Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




IMG_6645.JPG Fonte das Imagens: Própria

 

Com o acampamento católico a sofrer com as chamas, Boabdil e Muza não perderam tempo e aproveitaram o mesmo para, logo no dia seguinte, atacar os cristãos.

Ao que se sabe combateu-se corpo-a-corpo em cada pedaço da vega de Granada. Não houve um jardim, uma horta, a sombra de uma árvore, um pedaço de chão que não tivesse absorvido o sangue daqueles bravos guerreiros. Segundo Frey António Agápida, até um embaixador francês que se encontrava do lado católico ficou pasmado e teceu um rasgado elogio aos guerreiros mouros que combatiam como ninguém depois de 10 anos a somarem derrotas atrás de derrotas e a perderem soldados e reis.

 

Contudo, do lado de Castela e Aragão a artilharia e o número de homens disponíveis era francamente superior e a batalha acabou com o recuo de Boabdil (que quase fora capturado) e Muza para dentro das muralhas da cidade. Em resposta, o rei católico decidiu erguer uma cidade, mesmo ali em frente a Granada: Santa Fé.

 

IMG_6428.jpg

Esta afronta de D. Fernando II, aliada ao corte das vias de abastecimento à cidade (onde o Marquês de Cádiz mais uma vez mostrou a sua valentia) e à ausência de apoio por parte dos reis berberes e do sultão do Egipto (a ausência de um porto onde estes pudessem atracar os seus reforços não permitia tal apoio) levou Boabdil a convocar um conselho. Aí, reuniu os melhores guerreiros, os melhores filósofos e políticos da cidade e, perante as condições de miséria e estado das tropas, todos se decidiram pela rendição! Todos... excepto Muza! Muza, mostrou o guerreiro que era, e tivesse entrado mais cedo na guerra, talvez as coisas tivessem sido diferentes! Exortou ao levantamento, à força, assumiu que todos os seus soldados estariam preparados, levantou o ânimo, admitiu recrutar e distribuir armas por cada habitante da cidade capaz de lutar. Muza colocou-se como sendo o responsável por guiar todos os esquadrões, de lhes indicar todos os caminhos, de levar todos à vitória ou à morte, mas de jamais entregar a cidade e o reino!

 

IMG_6564.jpgSegundo os relatos da época, perante este discurso, que não venceu o desespero dos sábios e dos governantes de Granada, Boabdil comoveu-se e caiu num silêncio que só terminou com a ordem de rendição. 

 

Foi enviado o Governador da cidade, Abulcasim Abdel Melic, que negociou os termos da rendição. Estes termo abrangiam a entrega da cidade, a libertação de presos católicos, os direitos  dos habitantes de Granada, a vassalagem perante a coroa de Castela e Aragão e a concessão de terras para os dois lados. 

 

Aquando do seu regresso e da apresentação das condições ao soberano de Granada, mais uma vez Muza, mostrou de que sangue era feito e, enquanto todos os outros desesperavam em lágrimas, este exclamou:

"deixemo-nos senhores de inúteis lamentações, próprias de mulheres e crianças; somos homens e tenhamos coração, não para verter tristes lágrimas mas sim o nosso sangue. Observo que o ânimo de todos está de rastos, que é impossível salvar o reino. Todavia, resta uma alternativa aos espíritos nobres: uma gloriosa morte! Sucumbamos defendendo a nossa liberdade e vingando os desastres cometidos contra nós! A nossa terra-mãe receberá no seu solo os seus filhos, livres das correntes e humilhações dos conquistadores e se alguém não encontrar sepultura onde enterrar os seus restos mortais, não irá carecer de um céu que os cubra. Alá não permitirá que se diga que os nobres de Granada tiveram medo de morrer na defesa do reino!"

IMG_6293.jpg

 Estas palavras não surtiram efeito, pois para Boabdil e para os nobres de Granada o destino do reino estava escrito no livro desde que o primeiro nascera, contudo mostraram a raça de um homem como Muza e de como este era mais fiel ao reino que todos os nobres!

 

Para os recém-chegados a esta aventura:

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/aben-hacen-e-zahara-17518

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/el-zegri-e-ronda-18287

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/salobrena-e-a-morte-de-aben-hacen-19240

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/cordoba-o-quartel-general-cristao-19524

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/malaga-o-inicio-das-hostilidades-20973

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/malaga-o-desastre-e-a-capitulacao-21257

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/da-serra-nevada-e-das-alpujarras-se-22619

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/granada-cada-vez-mais-perto-23369

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/o-alcazaba-do-alhambra-e-a-inspiracao-24720

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/a-conversa-com-o-zagal-na-sala-dos-25527

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/ainda-com-o-zagal-o-palacio-e-o-26537

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/um-lanche-com-o-zagal-no-generalife-27602

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/entre-os-ataques-de-muza-e-as-facanhas-28754

http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/granada-o-capricho-da-rainha-em-zubia-e-29976

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


59 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 20.04.2017 às 09:57

Adoro a forma como conjugas os factos históricos, com as imagens, criando uma narrativa que dá prazer ler =)
Beijinhos
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 10:06

Obrigado! A História não tem de ser "secante", embora por vezes seja essa a tendência… pode até ser algo tão interessante e simples que nem nos apercebemos. Além disso dá-nos alguma matéria para reforçarmos o nosso conhecimento do mundo actual. Acredito até que ao nível do reforço das "soft-skills".
Beijinhos
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 20.04.2017 às 10:08

É uma aprendizagem de forma leve e interessante! =)
Beijinhos
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 10:11

Obrigado, mais uma vez :-)
Imagem de perfil

De a mãe dos PP's a 20.04.2017 às 10:41

muito bom Kanes
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 12:20

Obrigado ;-)
Imagem de perfil

De Sónia Pereira a 20.04.2017 às 11:21

Há uma certa perturbação entre a violência de todos os acontecimentos e a beleza do local, a paisagem, a arquitetura. Não admira que Muza preferisse uma morte gloriosa a enfrentar a perda de um reino de tamanha magnificência.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 12:21

Como eu entendo Muza… devia servir de exemplo para aqueles que só se dedicam a ler Maquiavel. Devia servir de exemplo para quem coloca o interesse pessoal à frente do interesse de um país…
Imagem de perfil

De Cecília a 20.04.2017 às 11:26

sou muito pouco dada a feminismos da treta mas " inúteis lamentações, próprias de mulheres" não me conhece!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 12:22

É normal, atentemos à época e à própria religião… :-)
Imagem de perfil

De Cecília a 20.04.2017 às 12:24

exato, parece dito nem há cinco minutos numa qualquer medina, ou trump torre, perto de si.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 12:25

Isso já é outra "história" :-)

Podemos ver o outro lado, ou seja, que pouco evoluímos desde há mais de 500 anos para cá.
Imagem de perfil

De Cecília a 20.04.2017 às 12:31

500 anos é olhar para ontem...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 12:33

Também, muito se evoluiu, mas também muito se retrocedeu, ou pelo menos, não se deu seguimento ao trabalho/aprendizagem feito.
Imagem de perfil

De Cecília a 20.04.2017 às 12:35

é assim (com recuos) que o mundo pula e avança!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 12:40

"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades."

Já dizia aquele que fez o milagre (?) de salvar folhas de papel no meio das águas do Índico...
Imagem de perfil

De Cecília a 20.04.2017 às 12:43

ele já conhecia o papel " de encapar os livros" só que não disse nada a ninguém. era tudo muito eco na altura.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 12:46

Ouvi dizer que a sorte dele foi ter ido à Staples de Mombaça onde comprou umas micas cinco estrelas….
Imagem de perfil

De Cecília a 20.04.2017 às 12:54

pudera, importadas do vietname, uma pechincha!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 14:14

O dinheiro também não abundava, o senhor morreu na miséria.
Imagem de perfil

De Cecília a 20.04.2017 às 14:22

nessa altura a pátria estava em crise
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 15:07

Ainda bem que já ultrapassou todas as crises...
Imagem de perfil

De fashion a 20.04.2017 às 12:12

Excelente texto e imagens,uma vez mais.
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 17:39

Cá está: aquela primeira imagem é digna do melhor documentário possível :)

Estou a ver que houve algum burburinho pela referência à lamentação das mulheres e crianças... outros tempos, compreenda-se ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 17:40

Por acaso é das minhas favoritas :-)

É normal… mas penso que estamos em sintonia :-)
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 17:52

Há uma contextualização apropriada para não ativarmos o modo 'somos todos iguais' :D
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 17:59

Ui, hoje em dia a história do somos todos iguais, daria uma tese...
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 18:02

Por acabar...
Essa tese parece que fica suspensa em alguns horários ou durante alguns eventos ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 18:03

Mudam-se os tempos, não se mudam todas as vontades…

Somos todos iguais mas depois não aceitamos a diferença… ditaduras democráticas ou ditaduras sociais?
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 18:18

Ditaduras sociais, convenientemente oportunas ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 18:19

Somos todos livres e iguais desde que a liberdade do outro vá ao encontro daquilo que defendo :-)
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 18:21

E não é que fica tudo mais fácil? ahahahhaa
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 19:03

ahahah no curto prazo sim...
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 19:44

Será que alguém 'desses sociais' pensa (sequer) a longo prazo? ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 22:14

Gostaria que sim… que o pensamento estratégico estivesse mais enraizado...
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 22:20

Mas essas raízes também são cultivadas com educação e regadas com cultura: estás a exigir demasiado! ;p
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 22:36

Sim, acho que às vezes exijo mesmo demasiado… acho que essa discussão está a ocorrer no artigo de anteontem :-)
Imagem de perfil

De HD a 20.04.2017 às 23:05

Déjà-vu post comments?! :)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 23:18

Oui, bien sûr! Não sei se é boa ideia estar a falar francês...
Imagem de perfil

De Melhor Amiga Procura-se a 20.04.2017 às 17:40

Adorei o texto mais uma vez e as imagens...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 17:41

Muito Obrigado :-)
Imagem de perfil

De PP a 20.04.2017 às 18:27

Muito bom!
Imagem de perfil

De Kalila a 20.04.2017 às 18:33

Texto-maravilha, como sempre, imagens de sonho, como habitualmente, mas confesso que hoje também gostei muito dos comentários.
Beijinhos, amigo.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 19:04

Por vezes não há como fugir a temas interessantes :-)

Também é a qualidade dos comentadores...
Imagem de perfil

De Rita a 20.04.2017 às 21:39

Grande Muza ;) (tirando a parte de "deixemo-nos senhores de inúteis lamentações, próprias de mulheres e crianças" :P )
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 20.04.2017 às 22:16

Eu sei que sim… temos de olhar à época :-)

Vocês ainda vão atrair alguma senhora mais extremista que vai pedir a minha cabeça num cesto :-)

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB