Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




question-mark-2492009_1280.jpg

 Fonte da Imagem: https://pixabay.com

 

O P.P. convenceu-me, e numa tentativa de desagradar àqueles que dizem que sou pouco dado a brincadeiras...

 

1 - Se te pagassem 100.000€ para posares na capa de uma revista, a segurar uma garrafa de champanhe numa mão e com alguém ao teu lado a dar-te morangos à boca vestido com o fato-de-banho verde do Borat, preferias que essa pessoa fosse o Manuel Luís Goucha ou o Fernando Mendes?

 

Primeiro teria de aceitar e perceber porque é que alguém me pagaria €100.000 para fazer de palhaço se nem isso gostam de pagar para a minha pessoa gerar rentabilidade. Provavelmente declinaria o convite por falta de competência para o cargo, palhaços não faltam por aí, alguns até trabalham de "borla".

  

2 - Ias num cruzeiro, o teu barco naufragava, só havia dois sobreviventes e ambos davam à costa na mesma ilha deserta, com 4 metros x 4 metros. Teriam que obrigatoriamente conviver um com o outro todas as 24 horas do dia e ajudar-se mutuamente para sobreviver. Escolhias naufragar com o Donald Trump ou com o Kim Jong-un?

 

Eu escolheria o Donald Trump. Os EUA têm meios bem melhores para regastar desaparecidos, mal por mal não teria que ficar muito tempo. Além disso ficaria amigo de Trump e teria oportunidade de perguntar se o 11 de Setembro sempre foi uma espécie de "Operação Northwoods". Finalmente, na gestão da sobrevivência/alimentação, penso que Trump come menos que Kim. 

 

3 - Estás de olhos vendados numa câmara de tortura a ouvir em loop os mesmos 5 CD's. Não sabes quanto tempo vais lá estar, pode ser 1 dia, pode ser um ano. Que banda sonora escolhias: Quim Barreiros ou Ana Malhoa?

 

Ana Malhoa, estou todo turbinado... Além disso morreria ao fim de um minuto e sempre me poupava o sofrimento. Agora que falo nisto, talvez com o Quim Barreiros fossem 10 segundos... Uma nota: afinal a Ana Malhoa seria uma má aposta tendo em conta o meu esforço em reduzir o "consumo" de plástico.

 

4 - Escolhe, rápido: uma martelada no meio da mão direita ou bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel?

 

Bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel, de preferência contraplacado.

 

5 - Última pergunta desta ronda: se fosses eleito presidente de Portugal, e te fosse concedido um génio da lâmpada que só te pudesse realizar um único desejo relativamente às tuas acções políticas, tu optavas por aumentar o salário mínimo para 1100€/mês ou fazer com que nunca mais houvesse um incêndio em Portugal?

 

Esta não é nova, penso que no geral todos os PR acreditam que o génio da lâmpada existe, pelo menos assim o demonstram. Se não existissem incêndios em Portugal poderia ser o início para acabar com muitos esquemas que por sua vez não lesariam tanto o país, permitindo aumentos futuros no salário mínimo.  Escolheria a segunda opção, além de que, em Portugal, um ordenado mínimo de €1100/mês com as actuais taxas de produtividade e a veia consumista do cidadão nacional seria o início da cavalgada até uma bancarrota. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Imagem de perfil

De Maria a 22.09.2017 às 17:25

O meu sábio voltou e já me fez chorar a rir
nunca te poderia imaginar a dizer "estou todo turbinado"!!!

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.09.2017 às 09:55

:-)
Realmente é algo que não me vejo a dizer :-)
Obrigado pela visita e é um gosto voltar.
Imagem de perfil

De HD a 22.09.2017 às 18:57

Olha quem cá voltou :-D
Turbinado, mas de volta :-)
Um bom fim de semana :-D
Abraço
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.09.2017 às 09:55

:-)
Turbinado mas sem aditivos :-)
Bom fim-de-semana.
Um Abraço
Imagem de perfil

De P. P. a 23.09.2017 às 00:59

Bem-vindo, Turbinado.
Obrigado por teres respondido ao desafio.
Na verdade, também eu ando desaparecido por falta de tempo e... problemas no trabalho. Quando penso que segui "educação" por esta ser a minha vocação desde os 6 anos e ao deparar-me com Escolas que funcionam como empresas, como maledicências e outros elementos que me deixam em dúvida acerca do perfil dos competentes para formar pessoas. ...


Abraço.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 23.09.2017 às 09:58

Nada que agradecer.

Problemas no trabalho e pelo que percebi mais por uma questão de mentalidade do que propriamente pelo trabalho em si. É uma das razões apontadas por mim, e por muitos, para a dificuldade em trabalhar com portugueses, pensa-se em tudo menos no trabalho... Depois adoramos o "gossip"... Efectivamente podemos andar com telemóveis de última geração e carros topo de gama, mas o provincianismo tarda em ir embora... Além de que ainda existem escolas que seguem a cartilha do antigo regime e são bastante conceituadas na nossa praça...

Olha que se algumas escolas funcionassem como algumas empresas talvez a educação fosse uma área melhor :-)

Um Abraço,
Imagem de perfil

De P. P. a 24.09.2017 às 04:37

Pelo contrário. Atualmente, as Escolas são como empresas. Funcionam como tal.
Muitos colegas dizem-se interessados pelos alunos. Nem vou comentar. Há casos em que, infelizmente, a falta de interesse se justifica. Mas quando se segue educação por vocação, há que tentar dar o melhor.

É um universo onde predominam mulheres. Pois é, neste domínio esquecem a igualdade, etc e tal. Na minha, por exemplo, somos só 3 professores "pilinhas". Conseguir manter-me distante dos conflitos e intrigas, nem sempre é tarefa fácil. O meu melhor amigo é sem dúvida o tablet. Lancho com os alunos, mas quando sou obrigado a frequentar ambientes poluídos, mergulho na informação que através dele me chega. Não é um Ipad, nem da família. Não foi barato, preço mediano, mas só a sua amizade vale cada €.

Nesta semana passei por momentos, que terão continuidade. Episódios que jamais pensei viver. Não há respeito por muitos dos professores em mobilidade por doença (MPD). A meu cuidado tenho a mãe, doente oncológica, viúva também de um doente oncológico, e a avó, doente terminal de Alzheimer. Só um cheirinho: dos vários professores em MPD que podem prestar apoio direto, e sendo que dos próximos da chefia, com horas para este, mas que não o fazem, num só dia tenho 105minutos numa turma muito complexa, da qual faz parte um aluno que, quando não medicado, até nos bate. Ao invés de ser rentabilizado para as disciplinas da minha área, nas quais há bastante insucesso, podendo assim entrar às 8,20 e sair mais cedo... Não. Estou preso num dos ciclos de ensino cujas aulas iniciam-se às 9.15 (que chique), acabando por sair, 3 dias, às 17h. !7h se eu conseguisse deixar os alunos na sala, sem os ajudar com as mochilas, dar uma palavra... Segue-se a viagem e muitas vezes as compras. E a estimulação da minha avó? O seu lanche? E o suporte psicológico à minha mãe? Chego exausto, a desejar um banho de água quente. Alguns casos com os quais trabalho, dada a educação, requerem a mesma paciência que a minha avó. Outra gota de água... quando pediram para que fizesse o meu horário (estranho), com base no das profs a apoiar, apenas uma me facultou o dela. Os elementos próximos das chefias nunca me deram os horários das doutoras. Entreguei um esboço, que julguei correto, pedindo para que verificassem pois, "desde 2011, a minha vida não tem sido sorridente, o que me impede de ter tempo para alimentar conflitos". Uma reunião nas minhas costas... Um e-mail que julgava ser-me dirigido, distribuído por todas as docentes do ano letivo em que me encontro, e a falsa acusação de que tinha contabilizado, como tempos letivos os intervalos. Pura mentira. Na verdade, e como estava bem plasmado no meu esboço, enganei-me sim no número de minutos semanais em aula. Mas o engano do PP teve que ser dado a conhecer a todos. Estou a pensar publicar o meu horário no Scribd ou Slideshare. Sinceramente. Escusado será dizer que aos envolvidos já falei de netiqueta, mas creio que nem sabem o que é: viva o provincianismo e o pensamento simplista.

Estou furioso, estou f*d*do,
Sempre trabalhei com turmas difíceis, assim como com a melhor, com resultados, Há 20 anos!!! Isto é o quê? Tentativa de me humilharem?
E quando nem respondem aos teus e-mails, sendo que sabes se estes foram ou não lidos, se no PC ou smartphone, sistema operativo...

Desculpa o desabado. Seguramente tenho frases mal escritas, falta de concordância, mas n vou reler. Estou F!!!!

Abraço
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 24.09.2017 às 15:53

Nas empresas também podemos sempre fazer melhor e seguir a nossa vocação. Aí o que me parece grave é o funcionamento como empresa camuflado de outra coisa...

O ideal quando o ambiente é tóxico é estar por lá o menos possível. A proximidade com aqueles que sentem o resultado do nosso trabalho é fundamental. Já que falamos de empresas, nada como gerir o ambiente tóxico e cultivar uma óptima relação com os clientes, neste caso os alunos :-)

Já pensaste em falar com quem realmente está acima? Além de que os teus temas só a ti te dizem respeito. Temo que seja mais uma instituição com as suas pequenas máfias, com aqueles que por aí perduram anos a fio e assumem o controlo da mesma... Muito comum em Portugal e que, segundo a minha pessoa e muitos estrangeiros com quem tenho falado, o segredo ou é fazer uma limpeza de cima abaixo ou não permitir o crescimento das ervas-daninhas. Em relação à situação sei o que é... Passei por algo semelhante que me obrigou a fazer escolhas, uma delas foi desistir do trabalho, achei que não estaria a 100% num lado e no outro e isso obrigou a uma escolha. É óbvio que as consequências de uma sabática (apoio à família + meses de viagem pós-tragédia) não são bem vistos em Portugal. Vou fazendo alguns trabalhos, mas a hipótese de sair é cada vez maior. Só ainda não o fiz porque não quero sair com a sensação de não ter tentado tudo. Não estás a passar por uma situação fácil e acredito que a mesma te obriga a estares com os pés bem assentes no chão e também a pensares um pouco em ti - se não estiveres bem não podes ajudar os outros, lembra-te sempre! Costumo também dizer que trabalhos há muitos e nem todos valem os mesmos sacrifícios... Não invejo a tua tarefa, mas já pensaste em alternativas, também em relação à tua profissão? Sei que em Portugal só muda de área com facilidade quem se movimenta bem... Depois escreve uns artigos como se fosse fácil e toda a gente vai atrás até perceber que os meios foram diferentes...

Agradeço também a tua partilha, não tens que te desculpar... Mas neste momento penso que assentar ideias, preparar bens os argumentos e partir para uma conversa com quem de direito como se de uma negociação se tratasse talvez fosse a melhor opção. Não é fácil... Nem qualquer palavra de ânimo, da minha parte, vai mudar seja o que for. Parar, mesmo que num ambiente de guerra como o que atravessas, pode ser fundamental para colocar as ideias em cima da mesa e delinear uma estratégia, estás em demasiadas frentes para uma pessoa só e sem parar isso pode não acabar bem...
Imagem de perfil

De P. P. a 25.09.2017 às 02:22

Estou sem conseguir dormir...

Não preciso dizer muito pois já o fizeste numa só frase. Esta que se aplica à generalidade das Escolas "temo que seja mais uma instituição com as suas pequenas máfias, com aqueles que por aí perduram anos a fio e assumem o controlo da mesma..."

Com os alunos, com esses raramente tenho problemas. ;) É com muito orgulho que ainda mantenho contacto com os de 20 anos atrás.

Abraço e obrigado.

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 25.09.2017 às 08:34

"Com os alunos, com esses raramente tenho problemas. ;) É com muito orgulho que ainda mantenho contacto com os de 20 anos atrás.".

E é aí que tens de concentrar as tuas forças ;-)

Obrigado eu,
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 25.09.2017 às 23:01

Oh, não vejo mal nenhum em aceitares. a piada da blogosfera é tb entrar nestas brincadeiras.

Ouvir Ana Malhoa é complicado, então de olhos vendados, não vale a pena o esforço eheheheh
Imagem de perfil

De m-M a 26.09.2017 às 10:59

Adoro a tua resposta 2 e 3 :)

Óh turbinado ;)

Beijinho,
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 26.09.2017 às 11:36

:-)

Obrigado e um beijinho.

Comentar



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
CRD7-BFJD-IWHB-ZXDB