indivíduos intocáveis deste país...
Imagem de perfil

De HD a 04.12.2017 às 21:56

Olha que é sempre difícil opinar sobre os teus ensaios... arrojados! ;p
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.12.2017 às 22:05

Qualquer dia tenho a "PIDE" à porta... Ou então um sem número de indivíduos a desejarem a minha cabeça espetada numa vara em plena praça pública... Não é por acaso que os pelourinhos ainda são preservados :-)))
Imagem de perfil

De HD a 04.12.2017 às 22:07

Os teus posts balísticos devem andar a ser seguidos pela CIA ;p
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.12.2017 às 22:08

É possível... Só não me acusem de dizer mentiras, de resto que me façam o que bem entenderem...
Imagem de perfil

De HD a 04.12.2017 às 22:09

Podem demorar, mas conseguem sempre arranjar algum esquema Snowden para te tramarem ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.12.2017 às 08:01

Não vivo disto... bah :-)
É só a opinião de um cidadão...
Imagem de perfil

De cheia a 04.12.2017 às 21:11

Como jornalista, não admira que queira tapar a incompetência com capas de jornais.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.12.2017 às 21:16

Jornalista não é, mas sempre quis ser... Todavia falta-lhe a imparcialidade para abraçar essa carreira verdadeiramente... Embora, hoje em dia...
Imagem de perfil

De cheia a 05.12.2017 às 21:29

Quis ser jornalista, presidente de Câmara, a TVI elegeu presidente da República!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.12.2017 às 21:32

Ainda quis ser primeiro-ministro mas nem chegou a ir a votos...

A televisão faz milagres, sobretudo quando os povos não fazem perguntas.
Imagem de perfil

De cheia a 05.12.2017 às 21:36

Queiramos ou não, ainda somos um povo analfabeto.
Imagem de perfil

De Sílex a 04.12.2017 às 21:56

Ora, cá estou eu! E em boa hora. Ler-te, já disse e repito-me, é um bálsamo. A começar por aqui:
"...mas são muitos os esquecidos que de repente ficam rodeados de amigos quando morrem... Sobretudo se aparecerem nos jornais."
E continuando:
"...Honestamente, Marcelo é um narcisista carente de atenção e que não perde uma para se mostrar."
E para não me alongar demais nem me tornar também ridícula, faço-te a minha vénia e agradeço-te! A sério. És dos melhores bloggers que por cá andam e com um prazer desmedido, "vaticinei" que chegarias aos cinco últimos e espero que, agora, te façam jus. Um abraço e muito obrigada! Porque me "tiras da boca" ou da ponta dos dedos, tanto que eu gostaria de dizer. Boa semana!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 04.12.2017 às 21:58

Obrigado, mas creio que não é tanto assim... São palavras despejadas, somente...

Olha que pelos teus lados conseguem encontrar-se textos brilhantes que, comparados com esta algazarra desmedida, são um verdadeiro hino à arte de escrever...
Imagem de perfil

De Sílex a 04.12.2017 às 22:23

Ainda voltei porque a tua resposta pede que o faça. Primeiramente, não considero que "despejes" palavras somente. Nem pouco, mais ou menos! Tal, como não acho que o que aqui tens, seja uma algazarra desmedida. Muito longe disso.
Depois, desculpa por te dizer isto - e por favor leva-o para o lado da brincadeira entre duas pessoas amigas com abertura (sã) para falarem de tudo, que gera uma boa partilha e discussão positiva, mas o mais sinceramente possível deixa que te pergunte: Não estás a falar a sério, quando dizes o que está em baixo, pois não?

"...pelos teus lados conseguem encontrar-se textos brilhantes que, comparados com esta algazarra desmedida, são um verdadeiro hino à arte de escrever."

É que eu até, se me permites, vou guardar este pedacinho de prosa tua, para quando - em dias que me apetece fechar aquela bodega toda - por achar um desatino pegado e uma pobreza tamanha o que escrevo, ou estou mais em baixo, me dar ânimo para continuar.
Na verdade, há muito quem pode pensar que eu me "acho" e me dou "ares", quando se soubessem o que penso e exijo de mim mesma, se desmanchavam a rir.
Sei perfeitamente as minhas limitações e escrevo por desporto e gozo, não tenho pretensões ou me comparo a algumas pessoas aqui. Como diz o outro, para o que gosto de fazer desde sempre e me dá prazer enorme, vai chegando, mas... sinceramente não esperava! Brilhante? Hino, *à arte de escrever? Tens a certeza de que estás a falar para mim
Mesmo que seja apenas por gentileza, bem hajas!
Porque faz bem, alguém, de vez em quando e... para variar não desmerecer os outros, seja lá a forma como escrevem. Não os alcunhar de tudo e mais alguma coisa, porque sim.
A sério! De coração, muito obrigada!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.12.2017 às 08:04

Chama-se gratidão... Não há nada mais simples... :-)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 04.12.2017 às 23:57

Sobre Marcelo, acho que há algum exagero na auto-promoção que faz. Tb já tinha repara e repudio o comboio de jornalistas que são convocados para mostrar o "serviço público" das suas ações.
Ainda assim, considero que MRS tem características que o distinguem como politico: está próximo da população. Isso é importante. Qtos políticos dispendem tanto tempo que podiam estar com a sua família a estar junto de quem os elegeu?
Se há exageros, há, mas não há bela sem senão...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.12.2017 às 08:02

Hoje em dia não temos (ou talvez não queiramos ter) a consciência de que talvez aqueles que não aparecem estejam a trabalhar... Muito mais até do que aqueles que aparecem...

É por aí que temos grandes profissionais que depois, quando postos à prova, se revelam inúteis.

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.12.2017 às 23:30

Ai, Robinson, quanta verdade!
Mas este país não tem rumo.

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB