Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




el Zegri e Ronda...

por Robinson Kanes, em 30.01.17

IMG_5449.JPG

 

No seguimento da minha leitura da Crónica da Conquista de Granada (podem acompanhar aqui), dou comigo a ser transportado para mais um Pueblo que me deixa sempre boquiaberto, isto por mais vezes que lá acorra – Ronda.

 

Conheci Ronda pela primeira vez em... Córdoba. Lembro-me de estar à espera para visitar a Catedral/Mesquita, ou seja, esperava pela celebração da eucaristia, pois assim conseguiria visitar a Catedral gratuitamente – um bom negócio, em

meu entender.

 

IMG_5435.JPG

Enquanto esperava, esta incansável vontade de falar com todos, acabou com uma conversa de mais de uma hora  com um cordovês e com a esposa a prestarem-nos uma autêntica lição de história e etnologia sobre Andaluzia. Estaria tudo bem, até eu dizer que Andaluzia para mim não tinha segredos... mas eis que Ronda saltou para a discussão e afirmei não conhecer aquela localização.. “hombre, si no conoces Ronda, no puedes conocer Andalucia!”.

 

E pronto, dei comigo a ter uma aula de história sobre Ronda, aliás, terra que já não me era estranha da leitura do “Último Cabalista de Lisboa”, de Richard Zimler - s menções ao importante Judeu de Ronda. Fiquei com uma vontade enorme de me aventurar, mais uma vez, por aquelas montanhas andaluzas e conhecer o seu Carnaval peculiar que inclui desfiles a cavalo e a “obrigação” de comer migas na Plaza de los Descalzos. Infelizmente, nesse dia, o destino seguinte era Jaén e só mais tarde viria a perceber que realmente não conhecia Andaluzia.

 

Ronda surge, na “Crónica da Conquista de Granada”, como uma praça fortíssima e de grande importância para os Mouros! Ouso até dizer, que foi o primeiro rude golpe contra o reino de Granada.

 

Entretanto, depois da conquista de Zahara por Aben Hácen, já os cristãos haviam conquistado praças como Medina Sidonia, Alhama (mesmo às portas de Granada), Zahara (reconquistada) e Loja. Também em Granada, a governação, era agora disputada por Aben Hácen e pelo seu filho Boabdil (o infortunado) e em Málaga, nas montanhas, os cristãos tinham sofrido uma pesada derrota. Contudo, os mesmos cristãos, haviam conseguido capturar Boabdil em Lucena (uma das mais importantes batalhas da reconquista) e vencido os mouros em Lopera. Boabdil seria mais tarde libertado sob promessa de prestar vassalagem à coroa espanhola... imagino que não tenha caído bem aos mouros.

 

Ronda era agora a conquista fundamental para animar as tropas e... vingar Málaga! Para isso, os de Castela, teriam de vencer um dos mais temidos alcaides mouros - Hamet el Zegri – que já havia retirado em Coín e Lopera. Contudo, nem foi preciso ir tão longe, pois temendo a conquista de Málaga pelos cristãos, el Zegri saiu com uma guarnição para essa cidade. Quando regressou, viu Ronda ser sitiada e destruída por uma recém-chegada a esta guerra: a artilharia pesada. Sem conseguir dominar os cristãos pelo exterior, teve de abandonar os arredores de Ronda, sendo a cidade obrigada a capitular. A rendição permitiu a libertação de muitos daqueles que foram capturados na batalha de Málaga.

 

IMG_5509.jpg

Hoje, Ronda ainda espanta todos os visitantes - gloriosa e altiva naquele morro singular e unida pela puente nuevo (construída muito depois da derrota moura, nomeadamente entre 1751 e 1793) que é hoje, uma das suas maiores atracções. Do coreto, é possível imaginar o cerco cristão e os exércitos conquistadores reunidos nas várias montanhas que rodeiam a cidade, as baterias de artilharia, bem posicionadas, tendo em vista a destruição das torres e das muralhas que defendiam o “morro”. Imagino a angústia daquelas gentes e dos “governadores” de Ronda no Palácio do Rei Mouro. A expectativa e o desespero naquelas varandas que enfrentam a dura rocha e que permitem uma vista sobre os vales e montanhas a sudeste da cidade.

 

Ainda é possível ver muito da Izn-Rand Onda muçulmana e facilmente se percebe porque é que Orson Wells e Hemingway ficaram tão fascinados com esta terra que não é só famosa pela sua Praça de Touros, para muitos a mais antiga do Mundo. Eu também fiquei fascinado e... não vou esquecer uma espécie de flash mob involuntária que seu deu perto da Calle Manuel Montero aquando do término desta e numa lateral da Igreja de Santa Maria Maior: assobiei, inocentemente, o Concerto de Aranjuez e tive a companhia de mais de metade dos indivíduos que se encontravam na praça... eram só uns 15, mas já foi qualquer coisa.

 

O Reino de Granada, esse, estava a ficar cada vez mais pequeno e, na verdade, a deixar-nos uma lição para o nosso dia-a-dia pessoal e profissional: se andamos muito ocupados com guerras de poder internas, provavelmente não vamos conseguir enfrentar as dificuldades externas, mesmo que tenhamos os melhores guerreiros e conheçamos o terreno como ninguém.

 

Fonte das Imagens: Prórpia

Autoria e outros dados (tags, etc)


21 comentários

Imagem de perfil

De Sónia Pereira a 30.01.2017 às 12:15

Ao contrário de ti, não conheço a Andaluzia, mas uma coisa é certa: os teus textos sobre a leitura das Crónicas da Conquista de Granada estão a conseguir injetar-me uma vontade incontrolável de visitar essa zona. :)
A imagem da ponte em Ronda é magnífica. Parece quase uma imagem de ficção de tão surreal que é.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:19

Força nisso. Tanta gente a ir para tão longe e nós aqui tão perto com uma riqueza destas... talvez das mais ricas do Mundo, até.

A crónica também se está a revelar uma surpresa daquelas.
Imagem de perfil

De Mamã Silvestre a 30.01.2017 às 12:30

A ponte é linda!!! Obrigada por me fazeres viajar sem sair do lugar!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:20

Obrigado. Procuro, sobretudo, associar um local à História.
Imagem de perfil

De Maria a 30.01.2017 às 13:54


"suspiro"
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:20

Obrigado :-)
Sem imagem de perfil

De Dylan a 30.01.2017 às 14:49

Dizer que "a Andaluzia não tem segredos" é um bocado forte... uma província com quase a mesma população de Portugal...

Nem vou falar em Cádiz, Córdoba ou Granada, mas pequenas localidades como Baeza, Úbeda, Vejer de la Frontera, Arcos de la Frontera ou Zahara de la Sierra têm mesmo muito para ver.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:24

É uma força de expressão... até no meu país ainda me falta conhecer tanto.

São todas localidades deveras interessantes, ainda me falta Vejer, por exemplo. Sobre Zahara e mais que isso, sobre as peripécias, tive oportunidade de falar aqui: http://naoequenaohouvesse.blogs.sapo.pt/aben-hacen-e-zahara-17518

Obrigado por passar :-)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.01.2017 às 17:13

A forma como nos embala na sua escrita e faz-nos identificar é muito boa.Parabéns pelo blog.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:25

Muito, mas muito obrigado!

De facto, os blog "é para nós", mas confesso que é sempre bom perceber que existe sempre alguém que ainda perde tempo comigo :-)
Imagem de perfil

De Maria Mocha a 30.01.2017 às 19:38

Não conheço... mas tenho pena.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:26

É um local giro e não está assim tão longe :-)
Imagem de perfil

De fashion a 30.01.2017 às 21:32

Gostei e aprendi muito, obrigada!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:26

Como eu aprendo por outras paragens :-)

Obrigado
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 30.01.2017 às 22:38

O vale é assustador, mas não escapa às imagens morfológicas características da Andaluzia.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:27

Sim, tenho fotos do lado oeste e então é de ficar maravilhado. Para quem pensa que Andaluzia é só praia vai ficar admirado.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 01.02.2017 às 22:38

eu tenho as imagens de sevilla: cidades muito castanhas!
Imagem de perfil

De HD a 30.01.2017 às 22:46

Aquela ponte é digna de um Indiana Jones :)
Belo post :D
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.01.2017 às 11:28

Acreditas que, quando foi fazer pesquisa, pois o relato daquele senhor foi tão apaixonado, pensei exactamente o mesmo?

Obrigado!
Imagem de perfil

De HD a 31.01.2017 às 18:51

De nada, abraço :)

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB